Querem ver o que temos lá no coisinhas da chica?

Querem ver o que temos lá no coisinhas da chica?
Basta clicar!

♥Quase 2015! ♥




Minha participação no Projeto Uma imagem, 140 caracteres da Silvana e Mari:

(((o)))o(((o)))o(((o))

Quase o raiar de um novo ano.

Reflexões e contemplações acontecem.

Vislumbrar um lindo horizonte e esperanças de nele ter um lindo lugar!

(((o)))o(((o)))o(((o))


* Desejo um lindo e muito feliz 2015 para todos que aqui passarem e não posso esquecer de agradecer o carinho e companhia em mais esse ano que quase termina!

beijos,chica



♥ Presépio ♥




(((o)))o(((o)))o(((o))

Minha participação no Projeto Uma imagem, 140 caracteres da Silvana e Mari:

(((o)))o(((o)))o(((o))


O presépio em nossa casa já está pronto.

E a manjedoura  para receber o  Menino dentro do seu coração? Também já está preparada?
Pense nisso!

chica

Aproveito para desejar a todos que por aqui passarem, um Feliz Natal e tudo de bom em 2015 ,que possamos estar sempre ,com alegria, saúde, por aqui nos encontrando!

 bjs, chica

♥ Natal e amor... ♥



Minha participação no Projeto Uma imagem, 140 caracteres da Silvana e Mari:

(((o)))o(((o)))o(((o))

Lá  do outro lado, calor da lareira para aquecer.
Aqui, ar condicionada para refrescar.
Mas o calor do AMOR  no coração, não pode faltar!

chica

♥ A partitura da vida... ♥




(((o)))o(((o)))o(((o)))

Minha participação no Projeto Uma imagem, 140 caracteres da Silvana e Mari:

(((o)))o(((o)))o(((o)))

De nota em nota, entre graves , sustenidos e bemóis,a música da nossa  vida  segue tocando.

Cabe a nós solfejá-la do melhor modo possível!

chica

♥ Esperança... ♥



Minha participação no Projeto Uma imagem, 140 caracteres da Silvana e Mari:


(((o)))o(((o)))o(((o)))

A vida que tanto lhe dera, dura  lhe tinha sido.

Restara, porém, a parceria de seu cão BOB e sua capacidade de ver longe e acreditar!

chica

♥ Soprando velinhas... ♥

daqui

Soprando velinhas aqui estou
 mais um ano a comemorar...
Os bombeiros será que alguém, já chamou?
Para as 66  velinhas ajudar a apagar!

Agradecendo a vida e tudo que ela me deu
 desejando enquanto tiver dignidade e saúde aqui poder estar.
Lembrando tanto, tanto  de bom que já aconteceu,
 pedindo sempre mais poder aproveitar!

chica



♥ Atenção aos sinais... ♥


Animais podem seus sentimentos nos mostrar
de uma ou outra forma eles conseguem "falar"...

Rabinhos mexendo podem falar de alegria, 
encolhidos, podem tristeza nos mostrar...
Rabos muito movimentados, podem de raiva  "falar"...

E nós, como conseguimos nossos sentimentos demonstrar?
Sorrisos, olhos arregalados, boca  aberta em exclamações...

 E aqueles que, por educação,  precisamos esconder? 
AH! Nessa hora fala maia alto a transparência...

Seja o que for, há "idiotices" que não mais consigo me conter...
Dedos tamborilam,  dentes que se trincam,
 Nessa hora, chispas  saem e ninguém as há de esconder...


Sentimentos não devem ser fingidos...
Engolir sapos não é o forte dos humanos!
Nossos "estômagos" devem ser preservados,rs...

chica

♥ Rolando divagações... ♥


daqui

Olhando para as lindas águas a rolar,
pensamentos à mente nos chegam...

Lembramos da água
 que em alguns lugares está a faltar,

Lembramos de pessoas que deixam na vida,
tudo, tudo, como as águas, simplesmente rolar...

Deixar rolar, pode ser um modo da vida levar,
querendo tranquilidade manter ou aparentar...

Outros, parecem até as águas querer ajudar
 para que mais depressa elas  passem a rolar...

Bom é quando em  todas as águas da vida
estamos preparados para  nos banhar...

 E melhor ainda, quando elas rolam, saber escolher:
As águas que nos fazem mal, deixemos rolar,
as outras, saibamos recolher!

chica




♥ Consolo... ♥



Minha participação no Projeto Uma imagem, 140 caracteres da Silvana e Mari:

(((o)))o(((o)))o(((o)))



Ela sonhara a vida toda casar junto ao mar.

Isso não mais aconteceria.

Agora ,mesmo sem o noivo,

ainda bem, não lhe era vedado sonhar!

chica

♥ Diálogo ou monólogo? ♥


Betina chega  correndo para a consulta.
Seria  a sua  primeira vez!
Entra na sala, o médico a recebe sisudo e frio.
O ambiente  mais frio ainda...

Após perguntas iniciais, uma pausa...

_ Bem, agora fale!

_Falar o que?

- Seu tempo começou a contar. Serão vinte minutos...

_E então?

_Bem, ando triste, com uma revelação que me foi feita: Meu pai, não é meu pai.

_Siga!

_ É uma história muito louca, doutor...

_ Se não a contares, nada saberei!

_ Ela desanda em choro...

Ele ali, sério, calado ,frio...

Na sua mesa, apenas os lenços parecem ter vida...E ela os usa, um a um...

_Terminado o tempo!  Volte na próxima semana! Agende  a próxima e acerte esta com minha secretária !

Ela pega mais um lenço, agora chorava pelo descaso, pela frieza, pelo não aconchego e acolhimento que ali buscara.

 Ali nunca mais voltou e em nenhum deles mais.  Para ela, eles estão bem "rotulados"....

Betina soube ser forte, venceu sua história de vida, perdoou quem deveria perdoar e vive.

Quando por um ou outro motivo sua história lhe volta à mente, escreve!

Assim, vive sua vida !


chica

♥ Não perca a vontade... ♥




Muitas vezes,são tantas as incomodações, os problemas que parece perdemos a vontade, nos deixamos abater...

Mas, olhem para esse varal...

Apesar de coloridos os prendedores , ele está triste...
Está faltando algo! As roupas...

Que nunca percamos a vontade de "pendurar roupas" no varal das nossas vidas.

Elas são o sinal evidente que estamos ainda por aí...

Não importa a quantidade de "roupas"colocadas nele a cada dia...

Importa a continuidade desse ato !

Ainda que doa o braço, trema a mão, as pernas pareçam não te levar até o "tanque", não se entregue...

Há muito a ser "lavado"...(Chica)

♥ Como as ondas... ♥




Minha participação no Projeto Uma imagem, 140 caracteres da Silvana e Mari:

(((o)))o(((o)))o(((o)))

A infância passa, mas como as ondas do mar, vai e vem em nossas lembranças , emoções e saudades!

chica

♥ Uma vitória antes da sentença... ♥




Hoje, dia em que minha amiga Nelita se forma em Direito, resolvi contar à ela um pouco da experiência e vivências de Melissa,minha advogada há muitos anos.

Com isso, pretendia abrir seus olhos ao que pela frente pode encontrar e fazê-la ver que não devemos deixar que nos intimidem e na nossa presença, nunca admitir que pessoas sejam desrespeitadas .

Assim comecei:

Como advogada que Melissa era,sempre tinha mil argumentos e ponderações...

Era esforçada e fazia de tudo para lutar pelos direitos dos seus clientes.

Certo dia, em uma audiência , presentes todas as partes, reclamante e reclamada, ela percebe um certo tom de descaso por parte do juiz ao se dirigir à pessoa do seu cliente, Juca, homem trabalhador e bem humilde.
Percebeu, mas quis acreditar que estava enganada...

Porém mais adiante, o Juiz se referiu  assim novamente e para piorar debochou da roupa que Juca se apresentara ali.
Disse, descarada e cinicamente:
_Que linda roupa! Não tinha nada melhor? Nunca vi nada igual por aqui!

Melissa aí não mais suportou...

Como advogada, sabia estava ali, naquela sala, em condições de inferioridade  em relação ao juiz. Porém , não aguentou...

Foi assim, Melissa me relatou:

-"Sem me controlar, acabei contando tudo o que sabia sobre a vida do juiz naquela cidade do interior.Falei sobre suas três mulheres, vida desregrada e tantas coisas mais...Disse que se  o meu cliente se comportasse  como ele, talvez tivesse oportunidades da ganhos maiores,etc..."

_ Noossa, e então? O que aconteceu?pergunta Nelita, bem curiosa.

_ Bem, ela quase fui fulminada pelo olhar do magistrado, porém o enfrentou novamente com , segundo ela,seu "olhar X57" e então, ele viu que  realmente ela sabia...Não falava apenas por falar!
E não tinha medo de enfrentar qualquer punição,sabendo que falava a verdade .

_E como acabou? Interroga, curiosa Nelita.

Surpreendentemente ao invés de ser conduzida para fora da sala de audiências por desrespeito, a audiência seguiu...
A sentença ficou marcada...

E , após a audiência, o Juiz a manda chamar na sala dos advogados. Lhe diz:

_ Apesar de tudo que ouvi e, não posso dizer que me agradou,quero lhe dizer que és uma ótima advogada e se, qualquer pessoa de minha família ou conhecida, de uma precisar, certamente serás indicada.

Mostraste garra e defendeste muito bem o cliente. 

E, da minha parte, peço desculpas pelo meu modo de agir. Isso me fez repensar minhas atitudes.Valeu.Apesar de tudo, te agradeço.

Apertaram as mãos, e Melissa me disse que depois daquilo, claro que estava interessada no final do processo, na sentença, porém, já havia ganho muito...

Assim, desejo pra ti, Nelita, que saibas solucionar ,sempre baseada na veracidade e consciência, todas as situações que  a profissão que hoje inicias, exigir. Boa sorte!

Nelita então saiu da sala, foi para o quarto, terminar de se preparar para a formatura.  Levava dentro de si a certeza que tudo iria dar certo. 

* Imagem Daqui

(((o)))o(((o)))o(((o)))

Esse texto faz parte de um dos tantos DESAFIOS que participei.  Republico pois faz muiiiito tempo e muitos novos ainda não o viram.

O TEMA  era fazer aparecer no texto essa frase: "Sem me controlar, acabei contando tudo o que sabia,"

♥ O que é a Felicidade? ♥




Fico a me perguntar
o que é a felicidade?
Ponho a mente a trabalhar:
Podemos ser felizes de verdade?

Chego a uma conclusão:
ela pode sempre em nós estar
olhar tudo com o nosso coração
faz tudo mais colorido ficar!

Se ficamos parados por ela a esperar,
e, sem nada para isso algo fazer
tantas chances de a ter irão passar
e ela , por certo, nem a vamos ver...

São tantos momentos, pequeninhos
não a esperemos em grandes volumes,não!
Ela é feita de pequenos pedacinhos
que somados fazem muito bem ao coração!

Cada dia é um presente
assim a cada alvorecer
somos felizes, já tão somente
pelo simples fato de viver!

chica

* Foto chica

♥ Um pote de margarina...quaaaaaaaaaaaaaaaaaaase salvador!!!rs... ♥





Roncos da barriga, 24 de maio de 2011


Meu grande amigo!



Hoje, olhar a foto fico a lembrar...


Quero te contar um pouco de minha infância e o quanto  eu era feliz e não sabia.

Viajando de carro, com minha família, na serra fluminense, eu e minhas irmãs  no banco de trás.
Eu passava mal e o tempo todo e era aquele auê.

O carro, uma fubica que se negava a subir a serra.

Parecia que  tinhamos que fazer movimentos de impulso, para  ajudá-lo a subir a serra.Bem, até aí ,tudo calmo,não?
O pior estava por vir.

De repente  disse:

-" Piciso fazê cocô, pala o calo, papai!"

O pai, já aturdido com o carro, mais o aroma dos enjôos da minha irmã pequena diz, "delicadamente":

-  Isso é hora de  inventar de .....?

Falou ou pensou alto, todos os nomes que sabia nas duas línguas que dominava:português e alemão.

Dei outro aviso:
-"Pala logu papai, num vai dá!"

E o pai retrucava:

-Já vamos chegar num posto!
Ele sabia que se parasse naquela subida, nunca mais a danada da fubica do carro pegaria.


Nessa hora, minha mãe lembrou de um potinho velho, dos pequenos, de margarina, que andava solto pelo carro.

Me entregou  rapidamente mas, de repente, olhei bem para ele e na certa, calculei  o TAMANHO de minha dor de barriga e então disse:

"- Esse num vai dá, NÃO CABE!"

Naquela hora, aquele pote, mesmo se fosse grande, já não mais era preciso!

Viagens maravilhosas e inesquecíveis!

E enquanto as vivenciávamos, nem sabíamos o quanto nos marcariam... 

Por isso, te digo hoje:

_ Não esquece de viver cada minuto e registrar , de uma ou outra forma, tudo que acontece.Vale a pena relembrar!

São risadas garantidas no futuro!



Um beijo da tua amiga,chica


* Republicação para brincar... 

Chegando da praia, feliz por ter estado no marzão, temos mais é que brincar e nos divertir...Por isso trouxe esse pedacinho de uma vida,rs...  bjs, chica

♥ Conexão que "desconecta"......... ♥



Minha participação no Projeto Uma imagem, 140 caracteres da Silvana e Mari:

Participem também!

(((o)))o(((o)))o(((o)))

Horas de espera. Roupa bem escolhida.
Chega a hora.
Juntos mas conexão entre eles, nula.
Apenas uma flor dava ao encontro ar de romantismo.


chica

♥ "Cara" de anjo nada diz!!!♥



Essa é minha participação no Desafio n. 74 do Projeto Conte com 77 palavras:

Tarefa:


Para hoje, trago-vos um final imposto… É isso mesmo, um final.  Claro, com 77 palavras!

O texto terá de acabar assim:

––– no nada em que transformara.


(((o)))o((((o)))o(((o)))

Prá cozinha, rapidinho!

Hoje faremos doces, tortas, biscoitinhos.

Amanhã, a festinha do vovô!

Vovô feliz e como uma formiguinha, claro se a imaginarmos de brancos cabelos, adora beliscar doçuras.

Todos na cozinha a esticar massas, outras a confeitar.

A maior folia e grande alarido por lá.

À noite, tudo pronto, o perfume da casa era doce...

Dormem! Ao acordar, espanto!

CUCA cachorrinha gulosa tinha o mesmo gosto do vovô;

Não podiam crer no nada em que transformara.

 (((o)))o(((o)))o(((o)))

beijos,chica

♥ Valeu,enfim! ♥



Essa é minha participação no  Projeto Conte com 77 palavras:

Tarefa:

Vamos construir um texto com estas palavras e que contem uma cena da vida de Ludmila Faneca (filha de peixeira e pescador, mas que vingou no mundo do tratamento de unhas).


Palavras impostas:

REGIME -ESTAFERMO -LAMPARINA- CIMENTO-  QUERIDO



Foi difícil,mas ficou assim a minha:

(((o)))o(((o)))o(((o))) 


Ludmila, marido e filhos viviam em regime de miséria.Nada podiam!Tudo faltava!

Viviam dos peixes, restos da feira de seus pais.

As crianças um dia, brincando com as escamas dos peixes, as colocaram nas unhas.

Ludmila viu.

Depois olhou para o estafermo do marido: Relaxado, garras enormes.

Uma ideia, como lamparina surgiu.

Aprenderia a cuidar de unhas, ele seria cobaia!

Aprendeu. Foi Difícil! Eram duras, sujeira colada como cimento.

Mas valeu! Conseguia assim  o querido dinheirinho!


chica

♥Espalhe amor em seu blog! ♥







Minha participação na BC ESPALHE AMOR EM SEU BLOG em comemoração ao niver da Elaine e de seu blog!
Por isso, daqui, deixo o meu carinho e desejos de felicidades muitas e sempre!

(((o)))o(((o)))o(((o)))


 Palavra pequena é o amor
Tão grande o que significa...
Podemos encontrá-lo seja onde for
Sentimento lindo que sempre fica!

Há tantas e tantas formas de amor,
Basta com olhos abertos estar...
Amamos nosso parceiro, filhos, pais,
Isso é claro, nem preciso aqui falar!

Mas muito  amor existe mais
 Basta para o Alto e lados olhar...
Tanto ganhamos, "ai meus sais",
Chegamos de boca aberta a ficar!

E como sempre o estamos a ganhar,
 Em nossos cantinhos podemos algo fazer.
Como é bom! Experimente compartilhar,
E o verás, tão lindo e imenso a crescer!

Vamos espalhar amor!
Vamos espalhar alegrias!
Coisas ruins, já chegam, como for,
E nada acrescentam aos nossos dias!

Precisamos o amor exaltar,
É ele que nossas vidas há de alegrar!
 chica


* Podemos muito, muito mesmo! 

Apenas como um simples  exemplo, cito o amor que ando espalhando  em forma de flores às amigas blogueiras lá no  desde 25 de agosto e que terminará com a chegada da Primavera.

É pouco, pouco mesmo! Mas cada uma, com uma palavra, um texto, algo que vem do coração, pode e deve seu amor na blogosfera espalhar. Todos haverão de com esses gestos ganhar!


Para Elaine, por seu niver e o do lindo blog que sempre nos ajuda, deixo esse carinho




E aqui, deixo  essas flores , representando meu amor, para todas que por aqui passarem!


 beijos, chica 


♥ Caduquice?rs ♥


Uma foto 
uma vontade de mexer e brincar...

Puxa daqui, estica dali...
Cores a misturar!

Resultado aqui mostrado...
Se quisesse outra fazer?

AH! Aí a velhinha  aparece!!!
Ela acaba  de o programa usado esquecer,rs...

* Adoro brincar com programas no computador, fotos e tudo mais. Sou metida apenas.Tanto que hoje encontrei essa foto no arquivo e não sei como foi feita! Pode?  

Caduquice chegando??
Falta de atenção!!!

Mas isso aconteeeeeeeece!!!

bjs, lindo dia!
chica

♥Uma imagem, 140 caracteres... ♥




Minha participação para o Uma imagem,140 caracteres  da Silvana Mari.

(((o)))o(((o)))o(((o)))



Os bancos desertos.

A névoa ainda presente.

Natureza lá descansa.

Logo, crianças, casais, disputarão o lugar!

Quando o sol chegar, a alegria!


chica


♥ Os ossinhos da "véinha",rs... ♥



A véinha passa o dia,
corre pra lá e pra cá
à noite, começa a agonia
cada ossinho a estalá...

É creck, crack,cré
estalos doloridos de matar
creck, crek,cré
só passa se ela levantar!

Assim a véinha vai passando
remédios não aguenta mais
com eles ,apenas inflando
melhoras, essas jamais!!!

Por isso, é melhor aceitar
a vida  lhe deu o modo de dançar
e essa a "música" ela vai aceitar
mesmo com os ossos a estalar...

E assim  lá vai a véinha
voando, caindo, levantando
O bom é que sua cabecinha
por enquanto, tá ainda funcionando!!!

Enquanto ela funcionar
muito cré, cré, cré...
sei, não vai parar de "dançar"
pois teimosa, também sei que ela  é!!!

* Imagem daqui  mas os ossinhos da véinha estão bem recobertos, por uma camada de graxinha,rssr...

* Republiquei pois vi que tem muita gente dos novos que acompanham que ainda não viram.Foi publicado em 2011.

Hoje é domingo e vale mais ainda brincar,rs  bjs, chica

♥ Família sempre, com sol ou chuva...♥



Essa é minha participação na BC da Norma , em comemoração do niver de 5 anos  do seu lindo e tão querido blog.

Deixo esse carinho para Norma e seu blog que olha a família. PARABÉNS!



Desejo muitos anos por aqui juntas , blogando, interagindo e sendo felizes assim...

O tema é FAMÍLIA.


(((o)))o(((o)))o(((o)))

Família sempre, com sol ou chuvas...

O casal se apaixona, namora, casa...
De tanto amor, da casa dos pais voa, cria asas..

Nem muito tempo depois , ou
outros sabendo bem esperar,
um enjoo, gravidez...
Bebezão está por chegar!

Chega e a casa toda a  mudar.
Mas a alegria,tão grande,
faz do amor, em cada canto morar!

Chega um, outro, outro, mais um...
-Nooooooooossa! Vocês não veem televisão?
Isso era o que o casal ouvia,
mas viver os momentos dava muita emoção...

Filhos crescem, namorados,namoradas...
Viramos sogros e ops, quanta mancada!
Cada um que pintou em nossas casas,
falar nem dá! Mas eram uma bela  "roubada"!!!

Nossos "pintinhos" não podiam ser pra qualquer "milho",rs...
No mínimo, tinha que boa gente mostrar e ser...

Enfim, casam, descasam, separam, uma "nhanha"...
O tempo passa, relógio da vida  dispara...
O casal apenas acompanha...

Chegam os netos, um a um, de montão..
Tudo é felicidade! Netos de todas idades!

Netos crescendo, desenvolvendo,todos  um amor!
Mas famílias não são como os comerciais de margarina...

Para chegar ao ponto daquele casal lá do início da história,
sozinhos ,tranquilos, a vida poderem curtir...
Muito girou a roda da vida, muito trabalho, preocupação...
E ainda hoje, esperam aquele dia, que nem sabem se há de vir!

Mas as alegrias são bem maiores do que qualquer tormento...
Valeu tudinho! E lembranças  dos ruins e bons momentos
fazem parte da vida da família...Mas nela, há amor e
dele não abrem mão, nem nos piores acontecimentos...

Aliás, é neles que  a família mais se une, mais cresce...
O amor, que circula,ainda que em meio aos problemas
faz tudo melhor suportar, e aí, tudo de mal, até se esquece!!!

Pode tudo acontecer, podem até sustos da vida levar,
Se a nossa base é forte, haveremos de tudo suportar!

Enquanto houver amor, enquanto houver vontade de junto estar
a casa do casal, pode a todos acolher ou se preciso, ajudar!!!

Vão juntos sempre, olhando na mesma direção
o casal tá já velhinho, mas  da família, não abre mão!

chica

♥BC Você decide o final... ♥



Essa é minha participação na BC Você decide o final lá do MESA DE CONVERSA:


A história dada, a inicial é essa abaixo:

Quem conhecia Dona Evelina, não dizia que ela tinha 72 anos. Cabelos grisalhos desde os 40 era conhecido como o seu charme, ela costumava dizer que Deus havia pintado o seu cabelo para sempre. 
Casara com Dagoberto muito cedo e apesar de terem a mesma idade, todos diziam que Dona Evelina parecia mais nova do que ele. Ele era dono de um famoso restaurante do Rio de Janeiro e ela apenas o ajudava na administração de tudo com o único filho do casal, Estevão. 

Quando completaram 51 anos de casados viajaram por todo o Brasil, conheceram Portugal e o Egito. No outro dia quando chegaram de viagem Dagoberto passou mal e chegou a falecer. Engana-se quem pensa que Dona Evelina deixou-se abater. Acreditava em vida após a morte e sabia que o destino de Dagoberto seria bom, pela pessoa que foi em vida. Depois da missa do sétimo dia do marido, Dona Evelina desfez de tudo o que pertencia a ele. Trocou móveis do apartamento, derrubou paredes, pintou paredes, mudou quadros e não queria nada que lembrasse o marido falecido. 

Decorou a casa com arranjos florais, passou a organizar jantares com amigas, entrou na academia e se matriculou em um curso de informática. O que Dona Evelina queria mesmo era viver a vida. Com um único filho já casado e agora viúva, nada poderia detê-la a ficar em casa oprimida. Passou a ir com mais frequência a praia com as amigas, para o cinema, para a sorveteria e passou a amar navegar na internet. E foi pela internet que Dona Evelina conheceu Ugo, um rapaz de 34 anos, sobrinho de uma amiga dela. Descobriu que Ugo era solteiro e trabalhava como arquiteto. Marcaram de se encontrar e depois de um tempo em segredo, perceberam que já estavam se gostando e namorando.


- Amanhã, vou te apresentar ao meu filho Estevão. Ele vai te adorar.


Ugo estava radiante, finalmente encontrara o amor da sua vida. Já havia namorado garotas da sua idade e a experiência não foi tão legal. Claro, ele estava preparado para enfrentar os preconceitos tanto da sociedade, quanto da família e dos amigos. No outro dia pela manhã Dona Evelina levou o namorado para apresentar ao seu filho Estevão. Estevão não esperava aquela situação. Ficou assustado. Levantou-se da cadeira e falou:


- Namorado? Como assim, mamãe?

(Continue a História) 


A minha conclusão  é essa:

_ Ora mamãe!  Mas como foste descobrir esse sujeito?

Nem sabes se ele não é daqueles  conhecidos por dar  golpes em velhinhas, viúvas e  que estão sempre a fim de arrumar o seu lado, enriquecer  à custa delas...

Não acredito que na tua idade, andas te envolvendo com  rapazes que poderiam ser  teus filhos.Pobre papai!

_ Quantos anos tens, pergunta Estevão ao namorado da mãe.

_ 34! Responde ele.

 _Então, mãe, o que  pensas que ele quer contigo? Só a tua grana!!!

 D.Evelina disse que era conhecido de uma sobrinha de uma amiga e tal e coisa! Que soube que era arquiteto e muito bem de vida...

_ Qual das tuas amigas? Interroga o filho.

_ Penélope!

_ Penélope? Aquela da cobertura  linda   no Morumbi? Está explicado! Vou te mostrar que de arquiteto ele nada tem...Apenas ESTÁ ARQUITETANDO mais um golpe dos seus...

Ao ouvir isso, Ugo, o namorado, sem  despedir-se se retira. Nunca mais apareceu, nem telefonou!

Mas Estevão continuou a investigar e descobriu que estava certo! Sua mãe  escapou de uma boa!!

O rapaz , junto com Penélope tinha uma agência funerária e por lá passavam todos os dados necessários das viúvas e viúvos. 

Cada um deles "trabalhava" na sua vez; Ela era candidata  para os viúvos e ele, às viúvas. E, ao contrário dos seus clientes na  funerária, eram , ou se achavam, muiiiiiiiito vivos!!!

Estavam nas redes sociais e apareciam como quem nada quer e conseguiam pegar as vítimas.  

Tudo demonstrado para D.Evelina, essa aceitou e agradeceu ao filho, prometendo ter mais cuidados.

Agora, passava o tempo na internet fazendo joguinhos de palavras, quebra-cabeças que o filho tratara de lhe "apresentar"...

E, quando saia com amigas e algum homem delas se aproximava, tinha um outro olhar...
Estava ressabiada...Não queria mais complicações.Sabia que tinha um filho que gostava muito dela e lhe cuidava...
O que mais precisava?
Já tinha aproveitado tão bem sua vida e agora, aos 72 anos, não mais se envolveria...

Apenas brincaria!!!

E, após uma dessas "brincadeiras", ela apresenta ao filho o Dr. Pereirinha, um velho vovô ,de bigodes e cabelos branquinhos, sorriso alegre ,simpático e pareciam se dar muito bem...

_Essa mamãe! - pensa o filho!

Papai deve ter morrido logo após a chegada da viagem,  já imagino o motivo, pensa alto ,sorrindo. 

 E saiu, deixando os dois ali conversando e rindo!

(((o)))o(((o)))o(((o)))

E vocês, tem outro final para a história dada? Apareçam lá no blog  Mesa de Conversa e participem!

beijos,
chica








♥ Semear, ver crescer... ♥


Numa janela bem enfeitada
vasinhos de violetas moravam...

Cortina de renda , passando  lá  fora
o que existia lá for dentro se podia  ver!

Os vasinhos de cerâmica, já bem usados
cuidados com esmero e carinho...

Quem por aquela casa passava
a linda janela sempre parava para ver...

Os moradores da casa, velhinhos,
sempre unidos,sentiam-se como os vasos...

Sabiam por fora estar velhos,
até parecendo mofados...

Mas por dentro, sabiam que
neles sementes ainda veriam crescer!

Assim animados seguiam  vida...
Sem flores não conseguiam ficar!

Enquanto vida e saúde tivessem,
muitos vasos por eles haveriam de passar..

Pensar no depois, na janela vazia?
Isso, de forma alguma,  lhes tirava a alegria...

Sabiam que tudo na vida tem seu tempo...
Enquanto pudessem, o fariam...

Mais tarde, bem entendido,  era mais tarde...
Para que nisso pensar?
Tinham tanto a fazer no momento!

E seguiam assim  removendo as terras, plantando...
Sempre  com o adubo do amor, tudo recheando!

chica


♥ A neblina... ♥





Minha participação para o Uma imagem,140 caracteres  da Silvana Mari.

(((o)))o(((o)))o(((o)))

Na estação, ansiedade.

Tão logo o trem chegar, teremos , como ele, passado pela cerração forte que nublou nossas vidas.

O sol nos espera!


chica

♥ "Peruas" ao mar,rs... ♥



Vou contar o que vi
nem posso lembrar
ri muito, foi bem aqui
 em frente ao lindo mar!

Na água morna, apetitosa
cores,jóias,brilhando ao mar
três fulanas,se achando "as gostosas"
cheias de badulaques a balançar...

De repente, um alvoroço
de longe se pode ouvir...
_Cadê meus dentes?
_Perdi meus caros "implantes" a sorrir!

Procura daqui e de lá,
 uma delas sai d'água
se pondo a chorar!

Outras duas ainda a nadar.
Ondas fortes chegavam
Biquinis,bundas à mostra no mar...

Na hora de da água sair
cena hilária me fez rir...
Boiando na branca onda
uma bunda rosa,de "silicone"...








Duas já estavam lesadas...
Pobre Maria e Raimunda...
Uma sem dentes, outra
sem sua redonda bunda!

Era melhor dali sair
sem esperar outro acontecimento
antes que o sol,em meus lábios
fizesse um "botox" sem consentimento!!!

Perceber, estar atenta
devemos sempre estar...
Mas não só para dos outros
sempre,sempre mal falar!!

Porém as coisas acontecem
diante de nosso olhar...
Fazer o quê? Me digam!
Somente rir e  compartilhar!!!

* Isso tudo é ficção, inspiração praiana.

Nossa praia é quase só nossa, mas sempre aprecem tipos estranhos,rs..

E D.Maroca nada perde,rs...Só não perde a bunda pois pra essa não precisa silicone. Já carrega sua melancia natural,rs...

beijos,chica



♥ Cunhé, cunhé, cunhé... ♥




Rio da Esperança, 21 de novembro de 2007


Querida Mariangela!


Fiquei sabendo por nossa amiga comum, a Verinha, que não andas muito bem, que te sentes triste, desesperançosa e desacreditando da possibilidade de ser mãe.

Sei também que já perdeste três filhinhos  sempre entre o quarto e quinto mês de gestação.

 Apesar de não nos vermos há tanto tempo, assim que soube, achei que podia te passar minha experiência.

Depois, tiras tu mesmo as  conclusões...

Quando engravidei da minha primeira filha,entre a alegria da novidade e felicidade, logo a seguir, iniciei com ameaças de aborto. Eram seguidas, uma após a outra.

Lembro que tive que ficar de cama, parar o estágio que na época fazia e ficar deitada apenas, em repouso absoluto e completo.

Ainda assim, elas se repetiam. Tive nove, em poucos meses e o médico me dizia para que eu me convencesse que seria muito difícil chegar ao termo daquela gravidez.

Como sou teimosa, pensava comigo:
-É dificil, mas não IMPOSSÍVEL!!!

Minha mãe me vendo na cama sempre, dizia:

_Chega agora! Para de "chocar"  e vai viver.És nova e se não der dessa vez, dará de outras... Lembro que ao ouvir isso ficava furiosa!

E, quanto mais isso ouvia,mais força para  continuar o repouso ganhava...

Tinha  ao lado, um olhar e carinho do amarido que, mesmo preocupado, sonhava comigo. E,dentro de mim uma força: falava com minha filha ( na época nem o sexo se sabia) e parecia ter essa certeza: Tudo acabaria bem!

E assim foi. Passei de uma gravidez de  nove meses, oito meses e meio  na cama, repouso total...

Chegou o dia, tudo deu certo! Sabes porque?

Acreditei, pedi, rezei, fui ouvida e minha teimosia me fez ter uma coisinha linda nos braços, que recompensou todo esforço.

Acreditei no meu sonho de ser mãe e segui firme.

Foi lindo!

Por isso, te digo:
_ Não desanima, vai firme e forte e terás como eu um bonequinho ou bonequinha de verdade pra cuidar e dar todo teu amor.

Acredita em ti e nisso.Vai fundo!

Depois me conta,tá?

Te deixo agora, sei que vais pensar...E... podes ir te preparando para ouvir aquele "cunhé,cunhé, cunhé",  chorinho lindo que, ainda que nos deixe ansiosa, é inesquecível...

Na torcida contigo,

beijos,Betina

* Imagem daqui
* Republicação pois muitas amigas novas não o leram ainda e é uma carta de esperança!!!Sempre pode servir para alguém!  bjs praianos,chica!

♥ Brincando na praia... ♥



1-
Menino brinca com a bola
Madame a bunda rebola ao passar
Outra ao entrar no mar atola
leva suas banhas para nadar!

2-
O sol brilha e sempre encanta
todos o querem aproveitar!
Tirar o mofo,brancura é tanta!
À noite,o preço na pele a gritar!!!

3-
Passam casais agarradinhos,
passam pares bem afastados...
Maridos bem  à frente ,soltinhos
sem para a mulher ( a sua!!) olhar!

4-
Barquinhos ao mar navegam
levam sonhos, desejos de aproveitar...
Olhos atentos diante do mar
veem tudo e passam a registrar!

5-
Como é bom  diante do mar
ver, pensar, conversar, brincar!
O tempo voa, passa depressa
por isso,o temos que aproveitar!

chica

Beijos praianos para todos e observar as cenas marítimas é legal sempre.
Inté!!!

♥BC Você decide o final... ♥


Essa é a história  abaixo ( o início dela) e a proposta do MESA DE CONVERSA é que cada um a  conclua...( Lá no blog dele, a continuação que ele deu!)

(((o)))o(((o)))o(((o)))

A família Birautes morava na esquina da rua massapé, naquele tradicional bairro de classe média da cidade. Seu Joaquim e Seu Barroso trabalhavam como porteiro e segurança da residência.

O que eles não sabiam era o que acontecia todos os sábados pela manhã naquela casa. Era incrível, todos os sábados, como se fosse uma devoção. Todos os familiares dos Birautes iam para lá. Ao todo entravam ali mais de 17 carros. 

Neste horário todos os empregados eram dispensados e só voltavam no outro dia, mas somente Seu Joaquim e Seu Barroso trabalhavam, afinal de contas eles cuidavam da segurança da casa e ficavam lá na frente na entrada principal, não corria o risco de nenhum deles entrar, ou de nenhum informação vazar.

 Certo sábado, quando todos entraram Seu Barroso resolveu arriscar, combinou com o Joaquim para ficar na portaria enquanto ele ia bisbilhotar. Tirou os sapatos para não fazer nenhum barulho, colocou um boné e um óculos de sol para não ser reconhecido. 

Quando Seu Barroso atravessou a sala principal para adentrar a parte superior da casa, pode observar com os seus próprios olhos. E era exatamente aquilo que ele imaginava ser, o coração deu uma rápida acelerada e ele continuou a observar. Resolveu voltar pra contar ao amigo. Correu. Sentia arrepios. Curioso Seu Joaquim perguntou: 

- E aí? Conseguiu ver algum coisa?

Seu Barroso não sabia se ria, se chorava ou seu gritava, ele sempre queria sabe o que acontecia ali. Seria um ritual, uma reunião de família, contagem de dinheiro familiar, e hoje ele conseguiu descobrir. Seu Joaquim já estava inquieto quando novamente perguntou: 

- E aí? Conta logo....

- Joaquim, era exatamente aquilo que imaginei...


(Continue a História) Cliquem e participem por lá!


(((o)))o(((o)))o(((o)))

Aqui, segue a minha continuação:


Seu Joaquim andava de lá pra cá, para ver se o amigo Barroso podia falar o que vira, sem ser ouvido...

Finalmente, cientes de estarem sozinhos, ele começa:

_ Não podes crer! Nunca imaginei isso!

_Anda logo! Desembucha, homem de Deus! 

_ Primeiro, uma das irmãs do S.Heitor, dono da casa, enfeita a sala com flores e toalha branca sobre a enorme mesa.  As cadeiras são colocadas  em círculo.

_Sim,e daí? Até ai, nada demais, interrompe Joaquim.

_ Aí, todos tem nas mãos papéis e um por um começam a falar umas coisas esquisitas! Não consegui entender bem...
E a cada um que fala, outros aplaudem. E o outro faz a sua parte, fala novamente... 

Falam muito de amor, sonho, esperança, e ao final, o Sr. Heitor, agradeceu a todos a presença em mais aquele SARAU!!

_ Ora, era só isso? Desencantado, Joaquim  diz... Isso que eles liam se chama poesia! Nunca ouviste uma? 

_ E tu, como sabes disso? 

_Ora, minha mãe foi professora e trazia livros.Eu lia muito e gostava. 

_Vamos agora, aos sábados , nos revezar?  Um sábado eu escuto e noutro tu!  Assim, passamos o tempo e ainda nos enriquecemos por dentro, como minha mãe falava aos alunos...

E assim ficaram acertados!


chica




♥ Futilidades... ♥




Minha participação para o Uma imagem,140 caracteres  da Silvana Mari.


(((o)))o(((o)))o(((o)))



Lá fora , raios de um novo dia.

Não pregara olhos naquela noite. Decisão “difícil”.

-Seria hoje! Sim, hoje ! Decidira:

-Cortaria seu cabelo !


chica

♥ Andança... ♥



Minha participação para o Uma imagem,140 caracteres  da Silvana Mari.

(((o())o(((o)))o(((o)))

Pela estrada afora,saltitante e alegre como as flores que carrego,sinto-me a Chapeuzinho...

Decidida a evitar lobos maus, sigo confiante!

♥ Transforme-se... ♥
.







Sentindo-se um  seco ramo?
-Não se entregue!
Diga: eu me amo!
e ficarás mais alegre!

Irás dormir, sono reparador.
Se, com sorte,após bons sonhos, 
acordarás flor!

chica


Imagem daqui


♥ Pensando na vida... ♥


Pássaro no fio de luz
parece sozinho no mundo estar!
Tantas vezes como ele, o pensamento  nos conduz
a tão sozinhos ,mesmo na multidão , ficar!

Nessa hora de interior recolhimento
lembrar que  somos seres pequeninos
diante do Grande , do Todo,do firmamento,

Isso apenas nos faz ver:
Valorizar momentos e SER.
O TER, apenas o necessário pra melhor viver!

chica


♥ O que faltou? ♥


Minha participação para o Uma imagem,140 caracteres  da Silvana Mari.

(((o)))o(((o)))o(((o)))

A poça d'água como cúmplice.
Alheios à todo resto, lábios unidos.
O mundo, naquela hora, é deles.
Mas falta o abraço, elo que une corações...

chica


♥ Os chinelos do papai... ♥



Dois namorados não tinham a menor chance de namorar e dar uns amassinhos sem que fossem interrompidos pela presença do pai da moça.

Este, chegava ao cúmulo de de vez em quando, sair de sua salinha escritório e aparecer na sala, sempre que por lá estava tudo muito silencioso.

O pior: usava chinelos escolhidos a dedo!


Os danados não faziam NENHUM barulho. Mesmo com um calor, ele os usava de flanela.

E então, simplesmente surgia e quase matava o parzinho do coração!

Não que eles estivessem fazendo algo errado.

Apenas namoravam! Coitados!

Mas por via das dúvidas, num dia dos pais, ele ganhou de presente um chinelo lindo: Todinho enfeitado com guizos,rs...

Chica

* Em tempos do dia dos namorados , que está pertinho por aqui, lembrei desse textinho!

beijos,chica

♥ Enquanto o globo gira... ♥

daqui

Perdida em pensamentos lá está Rute.
Mesmo em meio a tantos acontecimentos, a saudade repercute.
Saudade grande, intensa...

O pensamento voa enquanto o globo gira.
Em qual canto desse mundo estaria o seu amor?

Perguntas, só elas lhe surgiam...
-Por que não aceitou com ele ir e a casa de seus pais abandonar?

-Por que não teve coragem de ao amor se entregar?

-Como pode vê-lo partir?
Agora, sabendo que as respostas sua culpa mostrariam, 
ali está, envelhecendo, sem ter o amado ao lado, para amar!


Gira, gira mundo! 
Por favor, traga de volta,meu amor, Raimundo!


Dia após dia, Rute ia até o globo, girava e nele pensava.As palavras ,mentalmente, repetia:


Gira, gira mundo! 

Por favor, traga de volta,meu amor, Raimundo!


O tempo, continuava a passar...

Rute volta do trabalho,entra em casa e sua mãe lhe diz:
_Temos visita,Rute!

Curiosa e surpresa, pois na casa de seus pais visitas são raras, entra na sala.
Vê um senhor franzino, grisalho,topetudo.
(-Seria  a reencarnação de  Itamar Franco ? Pensa ,ainda brincando com o que vê!)

Reassume a postura séria e percebe a marca ao lado direito do rosto. 
_Seria ele,o "seu" tão chorado e esperado Raimundo?
-Oh!,não!

E era! Ele estava ali à sua frente, falando normalmente como se o tempo não tivesse passado.
Rute não conseguia esconder  o que sentia: 
Desapontada! 

Não era esse o homem que sonhara, não era ESSE o amado que queria!
Conversaram, trocaram abraços,ele tenta um beijo.
Ela nem a isso sabia corresponder. 
Seu tempo passara, ela só agora estava a perceber!

Depois de um papo insosso, sem emoção, despedem-se e ele promete voltar outro dia.
Ela assim que fecha a porta, vai ao globo e dessa vez, de joelhos, o gira, enquanto pede:


-Gira, gira mundo! 

Por favor, leve de volta esse tal de, Raimundo!


Assim esperançosa,de novamente ser atendida,promete repetir tantas vezes quantas necessárias aquele gesto e pedido...

O Raimundo de outrora, existia apenas na sua imaginação.Ficara com aquele  que amara, sonhara. O que veio, já não era mais o mesmo. O que faria agora?

 Sabia que  havia esquecido um princípio importante  na vida: 
-"O cuidado ao pedir.podemos ser atendidas!!

Rute e Raimundo, Rute e Raimundo,Rute e Raimundo...Tais palavras não a deixavam em paz. Martelavam em sua mente!

Para desvencilhar-se delas, sacode a cabeça fortemente...

Nessa hora, acorda ! Um pesadelo!

Alívio é o que sente!
Levanta animada, ao sair para o trabalho e despedir-se dos pais, passa pelo globo, no balcão. 

Lembra do pedido da mãe .Era dia dela fazer a limpeza, tirar o pó, lustrar seu suporte de prata e ela esquecera!
Lembra imediatamente do pesadelo...Era bem melhor a bronca da mãe do que ele!

A mãe de longe escuta:

_ Mãeeee! Esqueci de fazer o que pediste, mas faço assim que voltar,tá? 

E a porta se bate!Rute sai!

chica

♥ A garrafa... ♥



As ondas do mar a trouxeram, elas um dia a levarão.
Ali, sozinha, atirada, parece conter uma mensagem.
Amor? Revelação?
Nem a ave a saberá!


Essa é minha participação no Projeto Uma imagem, 140 caracteres, da Silvana e Mari

♥ O semeador...♥




Naná estava  muito  agitada,
não gostava do que na vida  via.

Nem na cidade pequena  que morava
andar tranquila, serena, ela sequer  podia.

Aquele dia tinha sido cansativo
não via a hora de um banho e ir se deitar...

Assim o fez e naquela agitação sonhou
que  algo maravilhoso por lá iria acontecer...

Que num  dia  a cidade amanheceu em festa
e que um lindo jovem loiro na cidade chegou...

Por onde passava, todos o saudavam com alegria
sorrisos, olhares doces, carinhos, era tudo que lá se via...

Ele a todos saudava com carinho e atenção
e o melhor de tudo: não era político não!

Portas, janelas, lojas se abriam e felicidade todos agora exibiam...
Era o semeador do amor que ali chegara e com maldades,coisas ruins, acabara...

Daquela cidade, cada morador agora
pretendia dividir o amor , exportá-lo também para dela fora!

Era tudo muito tranquilo, feliz e sereno
até que Naná , num impulso,do sonho acordou!

Mas, estranho! Ela não estava mais agitada!
Parecia se sentir melhor, descansada, mudada!

Abre a janela do seu quarto e pensando no sonho se põe a pensar:
_ Que bom se cada um , de verdade, distribuísse apenas amor ao pela vida  passar!!!

Respira fundo, outra e outra vez
sabe agora que o sonho tanto bem lhe fez!

Iria começar por ela, sem perder tempo, já naquele dia
e tomara pudessem ver nos olhos  de todos, muita alegria!

chica