♥ Para minhas crianças...




Participando da Edição Cartas do Bloinquês

Tema: Histórias de infância

(((o)))o(((o)))o(((o)))


Vila Xurupita, 12 de outubro de 2011...



Minhas queridas crianças!


Nesse dia que é dedicado à vocês, vendo todos já envolvidos com os cuidados com outras crianças, seus filhos, meus netos, fico aqui pensando...

Como é linda essa repetição da vida.

Como é bom ver que todas as traquinagens feitas hoje voltam pra vocês, de forma diferente, mas sempre nessa linda relação pais/filhos...

Para que não esqueçam as artes que aprontaram, aqui vai, por ordem, uma pequena amostrinha para avivar as lembranças:

_ Tita, lembras quando comeste o umbigo do teu maninho Gordo,apenas nascido , no dia em que ele  apenas tinha caído?

Lembras quando comeste bolinhas de Natal? Ovinhos de plástico da galinha de brinquedo?

-Gordo, e tu, lembras daquela pobre tartaruguinha que ao passarmos pela rua, o vendedor te mostrou e tu, comilão, achando que fosse algo de bom , quase a estava colocando na boca?

E do foguinho que fizeste com o teu primo, na caçamba  de madeira do caminhão do nosso vizinho?

_ Neca, e tu? 

Enquanto o pediatra nosso vizinho atendia o  teu irmãozinho bebê, passeavas por cima da pia da cozinha, fogão e tudo mais e depois pulavas?

E ainda, daquele dia em que fizeste cocô sobre a penteadeira?

E também na cama do maninho que aliás, ao chegar em casa do hospital, após o nascimento, foi recepcionado por ti com uma bonecada na cabeça?

_ E tu,Zezo?  Bah, mas tu aprontaste todas que podias e não podias...

Lembras naquele inverno frio, gelado, quando após a reforma do apartamento, estavas com o braço engessado e nem dois anos tinhas, e fizeste o favor de quebrar um cano do banheiro e inundou nossa casa com a forração novinha? 

Bem, acho que nem preciso escrever mais nada...

-E agora para os quatro de uma vez só:

Lembram daquela cobra morta que vocês e toda gurizada da rua foram mostrar para a vizinha Iria e ela quase enfartou,quando o próprio filho dela jogou a "defunta" perto dela?  E que com aquilo a vizinha nunca mais nos olhou?

A essas alturas cada um de vocês estará rindo e lembrando de muitas e muitas outras aprontadas que fizeram e estarão achando os filhos de vocês vedadeiros santos...

E ainda, certamente , pensaram :

_Puxa, como a mãe é forte! Nos aguentou assim e RESISTIU!!!

A isso, mesmo imaginando apenas a pergunta, respondo:

_Resisti e valeu cada uma delas. Foi uma linda época e hoje tenho pena das crianças que não podem mais brincar.Nem tempo tem!

Agora os meus netos vão ler essa cartinha e terão também muito a pensar ( e agir),tenho certeza!!!


beijos e lindo dia das crianças que para mim, ainda são!  


mãe