♥ Segredos de Carnaval! ♥





Ed.Conto/Crônica do Bloinquês

Frase /tema: "Foi quando ouvi aquele disparo".

(((o)))o(((o)))o(((o)))


Era Carnaval.

Rosa e Lina, irmãs que sempre estavam juntas,  animadas preparavam elas mesmas, as fantasias para os bailes de salão da sua pequena cidade.

Naquele ano, escolheram fantasiar-se de marinheiras.

Assim,com poucos gastos e aproveitando quase tudo o que em casa tinham, conseguiram aprontar as roupas e estavam lindas. A juventude ajudava e as fazia brilhar...

Já no meio do salão, em plena festa, Rosa bufava.

_Lina, estou de saco cheio daquele "melado", com roupas e máscara de Popeye ! Ele está bêbado e  cada vez mais inconveniente. Estou sentindo seu cheiro de podre...

Parece que vai explodir alguma coisa dele, ou por cima ou por baixo...
Vou sair daqui!

_Ora, Rosa, estás sempre achando isso e aquilo. Sossega o pito,relaxa e aproveita a festa!  Nem dá bola!

_ Só mais um pouco respondo por mim! Estou avisando!  Logo te deixo aqui ,se quiseres ficar ou saio e volto com esporas nas sapatilhas e, com elas, se ele me importunar novamente,darei o meu jeitinho ...

Assim, os cordões  continuavam a pular e sempre que Popeye via Rosa, chegava perto, dava as mão  e  queria sair pulando com ela.

Rosa  tonteava apenas do seu " bafo" e bufava mais e mais.

Assim, sem mais um aviso à Lina, resolveu  se retirar dali e sentar num sofá,   em outro salão,  longe daquele barulho que já a irritara.

Lá sentada, sentia alívio e esperava Lina que sabia, adorava a festa e seria uma das últimas a querer deixar o salão.

Estava quase cochilando ali mesmo quando aparece Lina e lhe diz:

_Rosa, sua danada!  Te achei!  Perdeste uma boa! Adorarias ver!

-O que foi?

_Sabes o nojentão, o  teu Popeye?

_Meu? CREDO!! Sai de mim!!!

- Pois bem, eu estava pulando no salão com um rapaz bem legal, educado  e gentil. Estava adorando e foi quando ouvi aquele disparo... Parecia um estouro da boiada... Levei um susto!

Olhei bem e lá estava o Popeye que corria  atrás de uma "Olívia Palito", caiu sobre ela e disparou...

Literalmente disparou! Pobre moça!

E foi por cima e por baixo, ali mesmo no salão.

Uma cena deplorável e ele,  bêbado e  ainda por cima , todo borrado, escorregando na sua "maionese", tentava dar uns passos  e caia novamente e....

Rosa não aguentou ouvir mais.  Só de imaginar a cena, morria de rir e sentia-se bem vingada!  Ela bem que imaginara  essa cena...

-  Ele deixou o salão "empestado"...

Vamos embora? diz Lina.

Assim, acabou com a folia mais cedo por lá...

Rosa e Lina foram embora juntas e Lina lamentou o ocorrido,pois estava adorando...

Rosa, já em casa, após um bom banho , deitou, dormiu e sonhou com o mascarado  Popeye. E aquele sonho se repetiu por três dias.

_ Vou jogar no número dele, pensa!

Quando chega no balcão, diz que quer jogar no número do PORCO.
E comenta com o atendente simpático o motivo que a levara a pensar em jogar.

Notou que o rapaz ficava vermelho, amarelo, roxo...

Ela não entendia o motivo,mas o pobre rapaz, perdera ali, todas as chances de se aproximar, como fazia há bastante tempo, a cada vez que a via por lá. pagando algumas contas...

_ Se ela sonhasse!!!Pensa ele!

Dias depois, ao ver o resultado da loteria, ele foi procurá-la dando a notícia que havia ganho uma boa graninha com o sonho...

Ela o tratou muito bem! Estava feliz e, como recompensa por ter sido ele quem a atendeu na comprado joguinho, resolveu convidá-lo para um jantar.

Desde então, Lina perdeu a parceira de festas. Agora Rosa e Heitor estavam se conhecendo e cada vez mais se encontrando bem juntos...

O segredo de Heitor?

Nunca seria revelado...

Caberia ao tempo ou à ela mesma descobrir sozinha...

Mas agora, já seria motivo de boas risadas que, por certo, os aproximariam mais ainda!