Querem ver o que temos lá no coisinhas da chica?

Querem ver o que temos lá no coisinhas da chica?
Basta clicar!

♥ Estamos ao teu lado! ♥





Edição Cartas do Bloinquês.

Tema: Obsessão não é amor.

(((o)))o(((o)))o(((o)))


Vila do Pé no Chão,20 de março de 2012.



Querida Franciele,


Respondendo à tua cartinha onde abriste o teu coração, vim , o ,mais rápido que pude, te dizer o que segue:

_Esse homem nunca nos enganou!
 Sabíamos muito bem que tipo ele era  apesar de sua carinha de santinho, com olhinhos de pingar mel, parecendo loucamente apaixonado...
Aliás uma coisa era certa: Ele é realmente" loucamente apaixonado", mas de forma doentia, LOUCA e absurda. Um psicopata...

Agora tivemos as provas e,finalmente, tu o viste com olhos de VER!

Naquele dia em que fomos registrar a ocorrência policial, devido as ameaças e ele se mostrou bonzinho, arrependido, calmo para ti, mas  a nós, teus pais, ele não enganou!

Porém como tu dele gostavas, estavas também cega por amor!

E o teu sim, era amor que, agora vemos, ele matou!

Ele confundia AMOR com OBSESSÃO.

Não sabia ouvir um NÃO...

Não admitia ouvir um "NÃO TE QUERO MAIS".
Não sabia , nem sabe ,PERDER!


E, por isso usa de estratégias baixas assim, Mas, se pensares um pouco,verás que são essas TÃO BAIXAS QUANTO  ELE!


Ainda bem estamos em fase final desse processo e logo ele será condenado.

E tu então, em liberdade, tenho certeza, encontrarás um amor que te mereça.

E, tomara dessa vez, seja assim mesmo!

No aguardo de mais notícias e das boas,de preferência, deixamos  um beijão

Teu pai, Floriano e mãe, Epifânia , que te amam muito e estão sempre ao teu lado, venha o que vier!



* Imagem DAQUI

32 comentários:

  1. Que Deus abençoe essa família e lhe dê força para enfrentar esse triste fim. E que seja um fim!
    E que Franciele fique em paz, pois tudo passa e boas coisas chegam. Bjos

    ResponderExcluir
  2. Ei Chica...
    qdo o amor se torna obsessão, já não há mais nada no coração da pessoa. Apenas maldade e maldade... É a doença que se instala no cérebro, matando o amor do coração...
    Adorei a carta!
    Venha ver quem ganhou o concurso!

    bjinho

    ResponderExcluir
  3. Tirar lições dos acontecimentos ruins...esta é a razão de porque as coisas nos acontecem. Para aprendermos e nos fortalecermos. Com certeza, ela será mais feliz e mais madura agora. Que Deus ilumine toda a família!

    Beijos, querida Chica!♥

    ResponderExcluir
  4. Amor/obsessão um perigo à solta.
    Quantos não percebem e caem nessa prisão...

    É Chica...ainda bem que a Franciele enxergou.

    beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Oi Chica!
    BOM DIA!!!

    Quantas Francieles encontramos pela vida afora que não percebem o perigo deste "amor"doentio e obssessivo.Ainda bem que a da tua história,acordou a tempo...e teve o suporte da família a apoiá-la.
    Bjsssss e obrigada pela visita,
    Leninha

    ResponderExcluir
  6. Chica, obrigado pela visita ao meu blog. Tenho outro que hoje homenageia a sua terra linda:

    .: Almas Douradas: http://almasdouradas.blogspot.com/

    Beijão do ZC

    ResponderExcluir
  7. Chica,infelizmente está cada vez mais comum essa história de amar possessivamente!E quantas vidas já não foram tiradas!Linda sua carta e um alerta as mulheres tb!bjs,

    ResponderExcluir
  8. Há muitas Francieles que não acordam (ou tem medo de acordar) e ao contrário da sua personagem, não tem amor próprio e tampouco ajuda de uma família que compreenda os perigos que um "amor" obsessivo possa trazer, por vezes culminando até a morte.

    ResponderExcluir
  9. Ainda bem que a família é unida e está ao lado da Franciele. Que esse cara-de-pau suma da vida dela e que ela seja muito feliz com outro alguém, ou com ela mesma, que não precisamos de ninguém pra sermos felizes!
    Beijo!

    ResponderExcluir
  10. Oi Chica!
    Como vemos casos assim aos montes. A marca deste desamor ficará, mas com o apoio da família ela voltará a viver o amor. Que tudo termine bem!
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  11. E que depois de momentos difíceis assim ela possa renascer e voltar a ser feliz sem perder o encantamento e a fé no verdadeiro amor! Bjooooss

    ResponderExcluir
  12. Um amor verdadeiro deixa a pessoa amada livre. Ninguém pode ser obrigado a amar... Tem muitas histórias assim no dia a dia! Bjks Tetê - Avaliando a Vida

    ResponderExcluir
  13. Olá Chiquinha,tudo bem?
    Passando aqui no teu cantinho tão lindo,somente pra te dizer que sua semana seje uma benção!
    Aguardo sua visitinha,bju fica com Deus *-*

    ResponderExcluir
  14. Ver com os olhos de ver!
    Tem gente que se envolve tanto que não consegue não é?
    Ou não quer conseguir, vai-se saber.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  15. Ei Chica
    Graças a Deus Franciele enxergou a tempo o traste que ele era.
    Sobretudo ela tinha o apoio dos pais, podia conat com eles pro que der e vier.
    Bjo

    ResponderExcluir
  16. Ola Chica,
    Este tipo de amor pode trazer consequências desastrosas. Mas a história de sua personagem servirá de exemplo para muitas pessoas que vivenciam dramas similares.

    Abraços Flávio.
    --> Blog Telinha Critica <--

    ResponderExcluir
  17. E há tantos assim no mundo.
    Beijocas!

    ResponderExcluir
  18. O amor nao é cego, a gente é que insiste em olhar para o outro lado...

    Bjos

    ResponderExcluir
  19. Quando não se que enxergar, as dificuldades aparecem.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  20. Chica, bom dia!!!
    Esse texto retrata a realidade desse Brasil a fora!!!
    Beijos na alma.

    ResponderExcluir
  21. Chica, minha linda, tem selinho para você.
    Bjo no coração.

    ResponderExcluir
  22. É como dizem minha amiga: "O amor é cego". Quando se ama, só se vê virtudes, os defeitos somente aparecem com o passar do tempo, quando as suas invisibilidades vão desaparecendo. Bela carta Chica. Ótima participação.

    Abraços e muita saúde para todos.

    Rosemildo Furtado.

    PS- Lá no nosso espaço estamos com a Literatura inglesa.

    ResponderExcluir
  23. A esse tipo de amor devemos saber sempre dizer não.

    Beijinho amiga Chica.
    Bom fim de semana

    ResponderExcluir
  24. De tão prendada e multifacetada, chego a não saber em qual das suas moradas "parar", roubar-lhe um minuto e falarmos um pouco. Certamente que por falta de tempo, seu, não passaremos de uma conversinha pequena, sem querer interromper ou distrair seus escritos, o que faz com grande imaginação e saber.
    Agradeço assim as suas visitas e comentários, bem como a referência pelo meu aniversário, mas também dar-lhe os parabéns pelo seu valioso trabalho na blogoesfera, distribuído por um numero invulgar de portais.
    No que concerne à minha capacidade de avaliação, considero-a uma referência.
    Parabéns, fico por aqui lendo e sempre atento à sua imaginação.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  25. Oi Chica,

    Sim, o amor cega aos inexperientes (creio que dificilmente se caia no mesmo mal, mais de uma vez...Mas, cada um é um...). Cabem aos amigos e pais darem um toque...
    Beijos e obrigada pela sua participação lá em meu canto...

    ResponderExcluir
  26. Essa fixação dá um medo...
    Tomara que ela seja bem esperta, para não cair nas garras dele.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  27. Oi Chica, belo post!
    Tena um final de semana maravilhoso, bjus...

    ResponderExcluir
  28. QUERIDA AMIGA AINDA BEM QUE A PROTAGONISTA DA HISTÓRIA
    ABRIU OS OLHOS,COM TEMPO DE ENTENDER QUE ESTE É UM AMOR QUE SE DIZ UM AMOR BANDIDO!!!QUE NINGUEM DEVE CULTIVAR
    PARABENS POR MAIS ESTE POST LINDO TÃO BEM ESCRITO E VERDADEIRO UM ABRAÇO BOM FDS BJS MARLENE

    ResponderExcluir
  29. Bom dia,Chica!!!

    E como tem histórias parecidas com esta!Quantos ainda confundem amor com obsessão!
    Pensam no outro como propriedade!
    Quem ama quer a felicidade do outro,mesmo que seja longe de si.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  30. Chica, são tantas as Francieles hoje em dia! Presas a uma obsessão, acreditando que ali, naquela patologia, reside o amor. Ou então são elas as vítimas de um companheiro violento, que não aceita o fim e não as deixa partir. Vivem sob ameaça, temerosas por sua própria vida e a de seus filhos... Felizmente, Franciele teve coragem para agir diante dessa situação. E assim como seus pais, torço para que ela se veja realmente livre do homem que tanto lhe fez mal e assim esteja preparada pra encontrar um novo amor. Pois, ainda que assim pareça, o fim de um amor não é o fim de uma vida!

    Beijos, minha amiga! Tudo de bom nesta semana.

    ResponderExcluir
  31. A violencia sem freio amiga, que esmaga as Francietes de todo o mundo em nome de um louco e desvairado amor, que bem sabemos ser desamor,obsessão.
    Que cada Franciete saiba o momento certo de dar um basta em toda esta covardia e ignorancia.
    Meu abraço.

    ResponderExcluir

Que bom te ver aqui !