Páginas

quarta-feira, 19 de agosto de 2020

♥ BC Na casa da vizinha ♥

Hoje  o tema da  BC Na casa da vizinha é esse:

Vejam lá na e na Cris e participem!

O tema dessa edição é:

“As amigas que a maternidade me trouxe”

Adorei esse tema e me fez novamente, voltar a "fita" muiiiiiiitos séculos atrás...

Casamos num janeiro longínquo, em 1969. Portanto, há mais de 51 anos... Novinha, apenas tinha completado 20 anos.
Voltamos da lua de mel, já Kinder Ovo, recheadinha,rs... 
Ainda bem aproveitei bastante e até de cipó ( nas árvores,😉) andei nela... 

Assim, logo depois, os sintomas iniciaram. E, ainda sem ter concluído o estágio do curso Normal, esse teve que ser deixado para o seguinte ano, pois tive problemas na gestação e o repouso necessário me afastou da escola e, consequentemente, das amigas de turma de anos e anos...

Eram poucas as amigas  já  noivas  e assim, após superados todos os problemas da gravidez, Tita nasceu. 
Bah!  Naquela hora de tanta superação e alegria, meu quarto no hospital era uma verdadeira sala de aula... Todo mundo queria ir até lá e ver como a chica maluquete se sairia como mamãe...

Foi lindo, mas a vida nos vai afastando. Eu com os cuidados com a Tita pequeninha e elas, já com o trabalho nas suas escolas, lecionando.

Assim, essa parte das amizades, ficou apenas nos encontros pela cidade, quando, logo no ano seguinte, ainda com a bebezinha com apenas 4 meses, lá outra gravidez... 

Então, fiz o danado do estágio e terminei o curso, mas fui professora só naquele tempinho. Logo estava com uma de 13 meses e o outro no colo, apenas nato.  Ficou impossível. 

Mais uma vez, me afastei do círculo de convivência. 

Mas sempre era uma festa encontrar as amigas na rua, risadas de montão ...

Porém, nossos objetivos e vida eram totalmente diversos. 

Eu, já mãe de duas crianças e elas apenas iniciando a noivar, casar...

Logo, logo, mais dois filhos nasceram...

Aí vieram as amizades do tempo de pracinha, de escolinha, de teatrinhos, aulinhas de trabalhos manuais deles e de repente, resolvi fazer vestibular e passei. 

Pronto... Ali, num curso noturno ( o único horário pra mim possível) entre tantas pessoas , reencontrei amigas de antes, que ali cursando Direito também estavam, uma farra e alegria. 

Porém, sempre me mantive , antes de TUDO, como mãe e os encontros eram ali na universidade e pronto.

Veio a formatura, depois o trabalho em escritório. Lá amizades mais maduras, mas não por isso, mais sólidas!

Então pra concluir esse "jornal", digo que a maternidade em verdade, não me trouxe amizades. 

Carreguei pra dentro dela, as que tinha feito nos tempos de guria e, sinceramente falando, as que encontrei novas, pelo caminho, naquela época da minha "escadinha"  eram cheias de comparações tais como: fulaninho já sentou, já faz cocô no pinico, já isso, já aquilo, vantagens e mais vantagens e eu agora só de lembrar, soltei um suspiro de liberdade,rs...Nunca gostei de papagaiadas e papos furados assim... 


Interessante é que a cada vez que volto pra cidade onde estudei, casei e criei os filhos, é uma festa...

 Sempre nos restaurantes ou nas ruas, encontramos amigas daqueles tempos e que ficaram firmes na paçoca, de verdade, mesmo à distância.

Aliás, os  encontros até perigosos, pois no velório do meu sogro, p ex, foi uma festa!
 Um reencontro com tantas amigas que deixamos o pobre "ser inanimado" ali deitado e ríamos com nossas recordações na outra sala... 

Pode? Pode sim, vocês não conhecem a chica e suas aprontadas!

Falei muito, né?  

Agora vamos ver as amizades de vocês...

beijos, chica







20 comentários:

  1. OI Chica, tive que rir e me empolgar com você!
    Imaginei a farra do reencontro das amigas do tempo de guria como falou... acho que foram amizades que resistiram o tempo, a distância e as diferenças...
    Acho lindo demais essa amizade que perdura!
    Eu também tenho poucas mais algumas que resistiram apesar da distância de falta de tempo, mas, eu também fui agraciada por encontrar nessa caminhada materna, amigas.
    E assim tem sido... cada fase, cada lugar novo, seja em rede social ou na vida rotineira, amigas que se chegam, e as que se vai também.
    Obrigada por participar!
    bjs, Cris

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo,Cris...Depende da fase que estamos, os papos mudam... beijos,obrigadão!

      Excluir
  2. Com a maternidade, vem também esses assuntos rasos que nada acrescentam e são chatíssimos mesmo. rs Mas, aqui na blogosfera encontrei pessoas especiais feito você e suas experiências sempre a nos ensinar, revigorar e alegrar. Obrigada!!

    Beijo!

    Renata e Laura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bah, Renata...Tive cada uma! Podes imaginar,com 4 pequenos...Palpites, comparações, chatices...Mas me dei bem e fiquei apenas com as que eram e são legais até hoje..Obrigadão! bjs

      Excluir
  3. Bom dia de recordações, querida amiga Chica!
    Bem interessante seu relato e com uma escadinha fica difícil mudar o foco mesmo.
    Também não tive tempo a perder...
    Só cuidados e carinhos nos tomam todo tempo e quem teve mais se um sabe bem como é.
    Maratona cheia de novidades você teve. Muito bom ter os filhos para cuidarmos quando jovens. Não dá tempo de ficar com caraminholas... perder tempo com supérfluo.
    Tenha um dia abençoado!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essas recordações nos fazem escrever jornais,rs... Mas são bem boas,né? Precisamos voltar, relembrar! bjs, obrigadão!

      Excluir
  4. Chicaaaaaaa você é otima! ahaha
    Gostei da Paçoca rs E com certeza, amigos que amamos e nos sentimos bem em estar com eles, quando é sempre um prazer, ha risadas em momentos inapropriados rsss

    Lindo relato, eu também sinto como você... Amiga mesmo de maternidade foi da blogosfera, as de trabalho ou escola estão em outra cidade..

    Mas como falei no meu texto.. muitas pessoas especiais que ajudariam em momentos apertados e ja ajudaram..

    Amei te ler... Adoro seu bom humor e fico imaginando todas as historias que vc conta com sua escadinha rs

    Seu casamento tem minha idade...que bacana saber! 4 meses depois eu estava à vida!

    Obrigada de coração mais uma vez!

    Te espero com alegria mês que vem!

    Seu link ja esta la, querida amiga que tenho prazer de ter contato sempre! Obrigada pela presença de anos e anos!

    Beijos doces

    Tê e Maria ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço, pois me fazes voltar o filme...Tão bom! Obrigadão pelo carinho! bjs

      Excluir
  5. Oi Chica geralmente as amizades que ficam são aquelas da infância, as outras, como você disse, já entra no campo da comparação, e fica meio chato.
    Amei ler seu texto e te conhecer melhor.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Putz, chatices em nome de amizade? Eu FOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOORA!!!! rs... Há tantas legais,né? bjs,obrigadão!

      Excluir
  6. É muito bom ver seus depoimentos Chica sem cerimonias e frescuras como bem colocou aqui. Mas confesso ri muito de você pendurada num cipó,kkk. Só você mesma.
    Gostei de ver mais esta participação com as meninas.
    Meu abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadão,Toninho! E foi a mais pura verdade.. Ainda bem ,achei um cipó numa gruta e cachoeira e lá me fuuuuuuuuuuuuuui,rs.... Foi muito legal! abração, tudo de bom,chica

      Excluir
  7. kkkkkkkkkkkkkkk "Chica maluquete" eu não esperava. Esses giros da vida não afastam os amigos. Quem tem filhos cedo, como você, é mãe antes de tudo, só mudam os assuntos nos encontros rss. Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade,Marilene...E como mudam! Pior é agora,.nessa fase, quando começam a desenrolar rosários de doenças disso, daquilo...HAJA! Não suporto,nem paciência tenho.Fujo!rs beijos, obrigadão! chica

      Excluir
  8. Bom dia Chica,
    Um vida plena repleta de muita força e coragem!
    As amizades com o tempo vão ficando em outras cidades e nos vamos perdendo um pouco.
    Mas vale os encontros mesmo que em circunstâncias menos boas e há sempre um sorriso, um abraço para recordar.
    Adorei lê-la.
    Beijinhos e tudo de bom.
    Ailime

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valem mesmo cada um dos reencontros e as risadas, até nos lugares errados,rs...Obrigadão,bjs

      Excluir
  9. Oi chica! Adorei seu jornal, tudinhooo...hahaha
    Esse lance de comparação é muito chato, muitos envelhecem sem dominar esse comportamento, ao meu ver é imaturidade. Nunca tive saco para servir de plateia para esse comportamento.
    Tive umas "ameaças" rs de amizade com a maternidade, mas a vida, correria, separa e dura o que tem que durar.
    Amei seu texto!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo..O que é pra durar, fica...O resto,vai embora com o tempo... Obrigadão! bjs

      Excluir
  10. Chica, dessa vez o texto foi que foi...rs Gostei!
    São tantas pessoas que passam em nossa vida, mas tem algumas que marcam, que sintonizam com a nossa energia... E comparação é realmente algo que eu também não gosto...
    Nem sempre podemos encontrar amigas antigas, mas quando encontra é aquela festa!!!
    Amei a postagem.
    Beijinhos
    Ju

    ResponderExcluir

Que bom te ver aqui !