♥BC Você decide o final... ♥



Essa é minha participação na BC Você decide o final lá do MESA DE CONVERSA:


A história dada, a inicial é essa abaixo:

Quem conhecia Dona Evelina, não dizia que ela tinha 72 anos. Cabelos grisalhos desde os 40 era conhecido como o seu charme, ela costumava dizer que Deus havia pintado o seu cabelo para sempre. 
Casara com Dagoberto muito cedo e apesar de terem a mesma idade, todos diziam que Dona Evelina parecia mais nova do que ele. Ele era dono de um famoso restaurante do Rio de Janeiro e ela apenas o ajudava na administração de tudo com o único filho do casal, Estevão. 

Quando completaram 51 anos de casados viajaram por todo o Brasil, conheceram Portugal e o Egito. No outro dia quando chegaram de viagem Dagoberto passou mal e chegou a falecer. Engana-se quem pensa que Dona Evelina deixou-se abater. Acreditava em vida após a morte e sabia que o destino de Dagoberto seria bom, pela pessoa que foi em vida. Depois da missa do sétimo dia do marido, Dona Evelina desfez de tudo o que pertencia a ele. Trocou móveis do apartamento, derrubou paredes, pintou paredes, mudou quadros e não queria nada que lembrasse o marido falecido. 

Decorou a casa com arranjos florais, passou a organizar jantares com amigas, entrou na academia e se matriculou em um curso de informática. O que Dona Evelina queria mesmo era viver a vida. Com um único filho já casado e agora viúva, nada poderia detê-la a ficar em casa oprimida. Passou a ir com mais frequência a praia com as amigas, para o cinema, para a sorveteria e passou a amar navegar na internet. E foi pela internet que Dona Evelina conheceu Ugo, um rapaz de 34 anos, sobrinho de uma amiga dela. Descobriu que Ugo era solteiro e trabalhava como arquiteto. Marcaram de se encontrar e depois de um tempo em segredo, perceberam que já estavam se gostando e namorando.


- Amanhã, vou te apresentar ao meu filho Estevão. Ele vai te adorar.


Ugo estava radiante, finalmente encontrara o amor da sua vida. Já havia namorado garotas da sua idade e a experiência não foi tão legal. Claro, ele estava preparado para enfrentar os preconceitos tanto da sociedade, quanto da família e dos amigos. No outro dia pela manhã Dona Evelina levou o namorado para apresentar ao seu filho Estevão. Estevão não esperava aquela situação. Ficou assustado. Levantou-se da cadeira e falou:


- Namorado? Como assim, mamãe?

(Continue a História) 


A minha conclusão  é essa:

_ Ora mamãe!  Mas como foste descobrir esse sujeito?

Nem sabes se ele não é daqueles  conhecidos por dar  golpes em velhinhas, viúvas e  que estão sempre a fim de arrumar o seu lado, enriquecer  à custa delas...

Não acredito que na tua idade, andas te envolvendo com  rapazes que poderiam ser  teus filhos.Pobre papai!

_ Quantos anos tens, pergunta Estevão ao namorado da mãe.

_ 34! Responde ele.

 _Então, mãe, o que  pensas que ele quer contigo? Só a tua grana!!!

 D.Evelina disse que era conhecido de uma sobrinha de uma amiga e tal e coisa! Que soube que era arquiteto e muito bem de vida...

_ Qual das tuas amigas? Interroga o filho.

_ Penélope!

_ Penélope? Aquela da cobertura  linda   no Morumbi? Está explicado! Vou te mostrar que de arquiteto ele nada tem...Apenas ESTÁ ARQUITETANDO mais um golpe dos seus...

Ao ouvir isso, Ugo, o namorado, sem  despedir-se se retira. Nunca mais apareceu, nem telefonou!

Mas Estevão continuou a investigar e descobriu que estava certo! Sua mãe  escapou de uma boa!!

O rapaz , junto com Penélope tinha uma agência funerária e por lá passavam todos os dados necessários das viúvas e viúvos. 

Cada um deles "trabalhava" na sua vez; Ela era candidata  para os viúvos e ele, às viúvas. E, ao contrário dos seus clientes na  funerária, eram , ou se achavam, muiiiiiiiito vivos!!!

Estavam nas redes sociais e apareciam como quem nada quer e conseguiam pegar as vítimas.  

Tudo demonstrado para D.Evelina, essa aceitou e agradeceu ao filho, prometendo ter mais cuidados.

Agora, passava o tempo na internet fazendo joguinhos de palavras, quebra-cabeças que o filho tratara de lhe "apresentar"...

E, quando saia com amigas e algum homem delas se aproximava, tinha um outro olhar...
Estava ressabiada...Não queria mais complicações.Sabia que tinha um filho que gostava muito dela e lhe cuidava...
O que mais precisava?
Já tinha aproveitado tão bem sua vida e agora, aos 72 anos, não mais se envolveria...

Apenas brincaria!!!

E, após uma dessas "brincadeiras", ela apresenta ao filho o Dr. Pereirinha, um velho vovô ,de bigodes e cabelos branquinhos, sorriso alegre ,simpático e pareciam se dar muito bem...

_Essa mamãe! - pensa o filho!

Papai deve ter morrido logo após a chegada da viagem,  já imagino o motivo, pensa alto ,sorrindo. 

 E saiu, deixando os dois ali conversando e rindo!

(((o)))o(((o)))o(((o)))

E vocês, tem outro final para a história dada? Apareçam lá no blog  Mesa de Conversa e participem!

beijos,
chica