♥Surreal? ♥

EDIÇÃO VISUAL do BLOINQUES:

(((o)))o(((o)))o(((o)))

Milão, fim de verão.

Os dias iniciavam a ficar mais curtos e escurecer mais cedo.
Francesca  havia passado o dia todo agitada.

Saíra mais cedo do trabalho, passara em casa , tomara um banho e se vestira adequadamente para um encontro que lhe deixava nervosa.

Na tarde anterior, enquanto trabalhava, recebe um telefonema  de seu pai  ,comunicando que haviam ligado para sua casa perguntando por ela.

Era um tal de Dr. Edmondo  dizendo precisar falar com ela. Seu pai lhe passara o celular e enfim conseguiram conversar, marcando encontro para aquela tardinha.

Ele se apresentara como  advogado de sua mãe e dizia ser o teor da conversa importante para ela.

Pediu que lhe dissesse suas características para facilitar  o encontro.

 Ela lhe disse como era, a cor do vestido, preto, no caso e ainda, que usaria uma corrente  de ouro e nela estariam as iniciais de sua mãe. 

Fora um presente que ganhou do pai ,após a morte da mãe...
Assim, agora ali estava a esperar...

Os minutos pareciam não ter fim, tal a angústia que lhe acometia.

Finalmente, um  senhor bem vestido, se aproxima.Era bem mais velho, quase da idade de seu avô.

_Signorina  Francesca? Pergunta com voz  calma.

_Si...

_ Sou o Dr.Edmondo Aliscerini.

- Posso sentar?

-Sim, por favor!

Feitas as apresentações de praxe e algumas palavrinhas  , ele retira da pasta um envolope e lhe entrega.

Não poderia deixar de fazer isso, diz ele.

Ela abra e vê um cheque  de alto valor.
Surpresa, pergunta:

_Mas o que é isso?

_ É uma longa história que vou contar em poucas palavras.

Sua mãe, Signora  Tereza, há muitos e muitos anos ajudou minha família, cuidando  com dedicação e carinho, num terrível momento pelo qual passamos.

Não aceitou nada em troca. A procurei várias vezes e ela nunca quis nada receber. 

Disse apenas que passados dezoito anos, alguém de minha família poderia procurar por você e lhe fazer um presente.

É isso. Esse é o meu presente.Aceite, por favor!
Essa era a vontade de sua mãe.

Francesca recebeu o cheque, conversaram um pouco e ele se despediu...

Assim que se afastou da mesa, ela o acompanhou com o olhar e...Sem mais, sem menos, ele evaporou-se  no ar...

Ela sem nada entender, ficou ali, olhando para fora, tentando entender enquanto suas pernas ainda tremiam...

Chega em casa, conta ao pai e mostra o cheque.
Ele fica pálido,começa a suar.

- Mas, mas quem assinou esse cheque foi...

 - Foi quem,papai? Quem é esse Sr.Edmondo?

_ Foi o  homem a quem tua mãe cuidou até morrer. Sempre falava que não podia pagar os serviços, mas um dia apareceria...Parece, cumpriu a promessa...

Ela , arrepiada, agradece em oração à mãe e faz uma oração pelo Sr.Edmondo...
E esse agora, iria descansar em paz!

Havia pago sua promessa...