Querem ver o que temos lá no coisinhas da chica?

Querem ver o que temos lá no coisinhas da chica?
Basta clicar!

♥ Uma carta de mim para mim...



4º Edição Suas Palavras
• Palavras:

VIDA, SUPERAÇÃO, PROBLEMAS, VITÓRIA

(((o)))o(((o)))o(((o)))

P.Alegre, 29 de setembro de 2011


Minha querida amiga ...


Estás estranhando que estou  escrevendo pra ti ?

Não estranhes , precisas ouvir /ler isso...

 A vida nos surpreende  por vezes e nem sempre, positivamente.

Isso é o nosso caminho.. Enquanto seguimos nossos rumos , problemas de todos os aspectos nos aparecem.

Me diz só uma coisinha:Responde:

_ Por que estás assim tão triste, tão abatida?Sei que vais dizer:

_Tenho motivos, não vês?

Mas eu te pergunto novamente:
_ Cadê aquela pessoa que fala, fala e fala que acredita na superação, que confia e tem fé?
Onde? Sumiu? Se entregou?

 Não, não posso acreditar ! 

Vais te entregar?Um simples papelzinho com uma frase, não vai derrubar a ti  que precisa estar forte para poder ajudar agora quem de ti precisa.

_Vai, fica firme!

Acredita!

Sei que tens o direito e podes ficar revoltada, te escabelar, gritar, chorar muito , muito mesmo até para colocares o que te vai no peito, para fora! Mas depois,  faça-me o favor. Vai te olhar no espelho e verás um urso panda, com olheiras, pálida e abatida.

É assim que queres dar força e chegar a vitória??? É assim???
 Tenho certeza que sabes que não é assim.

Vai, fica em pé! 

Vai lá na janela, olha o céu, respira fundo.

Tenta ver novamente a beleza em cada céu e percebe que ele se modifica sempre.

Assim também tu vais modificar e passarás por tudo . 

Transformarás a revolta, a gana desse momento ainda tão novo e que tantas mudanças trouxe, em garra para tudo superar e  poderem olhar pra trás e ver que por mais uma  passaram  juntos.

Tenho certeza disso, guria!

Agora, me faz o favor de tu também acreditar e te endireitar? Te apruma,rs...
Olha que quando fico braba,srrs.,..

Assim, minha amiga chica, te orienta e segue o rumo...Tens muito a fazer e não podes falhar, mesmo que tenhas teus momentos de tristeza, preocupação, coisas naturais, pois não és santa. 

Mas vamos que vamos!!! 

 Um beijo do teu outro eu...
chica




♥ Há amor em mim...



Essa é minha participação na festa de 3 anos do blog da Elaine  para quem daqui, deixo os Parabéns!!!

Então, vamos lá!

(((o)))o(((o)))o(((o)))

Há amor EM  e DENTRO de mim
senão, não poderia  feliz me sentir

amo o maridão, os quatro filhos, os seis netos
as flores,  a Cuca, minha mãe e minhas irmãs

Sem tudo isso, minha vida sem sentido seria
e  não poderia cultivar minha alegria!

Cada um ao seu modo me faz feliz
cada um  pode me fazer contente

Saber que cada dia ao acordar
olhar pro lado e o maridão avistar...

Ver o neto a me chamar
ou em casa ou no telefone, com os filhos falar...

Mas de onde vem esse amor?
Vem de dentro do coração

 Ganhamos a vida do Criador
 isso não esqueçamos,não!

Para todo mundo há amor
vamos pois, bem ele repartir

Se isso assim não for
fica  um vazio , nosso existir!

VAZIA não posse me sentir
dentro de mim, há muito amor!

E pretendo, enquanto eu existir
levá-lo  e repartí-lo, para onde eu for!
chica

♥ Depois das lágrimas...


85ª edição conto/história do Bloinquês

Tema: Amassou o papel e os seus olhos se encheram de lágrimas 

(((o)))o(((o)))o(((o)))

Mirtes vivia momentos de ansiedade.

Sempre precavida com sua saúde, acabara de fazer um checkup, coisa que anualmente  realizava.

Passados os dias, foi chamada ao consultório do médico que lhe falou da necessidade de uma biópsia em seu útero. Havia aparecido algo  que insinuava um câncer. Para a certeza, apenas a biópsia.

Ela  pensava em todos os detalhes, no que faria, deixaria de fazer e tudo minuciosamente bem elaborado dentro de sua cabeça.

Uma coisa estava certa: ninguém na sua famíilia ficaria sabendo .

Sabia que o marido  iria sofrer antecipadamente e as filhas, cada uma já tinha os seus problemas.Não queria ser mais um...

Fez a biópsia, agora faltava aguardar o resultado. Seriam três dias intermináveis.

Mas esses passaram e ela chega ao consultório de Dr.Túlio para enfrentar a realidade...
Ele lhe  entrega o envelope.

Ela abre,  lê o resultado.

Num impulso, amassou o papel e os seus olhos se encheram de lágrimas ...

Olha para o Dr que lhe sorria...

Eram lágrimas de alegria que agora jorravam de seus olhos.

Termina a consulta, recebe as instruções, uns remedinhos simples e só precisa retornar após seis meses, para uma revisão apenas.

Estava feliz, tão feliz...

Passa pelo mercado, compra flores.
Vai à confeitaria, compra doces. Coloca uma garrafa de espumante para gelar e à noite, quando o marido chega, se atira em seus braços e conta tudo.

Ele, no primeiro momento triste por ela esconder algo assim, depois abraços e muitos  beijos.

Telefonam às filhas  convidando para uma festinha surpresa e só então  contam tudo.

Após um sermão das filhas também, enfim, comemoram todos!

Havia tantos motivos para isso!

De qualquer forma, Mirtes sabia que seria  uma lutadora, não iria se entregar. Mas assim, estava bem melhor!

* Imagem Daqui

♥ Para um querido filho!



3ª Edição Suas Palavras  do Projeto Suas Palavras
• Palavras:

AMIZADE, SAUDADE, LEMBRANÇAS, FOTOS
• Prova:
Serão aceitas APENAS CARTAS.

(((o)))o(((o)))o(((o)))

Porto Alegre, 20 de setembro de 2011



Querido Gordo!

Hoje, feriado aqui em Poa, chuvinha chata e fina caindo lá fora...

O pai, aproveitou  para ouvir música e fazer seu exercício predileto: palavras cruzadas.

Eu, para não ficar aqui no computador por muito tempo, fui mexer , ou melhor, REMEXER nas gavetas...

Logo na primeira, encontrei o álbum de fotografias, velhinho, surrado, bem manuseado...

Vi  fotos de vocês todos com seus amiguinhos na praça brincando, nas festinhas, nas escolas...

Chamei o pai e questionei: 
_Quantas dessas amizades ainda se mantem?

Chagamos à conclusão que apenas duas delas estão bem  vivas.

Li também as cartas que escreveste quando foste tentar a vida na Europa e me surpreendi chorando, revivendo todas as lembranças daquele dia. Foi triste demais!

E, li que já no aeroporto de São Paulo, estavas com saudades de tudo que acabaras de  deixar aqui em casa, mesmo sabendo que tinhas que ir tentar tua vida.

E sabes, fiquei horas e horas ali sentada no chão,em frente às gavetas, enquanto a minha coluna aguentou...

Depois, saí dali com o coração batendo mais forte. Doía até!

Mas ao fechar as gavetas, sabia que aquele era apenas um gesto mecânico, pois essas gavetinhas não são fechadas nunca dentro do meu coração.

Saí dali chorando.Sim, me permiti chorar! E me lavei chorando, de verdade!

Depois, mais leve, tive coragem de iniciar essa cartinha . 

Poderia ter te mandado um email ou falar pelo skype. Porém preferi deixá-la pronta e mandar de forma antiga e convencional, assim como meu amor e saudade de ti e da tua família.

Sei que ao fechar o envelope e o colocar no correio, vão passar dias até que a recebas. Mas  não importa o tempo. O sentimento é o mesmo...

Saudades, mas a certeza que fizeste a melhor escolha. 

Infelizmente, nosso Brasil e P. Alegre continuam não oferecendo as condições que sonhavas...Nem  de vida, mito menos em segurança.

Pena! Mas é assim...

Te deixo agora e nos falaremos muitas vezes pelos métodos modernos, antes que recebas essa carta. 

Mas na hora que a abrires, sentirás toda minha emoção, tenho certeza e teus olhos, se bem conheço, também se molharão, ainda que disfarces...


Um beijo pra todos e pra ti, um bem especial,

mãe

* PS: Te mando a foto  do nosso céu como está agora... Cinza, né? Mas há um pontinho AZUL e de LUZ...Nele vamos nos fixar!
Outro beijo...

♥ Tempo perdido? Ou o necessário?




PROVA para o Projeto Suas Palavras

Escreva um conto que contenha a seguinte frase:
Se não fosse tão difícil eu tentaria.

(((o)))o(((o)))o(((o)))

Laís estava casada há um bom tempinho, tinha dois filhos ainda pequenos que lhe tomavam todo seu tempo quando não estava no trabalho.

Era bancária e seu trabalho exigia responsabilidade. 

O marido, ficava em casa, nada fazia e vivia sustentado por ela. 

Antes de casar se mostrava ativo, desenvolto, participativo.Parecia um casamento que iria dar certo.

Ledo engano, bastou casar, arrumou um modo de ficar desempregado e se "deitou na rede".

E Laís, além do trabalho, compras, casa,corria para cima e para baixo com as idas e vindas   da escolinha dos dois pequenos, pois nem para isso o traste do marido servia.

Um dia, ao encontrar-se com seus pais, assim que eles colocaram os olhos nos olhinhos dela, perceberam que algo estava errado.

_Queres nos dizer alguma coisa? Não pareces estar bem!

Antes de conseguir falar ,ela desatou num choro compulsivo que durou um bom tempinho.
Os pais a deixaram chorar.Notavam que aquilo era uma válvula de escape.

Tão logo pode, Laís diz, parecendo até envergonhada:

_Nunca pensei que vocês soubessem me entender tanto.
Tenho mesmo algo pra falar. Meu casamento não vai nada bem, não temos mais nada como marido e mulher desde que meu pequeno  nasceu. Não suporto vê-lo assim, atirado pelos cantos.

_ Como assim? Ele não trabalha?

_ Não mãe, ele está desempregado. Há anos eu sozinha, sustento tudo. Mas estou cansada.Quis preservar vocês dessa preocupação.

_ Por que, filha? Nós somos amigos e estamos aqui sempre  prontos para, pelo menos ouvir.

Se não fosse tão difícil eu tentaria me separar dele.

Difícil? Mais difícil que a vida que levas agora? Achas que pode haver algo pior?

- Sim pois ele faz constantes ameaças de acabar com a minha vida, a dos meus filhos e ainda a de vocês caso eu dele me separe...
Parece louco e não aceita tratamento, nem para sua obesidade  mórbida que cada vez aumenta mais pois só faz comer e comer.E claro, o que EU coloco para dentro de casa e carrego  nas sacolas.

_ Filha, não espera mais nada!

Nenhuma mulher pode temer um louco assim. Vamos tomar todas as providências jurídicas e verás que poderás viver novamente.

Ficam ali a conjeturar planos e Laís sai decidida.

Foi até a escolinha, pegou os filhos e os trouxe para a casa dos pais.

Foi até a sua casa  para retirar um pouco das suas coisas e das crianças ... Pegou todos os documentos necessários também.

Chegou até a sala  pronta para lhe falar da decisão, já esperando a incomodação que viria.

Chega mais perto do sofá. A televisão acesa , mostrava um jogo de futebol. Era fanático , doente torcedor ...
Olha e  o vê esticado ali , mas um semblante estranho de dor marcava o seu rosto. Encosta nele, não mais respirava.Estava morto!

Liga para os pais, tomam todos os procedimentos e após o exame,a causa mortis foi o coração que não resistiu.

Após o velório, enterro, Laís volta para casa com os filhos.

Vê o jornal do dia após a morte dele que estava na caixinha e a manchete era o resultado do time do coração do marido. Havia tomado uma "lavada": 6x0.

Por ironia do destino, ela sempre torcera para que seu time perdesse.Era uma vingancinha branca!!!

Naquela hora viu o quanto de tempo perdera em sua vida! Ele era tão, mas tão fraco que nem uma derrota do seu time resistiu.

E pensar que tanto medo teve dele e por isso com ele ficou...

Pena,pensou! Mas ainda há tempo! 

Minha vida vai dar uma bela reviravolta. Tenho meu trabalho , meus pais que hão de me confortar e auxiliar sempre que preciso for.

Tudo acontece ao seu tempo...

Vamos nós todos, ser felizes novamente. 

 Coloca as crianças na cama, conta uma história e eles adormecem tranquilos.

Sai quietinha, chega à sala e,  olhando para a janela, vê o céu e pensa:

_ Tomara pelo menos, já tenhas chegado por aí! 

Fica em PAZ e nós a teremos também e saberemos gozá-la, com certeza!

* Imagem DAQUI

♥ Decepção pode ser de qualquer tamanho...




22ª EDIÇÃO SENTIMENTO do Projeto Suas Palavras
Sentimento tema: DECEPÇÃO


(((o)))o(((o)))o(((o)))

Ela  era a quarta filha de cinco irmãs...

Uma escadinha e apenas meninas.

A mãe de origem alemã, fazia questão que todos  frequentassem
 uma igreja luterana , numa  pequena  cidade de colonização alemã.

Era costume dia 23 de dezembro haver um culto antecipado de Natal , onde ocorriam encenações de presépio, cantos das crianças ,tudo muito lindo.

Mas ela era danadinha e após cantar, já começava a ficar indócil para que aquilo não demorasse, esperava a parte melhor , na sua cabecinha de então...

Acaba  tudo e todos, cantando se dirigem à saída da Igreja onde a surpresa para as crianças pequenas existia.

Ela ansiosa, esperava a sua vez... As senhoras distribuíam,  colocando as mãos em grandes sacolas enfeitadas e...Nada  chegava para ela. 

Eram dados pacotes de bolachinhas de Natal, feitas pelas senhoras da comunidade , todos em saquinhos enfeitados, cheirosas e apetitosas. 

E que decepção!

Ela foi colocada do lado dos grandes. Já não cabia mais na fila dos pacotes pelo seu tamanho. Apenas suas irmã menor ganhou!

Foi uma grande decepção, mesmo que por um motivo tão pequeno. Até hoje, já velhinha. lembra daquela noite em que chorou sozinha ao dormir, pelas bolachinhas que não ganhou e ainda lhe chegam lagriminhas nos cantinhos dos olhos.

Mas hoje, não de decepção e  sim de saudades!

Coisas que marcam! Tinham um outro sabor...

Ela, havia naturalmente crescido e agora para superar ,ainda faltava crescer  obrigatoriamente por dentro de sua cabecinha,sr...

Imagem Daqui

♥ Um pacto...


(((o)))o(((o))o(((o)))

Tarde tranquila...
Batem à porta.
Denise abre  e não vê ninguém. Olha adiante e vê uma sacolinha com flores dentro.

Leva um choque...São roxinhas,singelas e lindas ,exatamente iguais às que ganhou de Peter quando o namorou...

Nessa hora, um filme passou pela sua cabeça...

Chega mais perto, à procura de um bilhete qualquer e nada encontra.

Entra então, deixando lá fora as flores, mas sua cabeça fervilhava e o coração batia forte e descompassado.

Lembrou bem do momento quando Peter, ainda no hospital, parecendo antever sua partida, lhe oferece com voz fraca e baixinha, flores que pedira para alguém encomendar.Nelas, um bilhete:

"Sinto que minha hora está próxima.Vou te deixar! 


Quero que lembres de mim, com alegria sempre como a que tenho certeza, terás ao olhar essas flores.


E, como um pacto de amor, te digo que podes ter certeza que flores iguais a essas ainda te farão muito feliz, assim como mereces. 


Te amo e amarei para sempre. Teu Peter


* Esse é meu pacto de amor...Sinalizarei, podes crer! Aguarde!"


Sacode a cabeça como acordando das recordações do passado e pouco depois, batem à porta novamente.

Ao atender, vê um jovem senhor que agora tinha o pacote com as flores nas mãos e diz:
_ Denise Rumter?

_ Sim, sou eu...

_Tenho essas flores para lhe entregar.

_ Quem as mandou?

_ Por mais esquisito que possas achar, tive um sonho estranho onde devia entregar flores assim como essas neste endereço  e para essa pessoa, que agora vejo à minha frente...Parece sonho,mas é real!

Há dias venho passando , procurando e me surpreendi quando verifiquei que realmente o endereço existia.Fiquei curioso, comprei as flores  vim...

Ela recebe as flores, sente o perfume e pergunta:

_ Qual o seu nome?

_Pedro . E sabes o que me foi dito  no sonho? Que aqui eu encontraria a felicidade perdida.

Denise, nessa hora, lembrou imediatamente do bilhete de Peter e do pacto...

Pede licença, entra em casa, guarda as flores com cuidado e muito carinho e aceita o convite para tomar um café com Pedro.

Hoje, após alguns meses,  Denise e Pedro moram juntos e em sua casa não faltam as flores roxinhas, que para estarem sempre presentes ,até em telas foram pintadas...

 Só eles sabem o que elas simbolizam...

E nem querem pensar muito, querem apenas viver a felicidade...


* Imagem vi na Vivian  e me inspirei!

♥ Os ossinhos da véinha,rs



A véinha passa o dia,
corre prá lá e pra cá
à noite, começa a agonia
cada ossinho a estalá...

É creck, crack,cré
estalos doloridos de matar
creck, crek,cré
só passa se ela levantar!

Assim a véinha vai passando
remédios não aguenta mais
com eles ,apenas inflando
melhoras, essas jamais!!!

Por isso, é melhor aceitar
a vida  lhe deu o modo de dançar
e essa a "música" ela vai aceitar
mesmo com os ossos a estalar...

E assim  lá vai a véinha
voando, caindo, levantando
O bom é que sua cabecinha
por enquanto, tá ainda funcionando!!!

Enquanto ela funcionar
muito cré, cré, cré...
sei, não vai parar de "dançar"
pois teimosa, também sei que ela  é!!!

* Imagem daqui  mas os ossinhos da véinha estão bem recobertos, por uma camada de graxinha,rssr...

♥ Amigos...



Era época da formatura da turma.Todos ansiosos esperavam  acabarem as provas e dentro de poucos dias, a formatura .

Eram todos bem unidos e estavam juntos na brincadeiras todas.

Época daqueles namoricos, interesses uns pelos outros e entre eles,Martinha era a mais tímida.

Jorge, sempre muito amigo dela, a acompanhava em tudo e mostrava-se apaixonado.Ela resistia e quando um deles falava que eram namorados,negava.

Juarez fez uma proposta:

Aposto que até a formatura vocês estarão declaradamente namorando!.
_Nem pensar, não quero, dizia Marta:

_Quer apostar? E se estivermos certos, deverás pagar um mico qualquer!Aceitas?

E a turminha estava certa. A amizade evoluiu .

Assim, logo que não foi mais possível esconder o namoro, vieram as cobranças dela pagar a aposta.

Resolveram que ela teria que ficar num cemitério da cidade ,parada por duas horas sozinha lá, e o namorado não poderia aparecer.

Eles estariam junto a ele, esperando lá fora...

Ela não teve outra alternativa.
Vestiu uma roupa vermelha para dar um pouco mais de vida e  estava ali.
Sentia medo, um desconforto pelo lugar,quando de repente, passa uma cotovia bem rasante à ela, que para correr, tirou os sapatos e subiu sobre um túmulo.

Tremia de medo.Naquele lugar , tudo era apavorante!

Assim ficou ali parada apertando as mãos e rezando pra que as horas passassem logo.

Para sorte sua, a cotovia não mais ali passou... E as horas passaram.

Logo entrou Jorge para buscá-la, tiraram fotos para recordação daquele momento  e, pouco a pouco todos ali apareceram.

 Jorge  teve então que fazer uma declaração para ela e entre muitas risadas e brincadeiras,após  se reuniram numa confeitaria para festejar oficialmente aquele namoro do qual todos sentiam-se um pouco padrinhos...

Hoje Jorge e Martinha olham aquela foto e lembram do quanto foi boa aquela época onde além dos estudos, apenas diversões...

Olham sorriem, se beijam e sentem saudades pois hoje ela já deve sair correndo para fazer uma cesariana  em Marli, uma das amigas daquele tempo, que casou com Juarez, o danadinho que inventou a aposta!

A amizade, apesar dos compromissos ainda era grande.


♥ "Cunhé, cunhé, cunhé"...





 20ª EDIÇÃO SENTIMENTO do Projeto Suas Palavras
Nunca desista de seus sonhos.

(((o)))o(((o)))o(((o)))


Rio da Esperança, 21 de novembro de 2007


Querida Mariangela!


Fiquei sabendo por nossa amiga comum, a Verinha, que não andas muito bem, que te sentes triste, desesperançosa e desacreditando da possibilidade de ser mãe.

Sei também que já perdeste três filhinhos  sempre entre o quarto e quinto mês de gestação.

 Apesar de não nos vermos há tanto tempo, assim que soube, achei que podia te passar minha experiência.

Depois, tiras tu mesmo as  conclusões...

Quando engravidei da minha primeira filha,entre a alegria da novidade e felicidade, logo a seguir, iniciei com ameaças de aborto. Eram seguidas, uma após a outra.

Lembro que tive que ficar de cama, parar o estágio que na época fazia e ficar deitada apenas, em repouso absoluto e completo.

Ainda assim, elas se repetiam. Tive nove, em poucos meses e o médico me dizia para que eu me convencesse que seria muito difícil chegar ao termo daquela gravidez.

Como sou teimosa, pensava comigo:
-É dificil, mas não IMPOSSÍVEL!!!

Minha mãe me vendo na cama sempre, dizia:

_Chega agora! Para de "chocar"  e vai viver.És nova e se não der dessa vez, dará de outras... Lembro que ao ouvir isso ficava furiosa!

E, quanto mais isso ouvia,mais força para  continuar o repouso ganhava...

Tinha  ao lado, um olhar e carinho do amarido que, mesmo preocupado, sonhava comigo. E,dentro de mim uma força: falava com minha filha ( na época nem o sexo se sabia) e parecia ter essa certeza: Tudo acabaria bem!

E assim foi. Passei de uma gravidez de  nove meses, oito meses e meio  na cama, repouso total...

Chegou o dia, tudo deu certo! Sabes porque?

Acreditei, pedi, rezei, fui ouvida e minha teimosia me fez ter uma coisinha linda nos braços, que recompensou todo esforço.

Acreditei no meu sonho de ser mãe e segui firme.

Foi lindo!

Por isso, te digo:
_ Não desanima, vai firme e forte e terás como eu um bonequinho ou bonequinha de verdade pra cuidar e dar todo teu amor.

Acredita em ti e nisso.Vai fundo!

Depois me conta,tá?

Te deixo agora, sei que vais pensar...E... podes ir te preparando para ouvir aqueles "cunhé,cunhé, cunhé",  chorinho lindo que, ainda que nos deixe ansiosa, é inesquecível...

Na torcida contigo,

beijos,Betina

* Imagem daqui

♥ O que é felicidade?




52ª Edição Poema do Bloinquês-

Tema: O que é a Felicidade?

(((o)))o(((o)))o(((o)))

Fico a me perguntar
o que é a felicidade?
Ponho a mente a trabalhar:
Podemos ser felizes de verdade?

Chego a uma conclusão:
ela pode sempre em nós estar
olhar tudo com o nosso coração
faz tudo mais colorido ficar!

Se ficamos parados por ela a esperar,
e, sem nada para isso algo fazer
tantas chances de a ter irão passar
e ela , por certo, nem a vamos ver...

São tantos momentos, pequeninhos
não a esperemos em grandes volumes,não!
Ela é feita de pequenos pedacinhos
que somados fazem muito bem ao coração!

Cada dia é um presente
assim a cada alvorecer
somos felizes, já tão somente
pelo simples fato de viver!

chica

* Foto chica