♥Mudanças e resoluções... ♥

Minha participação na BC de niver do blog da Verinha

Verinha deu a parte inicial de um texto e cada participante deve continuar...


O texto:

Amanda ficou olhando para a tela de seu PC sem entender o porquê alguém escrevera aquilo, com que intuito? Queria poder entender o que faz uma pessoa ser tão amarga e cruel cometer tamanha violência em escrever palavras tão duras e sem coerência. Será que era uma pessoa conhecida ou meramente passara por ali e resolvera descarregar todo seu ódio e dor em uma única pessoa que teve a infelicidade de estar em seu caminho virtual. Pensou ser uma figura feminina pela maneira de escrever talvez estivesse enganada. Ela e seu único amigo que fizera no curso de psicologia ficavam analisando as pessoas em segredo, não profissionalmente e sim por pura diversão. Há muito queria deixar o curso por não se adaptar, não era o que sonhara para sua vida, porem o que queria realmente não importava. ter um diploma em mãos seria o maior orgulho para seus tutores. Voltou a se fixar na tela, sempre se distraia quando lembrava no quanto estava infeliz, será que a intenção daquela pessoa cruel era acabar ainda mais com seus dias?

Resolveu...

Aqui minha continuação:


Resolveu que não iria deixar-se atingir por desconhecidos,pessoas que anonimamente se escondiam por detrás da telinha.

Repensou também sua conduta.

Viu que algo não parecia bem na sua atitude que, juntamente com Pedro, seu colega de turma, quando também escondidos , tendo como escudo a telinha. tentavam divertir-se ao analisar pessoas em segredo, baseados apenas em suposições...

Viu que tanto ela, quanto Pedro, precisavam de tratamento. Ela ainda mais do que ele, pois via agora, num relance, que estava infeliz no curso e mais ainda, em sua vida.

Tinha certeza agora que enfrentaria seus pais e esses, fatalmente, haveriam de aceitá-la com ou sem diploma...

Assim, olha novamente pra tela e vê um filme em branco passar...Branco,assim como sua vida. 

Porém ela agora resolvera colocar vida e cores...

Haveria de fazê-lo. 

Seria feliz!