Querem ver o que temos lá no coisinhas da chica?

Querem ver o que temos lá no coisinhas da chica?
Basta clicar!

Querem ver o que temos no chica brinca de poesia???

Querem ver o que temos no chica brinca de poesia???
Cliquem pra ver!

♥ Tudo é festa! ♥



Desafio nº 23 do Projeto Conte com 77 palavras

O que vos peço hoje é que descubram qual é a história se pode contar a partir deste percurso de palavras – respeitem a ordem, nada de batotas!!!

Leitão → rolha (cortiça) → almofariz → despertador →bola de tênis → vespa → papel

(((o)))o(((o)))o(((o)))


Festa na fazenda.

Leitão sendo assado.

Nonno abre um espumante. A rolha salta. Cai no almofariz, onde nonna socava temperos para as bruschettas.

O despertador toca. Césare levanta. Escorrega numa bola de tênis usada para acertar uma vespa que rondava à noite.

Outro grito, agora Bruno:

_ Acabou o papel! Como faço?

_Ora, quer que te leve a rolha, já temperada? Não vais gostar! Vai arder muito... Fala nonno divertido.

Todos riem e a festa enfim começa!

♥ Insatisfação...♥




Potes e mais potes recheados de bombons,barras e pastilhas dos melhores chocolates do mundo, espalhados pela casa...

Em algumas das paredes da casa podiam ser vistas gotas de chocolates derretendo convidativamente...

Enquanto isso, ela procurava o fel.

Ficou só, obviamente!

chica

♥ Divagando sobre a solidão... ♥



Tema: Solidão
(((o)))o(((o)))o(((o)))

Fui, ao tentar participar dessa edição, procurar uma imagem que me  falasse de solidão. Chego nessa:

Logo me vem à mente as palavras:

Entre flores e enfeites
sua vida há de passar
só seu cão pra lhe escutar...

Logo a seguir, numa segunda olhada e  uma nova lida , chego à uma conclusão:

 Se fosse eu morria só de pensar,rs...

Falaria com as flores, tiraria aquele  vestidão, colocaria uma roupa esportiva, pulava a janela  se estivesse ali trancada e sumiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiia!!! Iria viver a solidão lá fora!

Tem gente boba,né?

Volto a mim e penso: Vi que talvez ela encontrasse apoio e companhia apenas nos livros, que com eles conversava e viajava.

Então, imaginei o quanto deve ser triste não poder contar com um ombro amigo, ou melhor, um ouvido amigo para nos escutar.

Há horas nas quais nem precisamos de mais nada, apenas disso. E , se nessa hora falha?  Um horror o que sentimos ,então!


Pensei ainda, que a solidão pode ser provocada e essa tantas vezes nos impomos.

Precisamos dela para restaurar nossa paz.

Apesar de que eu, desenvolvi uma técnica ,nem sei como, pois sempre estive rodeada de crianças e com elas, os barulhos pertinentes.

 Assim, posso me recolher  ao meu interior, para meu cantinho de paz em meio às balburdias delas. Lógico, isso não acontece sempre. Só em dias de grande equilíbrio.

Por fim, devo dizer que só essa é a solidão que me faz bem. As outras, não as quero por perto! Tomara assim possa ficar, sem elas , as solidões que machucam...

Nem quero pensar nelas, por isso, acabo aqui!

♥ De cinco em cinco... ♥



Tudo separadinho, sai ele cedinho pela manhã para trabalhar.

Pastinha na mão, até o ônibus que o leva ao trabalho...

À tardinha retorna, cansado,vai fazer sua academia, precisa cuidar da saúde...

Batem à porta...
Dlin,dlon...

-Pai, preciso falar contigo!
Andei vendo umas coisas que preciso e tô sem grana, será que podes colaborar?

_ Colaborar? Quanto te falta?

-Beeeeeeeeeeeeeem...na verdade, eu não tenho nada AINDA! Mas quando eu arrumar um emprego, te devolvo, podes crer!

Afinal, vi a listinha que a mãe guarda no armário das contas a pagar e vi que a coisa tá "frouxa"...dia 25 tá LIBERADO!!!

O pai vai para o banho, refresca-se e vai deitar...

Afinal, tem certeza, vai precisar trabalhar mais um pouquinho!

♥ Em um passeio pelo jardim...♥


Rosinha passeava pelo jardim ...
Todas as cores a encantavam... Flores que exalavam seus perfumes a faziam voar em pensamento...
Passa entre os lilases e senta pertinho deles...

Fica ali um tempinho e ouve vozes baixinhas..

Vira-se e nada vê.

Olha bem e percebe que era uma grande família de joaninhas...

Havia a mãe,bem idosa deitada numa folha.Tinha seus ajudantes pra serví-la, enquanto as filhas e netos tratavam de levar suas vidas,trabalhando,cuidando de seus próprios afazeres ...

Iam e voltavam.

Raramente entre elas conversavam.Não havia tempo...A vida era corrida demais...

Sabiam que a velha bisavó joaninha estava bem atendida,falavam com ela ao telefone, feito de fios de ramos de flores e quando dava, iam até lá vê-la...

Mas de repente, ouve uma vozinha bem nítida em seu ouvido:

_Ainda não morri, estou viva! Não me deixem tão só!

Ouvindo o chamado, toda a família se juntou e correu para a grande folha já bem amarelecida que abrigava a velha joaninha.

Numa só hora a folha estava cheia, um barulho de conversas enorme em torno dela e depois...voltou por lá o silêncio frio e escuro atormentador...

Quando Rosinha ia se aproximar e tentar falar com a velha joaninha, acordou...

_ Nooossa, mas será que dormi aqui sentada? Credo! Acho que estou muito cansada mesmo...

Na mesma hora, um pensamento a remete até sua mãe...

Levanta dali,apanha umas flores, faz um lindo ramalhete e se dirige para a casa dela...

De repente, lembra que a mãe não gosta de flores vivas, pois dão trabalho!
Sempre dizia: Ora, precisa colocar num vaso, depois tem que cuidar, depois vão cheirar mal, depois,depois...

E agora?

- Mesmo assim vou levar,pensa! Aquela casa precisa de ânimo e cores...

Quando chega em frente à porta, olha novamente para as flores que carregava e para sua surpresa o que vê?

-Uma joaninha, bem acomodadinha numa delas...

As duas se olham e ela lembrou novamente de seu sonho...

Riu ali sozinha, antes de bater à porta e pensou:

-Essa joaninha significa renovação! Que traga toda a sorte do mundo para essa casa...Ela precisa muito!

Rosinha e a mãe conversam com a dificuldade imposta pela doença e idade e de repente,um arrepio...

Olha para as flores, ali jogadas sobre a mesa...escuta a vozinha novamente:

-Me leva daqui contigo, não posso viver na escuridão! Era a joaninha que implorava...

Rosinha, na hora de ir embora se despede da mãe com um beijo, passa pela mesa e coloca a joaninha na mão.

A leva consigo...

E a joaninha lhe sorri, agradecida...

Rosinha tem certeza que a renovação e ânimo não dependem de nada externo... nem a joaninha adiantaria ali...


* (Texto já publicado no cronicasdachica em 29.10.10, quando muitos de vocês ainda não haviam chegado até meus blogs)

♥Peso do amor... ♥


imagem daqui


Participação na Ed.Musical do Bloinquês:

Tema: Apenas mergulhados em nossos destinos ♪ (Fear - OneRepublic)

Nota: A frase deve aparecer sem modificação.

(((o)))o(((o)))o(((o)))


Mario Fernando estava beirando  os 200 quilos.

Seguia assim, sem se importar.

Nivinha,sua mulher, magrinha, linda! E ainda o melhor:  apaixonada por ele.

Porém com o tempo, por falta de condições físicas,o amor entre os dois deixou de acontecer.
Passavam juntos , conviviam e ocasionalmente, ela perguntava:  

_ Estaremos ♪ apenas mergulhados em nossos destinos ?♪
Será que viveremos assim por muito tempo? O que será de nós e nosso amor?
Gosto muito de ti, porém não foi isso que pretendi ao me casar contigo. Não era esse o destino sonhado!

 Ele ,cabeça baixa, comendo compulsivamente, nada respondia.

Após anos e anos daquela situação, ela esperava que ele perdesse peso, para o amor novamente acontecer, se concretizar. Alimentava essa esperança.

De uma hora para outra,ele  resolveu encarar a balança e medicina.

Fez dieta. Controlava tudo que ingeria...

Emagrecia e sorria.

Emagrecia mais um pouco, exultava e a olhava...com apetite...

Emagrecia mais e mais e mais e chega a hora em que ele se achou pronto.

Apresentou-se e ela, para sua surpresa, disse que entre os 120 quilos perdidos, havia se perdido também o amor...Ela não o queria mais!

Ele triste, recomeçou a comer!

chica



♥Um achado... ♥




Edição Musical do Bloinquês

Tema: Pra esquecer os meus anseios e dormir em paz ♪ (Só Hoje - Jota Quest)

(((o)))o(((o)))o(((o)))

Após uma semana estressante Vica resolve dar um tempinho para si mesma.
Isola-se, no alto de uma torre imaginária. Dali ela consegue , por uma minúscula janela,visualizar a natureza que rodeia o seu castelo.

Lá vê flores, árvores, riacho límpido correndo por entre pedras.  Pode até ouvir seu lindo barulhinho...
Ali, com os cotovelos apoiados no parapeito, já agora em estados de calma interior, palavras fluem e se vê falando com as paredes ,surdas e mudas, no entanto, presentes e necessárias...

Uma leve sensação de ouvir  vir de seu interior uma canção:

  Pra esquecer os meus anseios e dormir em paz 
quero ficar sempre com essa sensação que isso aqui me traz!♪


Sabia o bem que aquele contato lhe trazia...Ali o sentia!

Parecia poder apalpar a boa sensação e, no entanto, tudo mudara, tudo acontecera, apenas em seu coração!

Fora lindo!

Agora, respira fundo, fecha a janela  e retorna., mesmo sem ter dali fisicamente saído...

Achou o lugar de paz e para lá sabia que mesmo sem de casa sair, poderia voltar!

* Foto chica

♥ A paixão acabou! ♥





 Edição Cartas do Bloinquês

Tema: A paixão acabou.

(((o)))o(((o)))o(((o)))


Meu querido!


Por certo acharás estranho tudo isso... Serei bem breve no meu falar...

Tenho certeza que nunca imaginarias isso acontecer.  Estávamos sempre, dia após dia  aqui juntinhos e sempre nos damos tão bem.

Porém, comecei a me sentir muito estranha. Um desconforto passou a tomar conta de mim ao me aproximar de ti.

E tu era tanto para mim, eras TANTOS também...

Em ti e contigo parecia estar em meio à muitos, mas tudo foi modificando com o tempo.

E acredito que quando isso  nos chega do coração, devemos respeitar...

Assim, hoje, mesmo que muito me doa, pelo tanto que contigo passei, coloco um ponto final na nossa relação.

Preciso mais tempo para mim, apesar de todo espaço que tinha contigo...

Com essa pontinha de tristeza, digo tchau!

Foste muito importante e nunca esquecerei tudo que passamos e vivemos e o que me proporcionaste.

Um beijo  pra ti, meu blog,
da  tua
chica


* Se assustaram? Acharam que estava deixando meu maridão de  tantos e tantos anos?rs

Pra participar, me inspirei numa despedida dos blogues ( e são tantos!!!Imagino a minha choradeira nessa hora,se acontecesse!).

Para mim seria bem sofrida, ainda bem que é só para participar e fruto da imaginação!  Acharam também que iriam se ver livres da chica?

AINDA NÃO!!!  Vão me aturando!!!sr

beijos,chica

* Imagem daqui, trabalhada por mim

♥ Afogada na vida... ♥


EDIÇÃO VISUAL do Bloinquês

Tema:





(((o)))o(((o)))o(((o)))

Deitada numa cama,
Vera sente o mundo acabar...

Nada há que a acalente
Parece tudo desabar...

Olha aos lados, nada vê...
Gira-se, deitada de costas fica...

Olhos ainda bem pintados
logo, logo, estarão fechados...

Falta pouco, muito pouco
Pro seu muito se acabar...

Vera ali, ainda bem consciente
quer do mundo se esconder...

Mágoas, tristezas, traições de tanta gente..
Fez Vera querer deixar de viver...

Um suspiro, seria o último?
Estavam seus olhos quase a fechar!

De repente, um toque amigo, 
a fez do seu pesadelo despertar...

Acorda, ainda ali deitada  parece se ver...
Tudo fora tão real, parecia acontecer!

Levanta da cama, 
ao chegar no corredor, uma cena!
Oh! Que horror, dava pena!!!

A torneira da banheira aberta havia ficado
tudo por onde ela poderia ver, estava ali, alagado.

Vera em pesadelo, um aviso acabara de ter...
Nunca mais dormir, sem todas as torneiras ver...

Vera olhou tudo aquilo à sua espera
lembrou do sonho e tudo percebeu...

Tanta trabalho pela frente significava VIDA, 
e agradecia por ela...Com o trabalho, nem sofreu!!!


chica