Querem ver o que temos lá no coisinhas da chica?

Querem ver o que temos lá no coisinhas da chica?
Basta clicar!

♥ A morte e a engrenagem da vida ..... ♥

Foto daqui

Edição Conto/Histórias do Bloinques:

Tema: "A morte é apenas uma travessia do mundo, tal como os amigos que atravessam o mar e permanecem vivos uns nos outros."

(((o)))o(((o)))o(((o)))


Paula e sua família, os pais e três filhos estavam sempre juntos, todos trabalhavam, porém à noite,o encontro era muito agradável e de ótima convivência, uns com os outros.

Paula era a mais agitada de todos por lá. Sempre com pressa, horários, campaínhas, telefones, tudo...
E, assim rolavam seus dias.

Mas, a morte veio buscar sua mãe e três meses após, o pai.

Certo dia, Paula convocou  as irmãs para  conversarem sobre como todos estavam, falar sobre  o que cada um tinha em seu coração. Fizeram uma reunião de família, pois agora, quase nem sobrava tempo para conversarem e sentiam todos muita falta!


Lembravam e falavam que antes da morte, foram as correrias da familia em hospitais, UTIs, clínicas e atendendo os telefonemas de todos que, ansiosos, esperavam notícias e ouvir sobre melhoras...

De repente, cessa essa correria...Não precisavam mais nada ...

Ficou tudo quieto e calmo... São os momentos das despedidas...

Comentam entre si que é tudo muito estranho naqueles momentos: um silêncio que ninguém imaginaria...

Lembram ainda que lá fora porém, tudo continuava igual, os ônibus fazendo barulhos, buzinavam, bancos, comércio, supermercados lotados, cachorros que latiam, tudo, tudinho normal...

E, forçosamente. após alguns dias, tudo volta à rotina...
A vida retoma, obrigatoriamente, o seu ritmo...

Logo foram, poucos dias após ,levados a entrar no barulho do mundo e o silêncio era só delas...

Mas uma coisa juntas assim, as ajudava. Percebiam, tinham a noção correta de que a morte é apenas uma travessia do mundo, tal como os amigos que atravessam o mar e permanecem vivos uns nos outros.

E concordam hoje, que foi essa certeza que as fez suportar tudo...

Sabem muito bem agora que não somos realmente nada, no quanto somos pequenos e no quanto não fazemos falta na engrenagem da vida... Tudo segue sem nós...Temos o nosso tempo de "rodar" e depois, parar... E que temos que viver bem cada dia, enquanto aqui rodamos...

Assim, depois da dor, a certeza e junto com a saudade, a constatação de que ali mesmo, conseguiram rir...

Viram que a saudade havia mudado.Era ainda grande, mas era mais doce...

 Já conseguiam lembrar coisas até engraçadas dos pais e finalmente ficam apenas com as boas e doces recordações...

Paula e família agora sabem e tentam ajudar, fazendo ver, para que todos fiquem bem conscientes e cada um se dê o devido valor sem, no entanto, se imaginar grande ou melhor do que os outros. Sabem ver o real  tamanho de cada um dos seus "eus" e assim, juntas enquanto der, pretendem seguir...

Ao final da reunião, Betina diz que tem algo que vai mudar sua vida e também a delas... Curiosas, questionam  até que ela  anuncia que está grávida de um colega de trabalho ,com quem namorava  "de leve"e assim, aquela reunião onde a morte e suas consequências foram colocadas em pauta, finalmente acabou em VIDA.

E todas agora, repentinamente abraçaram a futura mamãe, com muita pena da vovó e vovô não mais estarem ali para assistir essa cena... 

Mas sabiam que de algum lugar, eles sorriam e sobretudo, torciam para que as filhas se conservassem sempre unidas e amigas assim...

E, adivinhem quem saiu na manhã seguinte correndo para comprar a primeira peça para o bebê da mana? Claro, Paula, a agitadinha!

Agora as expectativas giravam em torno de vida, bebês, mamadeiras, amamentação, tantas coisas... Ficou divertida a coisa por lá novamente!

24 comentários:

  1. Você escreve muito bem e nos trouxe uma página que a vida vem sempre escrevendo. Uns partem, outros chegam.
    Um grande abraço.
    Élys.

    ResponderExcluir
  2. Assim é a roda da vida. No trabalho de luto na clínica estes dados trazidos pelo seu conto são janelas e portas que se abrem para se continuar a retomar o caminho da vida que segue adiante.
    Adorei este seu conto sensível e real sobre vida e morte.
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Chica,um romance!Dava um livro essa história que me comoveu e me fez rir!Assim como na vida,seu texto é uma agradavel surpresa!Bjs e meu carinho,

    ResponderExcluir
  4. Oii Chica, estou em silencio me lembrando dos meus silêncios e dos momentos que tive que retornar ao mundo barulhento levando silenciosamente a minha a dor, é exatamente como relatou, aos poucos nos inserimos de novo ao barulho do mundo na esperança de um reencontro! Adorei, parabéns! Bjooooosss

    ResponderExcluir
  5. Trocar a morte pela vida, não esquecer os que partiram mas cuidar dos que chegam, lindo!
    Bj

    ResponderExcluir
  6. Bom dia,Chica!!

    Nossa!Que lindo conto!!
    A partida nunca é fácil...mas acredito que um dia encontraremos novamente aqueles que amamos.Não torna mais simples mas ajuda.
    A vida precisa seguir seu rumo,né?!
    Beijos e meu carinho sempre!!!

    ResponderExcluir
  7. Ajudou muito.
    É mesmo assim, devagar vamos conseguindo vencer a saudade que machuca, e deixamos aquela que faz sorrir.
    Lá fora está tudo igual mesmo, tudo na normalidade de sempre.
    Amei o texto, amei...

    Bjo querida

    ResponderExcluir
  8. Oi Chica!
    Que belo conto, onde a morte e a vida se intercalam nos mostrando o real valor de cada momento que vivemos.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  9. LINDO CONTO. Temos que viver intensamente cada momento, por que mesmo o triste momento da morte, será só o momento, logo tudo retornará ao normal. Achei magnifico , o fechamento do conto celebrando a vida. Quanto a saudade pra mim ela é o registro desses momentos. Como um arquivo e podemos lançar mãos dele pra lembrar tudo o que fomos e somos.Sejam momentos felizes ou tristes.
    Um abraço Chica ; Bom final de semana.

    ResponderExcluir
  10. Oi Chica, gostei muito do post, vim lhe desejar um ótimo fds, bjs!

    ResponderExcluir
  11. Bom dia, querida amiga Chica.

    Se vivermos da melhor maneira cada momento, essa engrenagem só tem a nos levar pra frente, fechando cada círculo com louvor.

    Feliz domingo.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Um texto muito interessante.
    Minha mãe, sempre dizia, que a vida era uma peregrinação que fazíamos em busca do nosso lugar.
    Ela se foi o ano passado, 20 meses após a partida de meu pai. Meu pai se foi um mês depois do nascimento da Bisneta.
    Como se Deus quisesse com o nascimento de minha única neta, dar-me forças para a saudade da sua partida.
    Um abraço e bom domingo

    ResponderExcluir
  13. Que linda história, parabéns escritora!

    Bj

    ResponderExcluir
  14. Chica, que delícia de mensagem para um dia de domingo.
    Aqui em Pasargada chove...faz frio.
    Porém meu pensamento sobre morte
    é como seu post diz,
    uma passagem somente.
    Por isso priorizo valorizar cada momento,
    sem me ater ao depois e
    reverenciando o ontem por fazer parte
    do que fomos.
    A frase de Clarice que postei no Blog á pouco
    é depois de refletir sobre o tema
    saudade que o Palhaço Poeta postou hoje.
    A vida sempre segue e Morte é parte da Engrenagem dela como voce muito bem diz.
    E isso é bom não esquecermos.
    Belo domingo pra nós.
    Bjins entre sonhos e delírios

    ResponderExcluir
  15. Conhecemos você através do blog da Carol......adorei seus poemas....bjus

    ResponderExcluir
  16. Oi Chica, ótimo conto e linda mensagem nele contida!

    VIVA A VIDA!

    beijo grande e boa semana pra ti!

    :D

    ResponderExcluir
  17. Com a ajuda de nosso bom Deus, a gente supera toda a saudade que muito dói e continua a dar curso a vida cotidiana. Excelente!
    Abração.

    ResponderExcluir
  18. Hello Chica, amei a sua mensagem...
    Toca e mexe com a alma.
    Beijos e continue

    ResponderExcluir
  19. Uma das melhores analogias que li para esta transição,esta mudança de plano. Tenho esta convicção desta pasagem e desta volta da normalidade como o tempo.Ninguem precisa e ou vai junto e as lembranças se suavizam com o tempo.
    Belissimo trabalho Chica,meus aplausos pela sabedoria e lucidez de pensar e partilhar,mais do que um texto uma vivencia neste mundo.
    Carinhoso abraço e que Deus nos ilumine sempre.

    ResponderExcluir
  20. Ciranda da Vida....lindas palavras, aproveitemos cada instante, pq a vida é ligeira por demais!!
    Bençãos pra ti.
    bjs

    ResponderExcluir
  21. Nada somos mesmo Chica querida, e quantas pessoas esnobes existem nesse mundinho de meu Deus.
    :(
    Adorei o desfecho da história, depois da tristeza da perda dos pais, irmãs unidas comemoram a vida que foi gerada dentro de uma delas.
    Tu escreve muito bem, não canso de ler.
    Beijos mil amiga.

    ResponderExcluir
  22. Admirável citação introdutória e toda a história dentro de mais um daqueles temas tão complexos e cheio de interrogações e mistérios,mas você como sempre,com esse jeitinho criativo e gentil com as palavras aqui soube apresentar,meu abraço de carinho e amizade sempre!

    ResponderExcluir
  23. ...traigo
    ecos
    de
    la
    tarde
    callada
    en
    la
    mano
    y
    una
    vela
    de
    mi
    corazón
    para
    invitarte
    y
    darte
    este
    alma
    que
    viene
    para
    compartir
    contigo
    tu
    bello
    blog
    con
    un
    ramillete
    de
    oro
    y
    claveles
    dentro...


    desde mis
    HORAS ROTAS
    Y AULA DE PAZ


    COMPARTIENDO ILUSION
    CHICA AS...

    CON saludos de la luna al
    reflejarse en el mar de la
    poesía...




    ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE BAILANDO CON LOBOS, THE ARTIST, TITANIC SIÉNTEME DE CRIADAS Y SEÑORAS, FLOR DE PASCUA ENEMIGOS PUBLICOS HÁLITO DESAYUNO CON DIAMANTES TIFÓN PULP FICTION, ESTALLIDO MAMMA MIA,JEAN EYRE , TOQUE DE CANELA, STAR WARS,

    José
    Ramón...

    ResponderExcluir
  24. Cuando venga la muerte que no me encuentre, ja ja.

    ResponderExcluir

Que bom te ver aqui !