Querem ver o que temos lá no coisinhas da chica?

Querem ver o que temos lá no coisinhas da chica?
Basta clicar!

♥ Bocas que agradecem, mas falam, espalham palavras... ♥




Edição Cartas do Bloinquês

Tema: Me fez mal, mas valeu a pena.

(((o)))o(((o)))o(((o)))

Vê se te manca, 29 de fevereiro de 1999.


Querido Ex Patrão!


Hoje, senti vontade de desabafar e te enviar essas poucas linhas.

Agora que já não mais advogo, participo de alguns projetos e o tema deste,  é  falar de alguma coisa que me fez mal, mas que ao final , tenha valido a pena.

Logo que li, lembrei de ti.
Impressionante isso! Tua ruindade ficou marcada, gravadinha dentro de mim!

Lembro do quanto te achavas importante, do quanto eras arrogante, desprezando trabalhos feitos, datilografados com capricho e atenção e ao passar pela tua revisão, antes de assinares, simplesmente rasgavas as folhas como se nada ali valesse.

Tanto, o trabalho não havia sido teu. Eras apenas quem assinava.  Me usavas, como aos demais parceiros de escritório, como se fôssemos apenas secretários, enquanto, todos nós, tínhamos o mesmo curso e graduação que tu. Éramos advogados, tanto quanto tu.  

Que coisa! 
Fico aqui a pensar naquilo e me vem em mente tantas outras ruindades e explorações que fizeste e, sabes o interessante disso tudo?

Nem imaginas!

Achas que  ficarei ruminando contra ti?

_Não, podes estar bem tranquilo.

Só te posso agradecer. Valeu cada uma daquelas tuas manias, cada mau trato e arrogância. Assim, acelerou o  abandono da profissão mal escolhida, onde acreditei existir justiça e me enganei.

Vi que aquele REALMENTE, nada tinha  ver com o meu mundo, onde à noite, posso dormir com tranquilidade , com a cabeça no travesseiro. 

Assim, meu querido ex patrão, que fiques bem e recebas, mesmo que tardiamente, o meu agradecimento.

Valeu cada minuto aí!  

E, claro, valeu não somente por isso, mas por ter convivido com colegas bons que , infelizmente sofriam o mesmo tratamento. 

Um abraço, esperando que nossos caminhos nunca se cruzem e lembrando que minha boca pode se multiplicar em muitas vozes e muito falar, falar, falar...Isso não terás controle, nunca!!!


Dra.Boca Solta

* Imagem daqui, trabalhada pela chica





21 comentários:

  1. Oi Chica querida,

    Acabei me lembrando dos meus ex-patrões também! Hilários de tão arrogantes... Ficaram todos para trás, sentados em seus tronos de papel. Rsrsrs

    Beijos Chica querida e ótima semana.

    Leila

    ResponderExcluir
  2. Ah Dra. Boca Solta!
    quantos patrões, chefes, estão por aí fazendo igual ou pior?
    Mas a Dra. Boca Solta, descobriu a que veio esse ser na vida dela e então a escuridão se tornou luz.
    Belo texto, muito, mas muiiiiito atual.

    Beijinhos Chica

    ResponderExcluir
  3. KKK...Adorei o nome da autora...Boca solta!Só vc,Chica!Os patrões podem mesmo marcar a nossa vida e nos traumatizar!Confesso que ainda sonho com a minha patroa, ás vezes!...rss...bjs e bom domingo!

    ResponderExcluir
  4. Olá Chica querida...
    Ser chefe é fácil, é fazer tudo o que está neste texto, ser líder é o mais difícil, pois liderar é também dar um significado ao trabalho que propicie o engajamento voluntário dos empregados.
    Beijos na alma

    ResponderExcluir
  5. Adorei! Já tive um patrão cruel na minha vida também, mas é como se dizem o que não mata, fortalece. Adorei a senhora Boca Solta! Beijos Chica

    ResponderExcluir
  6. Oi, Chica. Adorei a carta!
    Eu nunca tive um patrão especificamente desse tipo, mas já tive um supervisor que se achava chefe e de vez quando fazia umas graças assim. Mas eu era meio Boca-Solta também, e quase todos os plantões rolava um barraco básico por lá, rsrsrsrs.
    Mas o importante é usar as más experiências para nosso crescimento. Isso é ser superior.
    Bjus, querida. Fique com Deus.

    ResponderExcluir
  7. Oi Chica! Já tive muitos patrões assim, e sabe, realmente aprendi muito com eles. Aprendi, principalmente, a não fazer o mesmo com meus colaboradores se um dia eu chegar a ser chefe. Ou melhor, líder. Pois penso que o correto não é MANDAR nas pessoas, e sim, liderar!

    Beijos, querida!♥

    ResponderExcluir
  8. ah querida, ja tive umas boas "carnes de pescoco"na minha vida. E tambem acho que possa ter sido, sem ao menos perceber, o karma de pessoas que trabalharam para mim :-(

    Espero ter aprendido.

    ResponderExcluir
  9. Ei Chica
    Nos anos que trabalhei nunca tive patrões como este da sua história, sempre tive o privilégio de trabalhar com pessoas boas e que sempre me valorizaram.
    Bjo

    ResponderExcluir
  10. Olá Chica bom dia,
    Pois este texto é bem elucidativo do quanto muitos de nós nos desgastámos a trabalhar, às vezes melhor, cada um com as suas competências, até com mais aptidão para certas funções e estes chefes aparecem nas nossas vidas para usar e abusar da sua arrogância, da sua pequenez. Em Portugal cada vez mais isto está a acontecer…
    Também tive chefes assim! Não guardo rancor, porque acima de tudo deixei sempre patente a minha maneira de ser e estar sem me deixar intimidar, antes pelo contrário trabalhando sempre mais e melhor da forma como podia. Agora que já não estou ao serviço ainda há dias recebi por e-mail um beijinho dos últimos chefes que tive (bem mais jovens que eu).
    Só por isto já valeu a pena.
    Beijinhos e tenha uma semana cheia de luz.
    Ailime

    ResponderExcluir
  11. Agradecer e falar sempre o que está no coração... Focar adiante e estar com a consciência tranquila é a questão! Muito boa, Chica!
    Abraços p ti...

    ResponderExcluir
  12. Essa 'Boca Solta' deu voz a muitos trabalhadores!
    Grande Chica,abraço apertado!

    ResponderExcluir
  13. Ainda bem que tem pessoas que apenas passam em nossas vidas e vão embora para sempre. Sempre tem aprendizado...por pior que pareça.
    Bjo no coração.

    ResponderExcluir
  14. Oi Chica!
    Essa dra boca solta não é brincadeira heim?
    É isso aí, contra o mau patrão tem sempre que se erguer uma voz. Gostei!
    Beijinhos e uma abençoada semana!

    ResponderExcluir
  15. Nunca me ocorreu fato semelhante, mas deve existir muitos por aí.
    Tenha uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  16. O que teria acontecido se a dra. Boca Solta, tivesse rasgado, ao menos uma vez, os papeis, antes que ele rasgasse? Talvez não teria desistido da profissão!
    Na vida, tive patrões bons e um diretor de escola chato, sempre pronto a desafiar as pessoas. Nunca fez isso comigo.
    Pensando bem, a Dra. Boca Solta fez a coisa certa! Agora pode falar e ser ouvida.
    bjos
    Zizi

    ResponderExcluir
  17. Quem já não teve um patrão assim?!
    Adorei a boca solta! kkkkk

    ResponderExcluir
  18. Guria, me destes uma ótima ideia!
    Vou enviar emails para alguns ex-chefes bem desagradáveis que tive cujos comportametos hoje renderiam processos judiciais.
    Beijos e bom feriado!

    ResponderExcluir
  19. Já pensou se todos fossem mandar cartas para ex chefes mal educados? kkkkkkkk
    Beijos.

    ResponderExcluir
  20. Oi Chica...
    O Rubi que ia gostar dessa dra. Boca Solta...rs...ele reclama dos chefes dele todo dia...Adorei!
    Beijos!
    San...

    ResponderExcluir
  21. Ah!Chica!!rsrsr

    Adorei o texto!!Tua escolha de nomes é perfeita!!!Adoro sua sua criatividade e bom humor!!rsrs
    A parte boa da vida é poder tirar coisas boas até das ruins que nos aparecem!!!E nos faz mais fortes!Mais consciêntes!!!E vamos aprendendo!!!
    Beijos pra ti!!!

    ResponderExcluir

Que bom te ver aqui !