Querem ver o que temos lá no coisinhas da chica?

Querem ver o que temos lá no coisinhas da chica?
Basta clicar!

Querem ver o que temos no chica brinca de poesia???

Querem ver o que temos no chica brinca de poesia???
Cliquem pra ver!

♥ Para minhas crianças...




Participando da Edição Cartas do Bloinquês

Tema: Histórias de infância

(((o)))o(((o)))o(((o)))


Vila Xurupita, 12 de outubro de 2011...



Minhas queridas crianças!


Nesse dia que é dedicado à vocês, vendo todos já envolvidos com os cuidados com outras crianças, seus filhos, meus netos, fico aqui pensando...

Como é linda essa repetição da vida.

Como é bom ver que todas as traquinagens feitas hoje voltam pra vocês, de forma diferente, mas sempre nessa linda relação pais/filhos...

Para que não esqueçam as artes que aprontaram, aqui vai, por ordem, uma pequena amostrinha para avivar as lembranças:

_ Tita, lembras quando comeste o umbigo do teu maninho Gordo,apenas nascido , no dia em que ele  apenas tinha caído?

Lembras quando comeste bolinhas de Natal? Ovinhos de plástico da galinha de brinquedo?

-Gordo, e tu, lembras daquela pobre tartaruguinha que ao passarmos pela rua, o vendedor te mostrou e tu, comilão, achando que fosse algo de bom , quase a estava colocando na boca?

E do foguinho que fizeste com o teu primo, na caçamba  de madeira do caminhão do nosso vizinho?

_ Neca, e tu? 

Enquanto o pediatra nosso vizinho atendia o  teu irmãozinho bebê, passeavas por cima da pia da cozinha, fogão e tudo mais e depois pulavas?

E ainda, daquele dia em que fizeste cocô sobre a penteadeira?

E também na cama do maninho que aliás, ao chegar em casa do hospital, após o nascimento, foi recepcionado por ti com uma bonecada na cabeça?

_ E tu,Zezo?  Bah, mas tu aprontaste todas que podias e não podias...

Lembras naquele inverno frio, gelado, quando após a reforma do apartamento, estavas com o braço engessado e nem dois anos tinhas, e fizeste o favor de quebrar um cano do banheiro e inundou nossa casa com a forração novinha? 

Bem, acho que nem preciso escrever mais nada...

-E agora para os quatro de uma vez só:

Lembram daquela cobra morta que vocês e toda gurizada da rua foram mostrar para a vizinha Iria e ela quase enfartou,quando o próprio filho dela jogou a "defunta" perto dela?  E que com aquilo a vizinha nunca mais nos olhou?

A essas alturas cada um de vocês estará rindo e lembrando de muitas e muitas outras aprontadas que fizeram e estarão achando os filhos de vocês vedadeiros santos...

E ainda, certamente , pensaram :

_Puxa, como a mãe é forte! Nos aguentou assim e RESISTIU!!!

A isso, mesmo imaginando apenas a pergunta, respondo:

_Resisti e valeu cada uma delas. Foi uma linda época e hoje tenho pena das crianças que não podem mais brincar.Nem tempo tem!

Agora os meus netos vão ler essa cartinha e terão também muito a pensar ( e agir),tenho certeza!!!


beijos e lindo dia das crianças que para mim, ainda são!  


mãe


31 comentários:

  1. Nada que chegue ao amor de mãe e de avó, é tão intenso que às vezes até doi de felicidade! Maravilhosa participação! Bjs

    ResponderExcluir
  2. Oi Chica.... Li a sua escrita sorrindo.

    Ser mae..ser e uma dadiva..passamos por momento que ficarao em nossa mente pra sempre..como estes relatados por vc.
    Parabens pela sensibilidade!!!

    ResponderExcluir
  3. Bom dia, querida Chica. Linda, linda msg às crianças. Vc é tudo de bom, amiga, com seus blogs, cada um mais mágico do que o outro, parabéns! Lindo domingo, beijinhos...

    ResponderExcluir
  4. Posso imaginar a maizona e vovó queridas que tu foste e és até hoje. Recordar as travessuras de nossas eternas crianças é gratificante para todos aqueles que souberam compreender as peraltices da inocência infantil. Lindas e gostosas as tuas lembranças! Abração.

    ResponderExcluir
  5. Que lindo chica como é realmente diferente a infância hoje. a tecnologia os afastou, do cão das árvores das traquinagens de moleques.
    grande abraço

    ResponderExcluir
  6. Chica,que carta mais amorosa!Me emocionei entre risos,pois não dá pra não rir dessas traquinices que eles aprontaram!Muito bom,Chica!Parabéns pela linda participação mas principalmente por ser essa mãe nota mil que vc é!Bjs,

    ResponderExcluir
  7. Chica minha querida
    Lindo e emocionante, Quem dera que as minhas filhotas ainda fossem crianças, pois assim elas não sofriam. Amei minha amiga.
    Beijinho e uma flor

    ResponderExcluir
  8. Crianças aprontam não é?
    Se fossemos escrever era páginas e páginas.
    Lembro que qdo minha sobrinha que hoje tem 30 anos tinha 2, a gente cuidava dela e eu escrevia tudo o que ela fazia, para que no fds a mãe dela ficasse sabendo de tudo que ela tinha feito.
    Era muito engraçado.
    bjos Chica e uma boa semana

    ResponderExcluir
  9. Pois é Chica, desde quando eu era criança, aprendi que travessura é sinal de saúde. O que é que fulaninho tem, que está tão quieto? Será que está doente? Eu, particularmente, fiz muita travessura. E a mamãe que relata as travessuras dos filhos, será que também não aprontou? Rsrs. Bela carta amiga. Ótima participação.

    Abraços, ótimo restinho de domingo e linda semana pra ti e para os teus.

    Furtado.

    ResponderExcluir
  10. Amei o texto Chica!
    Criança é vida, travessuras,brincadeiras,verdade e pureza.
    Bjão

    ResponderExcluir
  11. Até os momentos de aperto passam a constituir lembranças cômicas, a acompanhar por toda a vida as mentes das mães.
    Seu post ficou excelente!

    Bjs.

    ResponderExcluir
  12. Isso é que é mãe-vó, o resto...é o resto!
    Chica, vc é além da imaginação, adorável.
    Feliz semana, com a bagunça pelo meio.
    Beijos
    da lúcia

    ResponderExcluir
  13. Chica, que bom que meus filhos ainda não lêem, pois você deu um monte de ideias aqui para suas travessuras! rsrsrsrs
    Bom demais ter essas lembranças da infância, falar delas... até hoje acho graça das coisas que minha mãe conta, pois aprontei muito. Penso que os meus são uns santos mesmo quando ouço os relatos dela... rsrsrs
    Grande beijo e o desejo de uma linda semana!!!

    ResponderExcluir
  14. Voltei para acrescentar que AMEI tuas histórias... tenho as minhas, muitas parecidas.

    Mais beijos...

    ResponderExcluir
  15. Oi Chica, tudo bom?

    Beijos e uma linda semana para você.


    Audeni

    ResponderExcluir
  16. Chica,

    Se eu fiquei emocinada com o que li, imagino a turma.
    É maravilhoso lembrar essas coisas. Era um tempo muito bom.
    Infelizmente, hoje em dia, as crianças não tem esse direito. Da até dor no coração.]
    Por isso digo sempre aos meus netos para não deixarem de ser crianças enquanto podem.
    Suas lembranças reavivaram as minhas.
    Feliz dia das crianças! Beijos

    ResponderExcluir
  17. Querida Chica,
    És uma mãe e vovó muito querida.
    Os seus filhos e netos foram abençoados.
    Linda e emocionante mensagem.
    Um grande beijo de
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  18. Você minha amiga é realmente uma pessoa muito
    doce e que percebe imenso de crianças.Eu não
    tive filhos, mas nunca na vida me faltaram
    filhos, o mais pequeno no momento é o Rodrigo
    que faz amanhã 12 meses.
    Tudo o que fizermos pelas crianças é pouco.
    Obrigada por ser quem é.
    Beijinhos
    Irene

    ResponderExcluir
  19. Amor de mãe é muito bom, a de avó nem se fale *-*

    ResponderExcluir
  20. Querida Chica,

    Parabéns pela belíssima carta repleta de amor de mãe (avó é mãe duas vezes).

    Beijos
    Dolce

    ResponderExcluir
  21. ÓTIMO TEXTO PARA ESSE DIA...
    Como a casinha anda fechada, Deixo aqui o meu abraço e UM CESTO GRANDE DE FELICIDADE A TODOS.
    JB ROMANI

    ResponderExcluir
  22. Bom dia,Chica!!

    Bah!!rsrsr
    Quantas aventuras!!!rsrsr Minha nossa...vida de mãe não é fácil!!rsrsr
    Mas o bom é recordar...porque na hora...é de deixar qualquer uma louca!!rsrsr
    Linda demais esta carta minha querida!!!
    Beijos pra ti com todo o carinho!!!
    Lindo dia!!

    ResponderExcluir
  23. Chica, foi linda demais a sua narrativa e hilária também. Seus filhos aprontaram, heim? Dos meus, só o meu filho cujo apelido era "lua de mel" pois era uma fo... atrás da outra" em traquinagens. O apelido foi dado pelo pai, o Tony! Ou então "Jornal Nacional" só notícias ruins. pensanddo bem, ele ainda não parou. Esses dias ele botou fogo num galhinho doo cipreste gigantesco para ver se aquele galho queimado brotaria, pq os ciprestes estão com fungos. Quase enfartei, quando minha filha me contou. Beijão! Adorei!

    ResponderExcluir
  24. Chica, tô quase enfartando, de tanto rir"!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Bom mesmo é ter alguém que não deixe os nossos "pequenos" esquecerem suas tranquinagens!
    BEIJOS

    ResponderExcluir
  25. uhauahuaauha Chicaaaa, tá zuando que teus filhos aprontaram tudo isso?! Que pestinhas!
    Morri de rir aqui!
    Bjooos!

    ResponderExcluir
  26. Que delícia estas lembranças, menina. Eu já vi enterrar umbigo, mas comer...?! argh!!!rsrsrs...um show!!beijinhos

    ResponderExcluir
  27. ESTOU AQUI NO SEU OUTRO CANTINHO. PARABÉNS!!! BLOG LINDO.

    ResponderExcluir
  28. Passando por aqui e curtindo muita sabedoria! Olha passeando por este mundo de blogs vejo o quanto você brilha! Parabéns por tanta coisa bonita compartilhada! Um feliz dia da Criança, porque pessoas como você nunca deixam seu lado criança. Beijos!

    ResponderExcluir
  29. Minha amiga querida,BOM DIA!!!Feliz DIA DA CRIANÇA,prá esta criança/fada/mãe/vó!!!

    Chica,quando li o teu texto tive vontade de ter sido a autora...que coisa mais linda,amiga,você se superou...imagino a emoção de seus filhos e netos ao lerem o verdadeiro poema que a Mãe/Vó escreveu.
    Parabéns,por tanta beleza e obrigada por partilhar conosco este teu momento de inspiração.

    Bjsssss e o desejo de um lindo dia para ti e para os teus,
    Leninha

    ResponderExcluir
  30. Oi, mãe !
    Que bela participação ! Adorei !!!!
    Eu li o texto para o Gui, e ele quase morreu de tanto rir !
    Perguntou se eu tinha aprontado tudo aquilo mesmo e disse : " Barbaridade " !
    Depois saiu de perto dizendo : O apartamento eu nunca inundei - será um aviso ??? - rsrsrs...
    Muito obrigada pela homenagem e tenho certeza de que quando os meus maninhos lerem, vão se matar de rir lembrando o quanto nós éramos " santinhos " na Vila Xurupita ...
    Beijos,
    Tita

    ResponderExcluir
  31. Como é bom ter tanto o que lembrar dos filhos, não é Chica? Já pensou se existe dádiva maior que essas lembranças e ter com quem compartilhar? Muito boa participação. Muito amor por teus rebentos. Parabéns Chica. Um prazer passear por esse jardim. Abraços

    ResponderExcluir

Que bom te ver aqui !