Querem ver o que temos lá no coisinhas da chica?

Querem ver o que temos lá no coisinhas da chica?
Basta clicar!

♥BC Você decide o final... ♥



Essa é minha participação na BC Você decide o final lá do MESA DE CONVERSA:


A história dada, a inicial é essa abaixo:

Quem conhecia Dona Evelina, não dizia que ela tinha 72 anos. Cabelos grisalhos desde os 40 era conhecido como o seu charme, ela costumava dizer que Deus havia pintado o seu cabelo para sempre. 
Casara com Dagoberto muito cedo e apesar de terem a mesma idade, todos diziam que Dona Evelina parecia mais nova do que ele. Ele era dono de um famoso restaurante do Rio de Janeiro e ela apenas o ajudava na administração de tudo com o único filho do casal, Estevão. 

Quando completaram 51 anos de casados viajaram por todo o Brasil, conheceram Portugal e o Egito. No outro dia quando chegaram de viagem Dagoberto passou mal e chegou a falecer. Engana-se quem pensa que Dona Evelina deixou-se abater. Acreditava em vida após a morte e sabia que o destino de Dagoberto seria bom, pela pessoa que foi em vida. Depois da missa do sétimo dia do marido, Dona Evelina desfez de tudo o que pertencia a ele. Trocou móveis do apartamento, derrubou paredes, pintou paredes, mudou quadros e não queria nada que lembrasse o marido falecido. 

Decorou a casa com arranjos florais, passou a organizar jantares com amigas, entrou na academia e se matriculou em um curso de informática. O que Dona Evelina queria mesmo era viver a vida. Com um único filho já casado e agora viúva, nada poderia detê-la a ficar em casa oprimida. Passou a ir com mais frequência a praia com as amigas, para o cinema, para a sorveteria e passou a amar navegar na internet. E foi pela internet que Dona Evelina conheceu Ugo, um rapaz de 34 anos, sobrinho de uma amiga dela. Descobriu que Ugo era solteiro e trabalhava como arquiteto. Marcaram de se encontrar e depois de um tempo em segredo, perceberam que já estavam se gostando e namorando.


- Amanhã, vou te apresentar ao meu filho Estevão. Ele vai te adorar.


Ugo estava radiante, finalmente encontrara o amor da sua vida. Já havia namorado garotas da sua idade e a experiência não foi tão legal. Claro, ele estava preparado para enfrentar os preconceitos tanto da sociedade, quanto da família e dos amigos. No outro dia pela manhã Dona Evelina levou o namorado para apresentar ao seu filho Estevão. Estevão não esperava aquela situação. Ficou assustado. Levantou-se da cadeira e falou:


- Namorado? Como assim, mamãe?

(Continue a História) 


A minha conclusão  é essa:

_ Ora mamãe!  Mas como foste descobrir esse sujeito?

Nem sabes se ele não é daqueles  conhecidos por dar  golpes em velhinhas, viúvas e  que estão sempre a fim de arrumar o seu lado, enriquecer  à custa delas...

Não acredito que na tua idade, andas te envolvendo com  rapazes que poderiam ser  teus filhos.Pobre papai!

_ Quantos anos tens, pergunta Estevão ao namorado da mãe.

_ 34! Responde ele.

 _Então, mãe, o que  pensas que ele quer contigo? Só a tua grana!!!

 D.Evelina disse que era conhecido de uma sobrinha de uma amiga e tal e coisa! Que soube que era arquiteto e muito bem de vida...

_ Qual das tuas amigas? Interroga o filho.

_ Penélope!

_ Penélope? Aquela da cobertura  linda   no Morumbi? Está explicado! Vou te mostrar que de arquiteto ele nada tem...Apenas ESTÁ ARQUITETANDO mais um golpe dos seus...

Ao ouvir isso, Ugo, o namorado, sem  despedir-se se retira. Nunca mais apareceu, nem telefonou!

Mas Estevão continuou a investigar e descobriu que estava certo! Sua mãe  escapou de uma boa!!

O rapaz , junto com Penélope tinha uma agência funerária e por lá passavam todos os dados necessários das viúvas e viúvos. 

Cada um deles "trabalhava" na sua vez; Ela era candidata  para os viúvos e ele, às viúvas. E, ao contrário dos seus clientes na  funerária, eram , ou se achavam, muiiiiiiiito vivos!!!

Estavam nas redes sociais e apareciam como quem nada quer e conseguiam pegar as vítimas.  

Tudo demonstrado para D.Evelina, essa aceitou e agradeceu ao filho, prometendo ter mais cuidados.

Agora, passava o tempo na internet fazendo joguinhos de palavras, quebra-cabeças que o filho tratara de lhe "apresentar"...

E, quando saia com amigas e algum homem delas se aproximava, tinha um outro olhar...
Estava ressabiada...Não queria mais complicações.Sabia que tinha um filho que gostava muito dela e lhe cuidava...
O que mais precisava?
Já tinha aproveitado tão bem sua vida e agora, aos 72 anos, não mais se envolveria...

Apenas brincaria!!!

E, após uma dessas "brincadeiras", ela apresenta ao filho o Dr. Pereirinha, um velho vovô ,de bigodes e cabelos branquinhos, sorriso alegre ,simpático e pareciam se dar muito bem...

_Essa mamãe! - pensa o filho!

Papai deve ter morrido logo após a chegada da viagem,  já imagino o motivo, pensa alto ,sorrindo. 

 E saiu, deixando os dois ali conversando e rindo!

(((o)))o(((o)))o(((o)))

E vocês, tem outro final para a história dada? Apareçam lá no blog  Mesa de Conversa e participem!

beijos,
chica








24 comentários:

  1. Ei Chica
    Adorei seu final, bem de acordo com vários casos reais que temos tomado conhecimento.
    Uma bela participação.
    Beijo, Chica.

    ResponderExcluir
  2. kkkkk Rir horrores, Chica. Sensacional. Que maravilha! Adorei.
    Parabéns pela criatividade. Eu pelo menos fui bonzinho com Dona Evelina.

    Abraços

    ResponderExcluir
  3. O seu final já está ótimo! rs
    Um beijo grande

    ResponderExcluir
  4. Êta velhinha danada. é a maldita solidão. Eu fiquei viúva tinha 37 anos e um garoto de dois anos, os homens choviam: era bonita , tinha bom emprego, ganhava bem, enfim tinha algumas "cositas". Disse para mim mesma, só me casarei se amar outro homem. Aí apareceu Antonio, 7 anos mais novo e nos casamos com direito a tudo, até lua de mel.
    Casei-me depois de 9 anos de viuvez e como somos felizes.kkkk
    Tudo tem seu tempo certo e eu esperei.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  5. Muito bom Chica...pior que isso acontece todos os dias. As que estão em busca de um namorado precisam é ficar esperta!
    Um ótimo dia pra você amiga.
    Beijos,
    Mariangela

    ResponderExcluir
  6. Oi Chica!
    Gostei do seu final.
    Vim lá do Carlos, mas acho que o seu final foi mais perspicaz qto à diferença de idade e o que vemos muito por aí.
    Bom, muito bom!!!

    Abração e ótimo dia.

    ResponderExcluir
  7. kkk a diferença de idade sempre dá essas piadinhas de golpe do baú rs...
    Ainda bem que ela teve um final feliz.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  8. Muito bom o seu final Chica! BJks Tetê

    ResponderExcluir
  9. Chica, a joaninha voadora foi longe! Amei o final que inventou para a história! Bjs,

    ResponderExcluir
  10. Dona Evelina tem que ser apresentada aos seus blogs, Chica
    Garanto que ela vai se divertir muito e deixar de fazer bobagens...rs
    Ficou muito legal o seu final!
    Um beijão para tí e
    Tenha uma boa noite
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  11. Muitos risosss!
    Vc é demais, Chica, trouxe uma conclusão hilárica e boa d+++...
    D. Evelina aprendeu uma ótima lição... Qdo vi a brincadeira, vim logo ver a sua pq sabia que ia botar pra quebrar... Rsss...

    Beijos...

    ResponderExcluir
  12. Chica, muito legal seu final! Adorei!!
    Danadinha essa D. Evelina! bjs
    Amara

    ResponderExcluir
  13. Oi Chica ! Gostei muito do final da h´stória.Gente aproveitadora anda aos montes por aí,ainda bem que D. Evelina no final saiu-se bem.Bjs

    ResponderExcluir
  14. A continuação da historia ficou muito divertida e leva a pensar que existem muita gente experta se aproveitando de pessoas carentes de vida.
    O que Dona Angelina não calculava é que o Ugo, pela idade, poderia ser bem vigoroso, Ela não ia aguentar não. rsrs ia direto pra cova, rsrs

    bj
    Zizi

    ResponderExcluir
  15. Chica
    Eu conheço uma história verdadeira mais ou menos como a sua. Na época dos trens de ferro chegou na cidade mineira de Araxá um engenheiro . Ele queria casar com uma viúva rica. Havia uma viúva. Foi apresentada a ela com toda as pompas. Quando fez o pedido a velha senhora respondeu. Estou idosa mas te darei minha filha. E como nos contos de fada ela era linda , nova e rica. Casaram e foram muitos felizes. Existe milhares de descendentes.
    com carinho Monica

    ResponderExcluir
  16. Eita Chica, o seu final na história, foi até muito realista..Quantas donas Angelinas se deixam cair nesse velho golpe...Adorei!
    Beijos com carinho
    Marilene

    ResponderExcluir
  17. srrsrssr, só vc Chica.. confesso que pensei num final romântico, mas o seu foi mesmo mais realista, infelizmente há muitos golpes.
    Mas o bom foi que dona Angelina não se abateu né ??
    Já pegou o Pereirinha, safadinha, srsrrs

    Bjus 1000 minha linda, já coloquei tua plaquinha no correio tá ??

    ResponderExcluir
  18. Oi Chica, tenho uma de bolso da Fujifilm, mas espero fazer muitas fotos com a nova câmera. Abraços, Mauro

    ResponderExcluir
  19. Oi querida Chica, adorei a sua participação!
    Beijos e bom final de semana!

    ResponderExcluir
  20. Olá Chica. valeu pela visita e pelas palavras carinhosas. Menina.... que imaginação fértil a sua, viu. Muito legal a sua história. Deu para rir bastante.kkkkkkk Bjs.

    ResponderExcluir
  21. Olá Chica! Será que o Estevão tem razão, quando se refere à causa do falecimento do Pai? Pelo visto, D. Evelina era bem danadinha. Rsrs. Belo e bem feliz o final que deste à história. Parabéns!

    Abraços e um ótimo final de semana para ti e para os teus.

    Furtado.

    ResponderExcluir
  22. Olá Chica,
    Nossa, quanta criatividade e que final divertido.
    Muitos golpes estão rondando por ai. O jeito é ficar atenta sempre.kkkk.
    Beijos mil

    ResponderExcluir
  23. Fantástico, Chico, simplesmente ótimo!
    É muita diferença de idade, isso não é normal... ainda bem que tinha o filho pra tomar conta dela.
    Beijos, boa semana!

    ResponderExcluir
  24. Chica infelizmente existe muito disso, aqui na baixada que tem muitos aposentados(as) os golpes são frequentes, os malandros cercam as velhinhas que moram sozinhas, começam as ajudando, depois as procuram para conversar, cativam, são carentes de companhia, de atenção, na verdade muitas vezes não vão além disto, é o suficiente para elas acreditarem em tristes histórias e abrir as carteiras, há alguns anos uma senhora nos procurou em casa pedindo ajuda para se livrar de um, quando o dinheiro dela acabou ele passou a persegui-la, e o pior é que as velhinhas envergonhadas não dão queixa. Você não voou longe não, acontece, bjos Luconi

    ResponderExcluir

Que bom te ver aqui !