Querem ver o que temos lá no coisinhas da chica?

Querem ver o que temos lá no coisinhas da chica?
Basta clicar!

Querem ver o que temos no chica brinca de poesia???

Querem ver o que temos no chica brinca de poesia???
Cliquem pra ver!

♥ Tempo perdido? Ou o necessário?




PROVA para o Projeto Suas Palavras

Escreva um conto que contenha a seguinte frase:
Se não fosse tão difícil eu tentaria.

(((o)))o(((o)))o(((o)))

Laís estava casada há um bom tempinho, tinha dois filhos ainda pequenos que lhe tomavam todo seu tempo quando não estava no trabalho.

Era bancária e seu trabalho exigia responsabilidade. 

O marido, ficava em casa, nada fazia e vivia sustentado por ela. 

Antes de casar se mostrava ativo, desenvolto, participativo.Parecia um casamento que iria dar certo.

Ledo engano, bastou casar, arrumou um modo de ficar desempregado e se "deitou na rede".

E Laís, além do trabalho, compras, casa,corria para cima e para baixo com as idas e vindas   da escolinha dos dois pequenos, pois nem para isso o traste do marido servia.

Um dia, ao encontrar-se com seus pais, assim que eles colocaram os olhos nos olhinhos dela, perceberam que algo estava errado.

_Queres nos dizer alguma coisa? Não pareces estar bem!

Antes de conseguir falar ,ela desatou num choro compulsivo que durou um bom tempinho.
Os pais a deixaram chorar.Notavam que aquilo era uma válvula de escape.

Tão logo pode, Laís diz, parecendo até envergonhada:

_Nunca pensei que vocês soubessem me entender tanto.
Tenho mesmo algo pra falar. Meu casamento não vai nada bem, não temos mais nada como marido e mulher desde que meu pequeno  nasceu. Não suporto vê-lo assim, atirado pelos cantos.

_ Como assim? Ele não trabalha?

_ Não mãe, ele está desempregado. Há anos eu sozinha, sustento tudo. Mas estou cansada.Quis preservar vocês dessa preocupação.

_ Por que, filha? Nós somos amigos e estamos aqui sempre  prontos para, pelo menos ouvir.

Se não fosse tão difícil eu tentaria me separar dele.

Difícil? Mais difícil que a vida que levas agora? Achas que pode haver algo pior?

- Sim pois ele faz constantes ameaças de acabar com a minha vida, a dos meus filhos e ainda a de vocês caso eu dele me separe...
Parece louco e não aceita tratamento, nem para sua obesidade  mórbida que cada vez aumenta mais pois só faz comer e comer.E claro, o que EU coloco para dentro de casa e carrego  nas sacolas.

_ Filha, não espera mais nada!

Nenhuma mulher pode temer um louco assim. Vamos tomar todas as providências jurídicas e verás que poderás viver novamente.

Ficam ali a conjeturar planos e Laís sai decidida.

Foi até a escolinha, pegou os filhos e os trouxe para a casa dos pais.

Foi até a sua casa  para retirar um pouco das suas coisas e das crianças ... Pegou todos os documentos necessários também.

Chegou até a sala  pronta para lhe falar da decisão, já esperando a incomodação que viria.

Chega mais perto do sofá. A televisão acesa , mostrava um jogo de futebol. Era fanático , doente torcedor ...
Olha e  o vê esticado ali , mas um semblante estranho de dor marcava o seu rosto. Encosta nele, não mais respirava.Estava morto!

Liga para os pais, tomam todos os procedimentos e após o exame,a causa mortis foi o coração que não resistiu.

Após o velório, enterro, Laís volta para casa com os filhos.

Vê o jornal do dia após a morte dele que estava na caixinha e a manchete era o resultado do time do coração do marido. Havia tomado uma "lavada": 6x0.

Por ironia do destino, ela sempre torcera para que seu time perdesse.Era uma vingancinha branca!!!

Naquela hora viu o quanto de tempo perdera em sua vida! Ele era tão, mas tão fraco que nem uma derrota do seu time resistiu.

E pensar que tanto medo teve dele e por isso com ele ficou...

Pena,pensou! Mas ainda há tempo! 

Minha vida vai dar uma bela reviravolta. Tenho meu trabalho , meus pais que hão de me confortar e auxiliar sempre que preciso for.

Tudo acontece ao seu tempo...

Vamos nós todos, ser felizes novamente. 

 Coloca as crianças na cama, conta uma história e eles adormecem tranquilos.

Sai quietinha, chega à sala e,  olhando para a janela, vê o céu e pensa:

_ Tomara pelo menos, já tenhas chegado por aí! 

Fica em PAZ e nós a teremos também e saberemos gozá-la, com certeza!

* Imagem DAQUI

22 comentários:

  1. Chica....que conto heim!!

    Quantas mulheres passam por isso!!
    As vezes precisamos de muita coragem pra tomarmos certas atitudes.
    Masi coragem ainda em permnecer am algumas situações.
    Que boma que a personagem tinha o apoio dos pais.
    ..
    Um beijo..

    ResponderExcluir
  2. Oi Chica
    Uma história forte.
    Os relacionamentos complicados causam dores e sofrimentos pra famíla toda.
    Ainda bem que o final resultou em algo menos traumático - acabar com vida da esposa.
    Aqui vale a máxima - " antes ele do que eu "rsrs
    um abraço
    bom domingo

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo novo blog. Bem especial.
    o tempo nunca está perdido, está passando é rapido demais. Sempre muito necessário. Muitas vezes falta o tempo.
    Bjs.
    Sandra

    ResponderExcluir
  4. Pois é inclusive eu criei mais um para o meu curso. Escola ensinando e aprendendo é o seu nome. Quem sabe vc passa lá e viaje comigo??
    Bjs.
    Sandra

    ResponderExcluir
  5. Chica muito querida,cada vez mais admiro sua capacidade criativa...que conto admirável, retratando a realidade de muitas mulheres batalhadoras que não sabem como se livrar de um
    "encosto",que,além de tudo,as ameaça.
    Parabéns,amiga.
    Bjssssss e um desejo de um belo domingo para ti e os teus,
    Leninha

    ResponderExcluir
  6. Nossa,Chica!!!

    Tão real...tem tantas mulheres que temem seus maridos...Laís era independente, a maioria dependem totalmente de seus companheiros, e isso serve de chantagem...
    Puxa,mas quando ela resolveu tomar uma atitude...Bah!Coisas da vida!!
    *Sabes que tem um vizinho que morreu do coração pela emoção do jogo??!!
    Como não entendo nada de futebol, nem me emociono com ele...bem não entendo...
    **Ah!!Adorei a joaninha que colocaste no cursor!!!Que fofinha!!!rsrsr
    Bom dia!

    ResponderExcluir
  7. **Ficou linda tua participação!!!
    És muito criativa!!!Te adoro!
    *Estou devagar hoje...

    ResponderExcluir
  8. Um final inevitável para a personagem voltar a ser feliz! A Chica, como se costuma dizer, "escreve que se farta" e é uma maravilha ler os seus contos! Bjs

    ResponderExcluir
  9. Chica,que história mais real e que pode acontecer a qualquer um!Essa ainda teve a sorte do marido morrer...rss...ai,como eu sou ruim!...rss...mas foi o melhor pra ela e os filhos nessa situaçao!Adorei sua participaçao!bJS,

    ResponderExcluir
  10. Existe uma letra de música que diz: o homem que diz dou não dá, porque quem dá mesmo é não dou. Portanto, acho que ela esperou além do necessário. Ainda bem que o final foi feliz. Pra ela, claro. Rsrs.

    Abraços e bom domingo pra ti e para os teus.

    Furtado.

    ResponderExcluir
  11. Chica, uma história que retrata a realidade de muitos lares neste mundo. Quantas mulheres não vivem num mundo sombrio usando o disfarce do sorriso! Amei o seu blog e seu escrito! Parabéns!

    ResponderExcluir
  12. Deus escreve certo por linhas tortas!!
    Ainda bem que Ele deu um jeito na vida de Laís.
    Parabéns, Chica
    Um beijinho carinhoso de
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  13. Nossa, que final hein? Só que nem todos acabam assim, alguns resultam em tragédia, infelismente.
    Beijos e parabéns pela linda participação.

    ResponderExcluir
  14. Mesmo com tempo curto não posso deixar de passar pelos seus cantos.Olha que conto mais interessante e inspirado.Tiro o chapéu minha amiga.Voce aqui deu um show,e passou pela morte que não causa dor doída,rsrs.
    Parabens por esta arte linda de contos.
    Um abração.

    ResponderExcluir
  15. Chica,
    Obrigada pela visita e comentário.
    Ótimo conto. Parabéns!
    Beijos,
    Vanessa

    ResponderExcluir
  16. Olá Chica!
    Hoje tirei um tempinho para conhecer seu blog, mas quantos blog, menina, parabéns é sinal que tens muita criatividade. Este conto está perfeito, adorei. Bjs.

    ResponderExcluir
  17. Muito bom mesmo...E ele já foi tarde. Quantas mulheres vivem nessa situação e não se separam por medo desses covardes.

    Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
  18. Um conto que parece mesmo a estória de alguém que conheço. Mas vc deu a sua heroína um fim bem melhor. Na vida real, ele resistiu e se tornou um "encosto" pior do que era antes. Agora ela tem que dar um jeito de se separar, mas tudo ficou ainda mais difícil.
    Enfim, parabéns pela boa estória e pelo novo blog.
    Beijokas.

    ResponderExcluir
  19. Oi Chica, tudo bom?

    Qd. era adolescente era muito tímida - ainda sou, mas aprendi a disfarçar, rsrsrs - e escrevia muito, era minha válvula de escape.
    No colégio uma das minhas melhores matérias era redação.
    Com o trabalho e a falta de tempo p/ fazer relatórios, comecei a ter preguiça de escrever, e abreviar palavras e frases, virou um vício.
    Vício que estou tratando de corrigir!

    Falar das minhas lembranças é para te dizer que TE ADMIRO MUITO, POR ESCREVER TÃO BEM, POR GOSTAR DE ESCREVER, PARABÉNS!!!


    Beijos e LINDA SEMANA PARA VOCÊ


    AUDENI

    ResponderExcluir
  20. Chica,
    Com esse teu toque de bom humor inteligente conseguiste dar fim aos sofrimentos da Laís.
    Mas a verdade é que muitas mulheres vivem em silêncio sofrendo na mesma situação dela com esses amores que eu chamo 'criminais' porque tiram toda a jóia de viver.
    Abraço carinhoso e te agradeço de todo coração pelo teu depoimento lá no site maeetudoigual.com.br

    ResponderExcluir
  21. Oi CHica!
    Menina,que conto!
    A vida é mesmo cheia de surpresas, quantos príncipes se transformam em sapos por este mundão! O pior é quando não se tem para onde correr!
    Beijinhos!

    ResponderExcluir

Que bom te ver aqui !