Querem ver o que temos lá no coisinhas da chica?

Querem ver o que temos lá no coisinhas da chica?
Basta clicar!

Querem ver o que temos no chica brinca de poesia???

Querem ver o que temos no chica brinca de poesia???
Cliquem pra ver!

♥ Sinos tocando... ♥




Esses sinos ficarão aqui tocando pra desejar alegrias e felicidades pra todos!

Obrigado por todo carinho nesse ano que passou aqui e em todos os meus blogs e , como não poderia faltar, desejo o meu tuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuudo de bom para todos!!!

FELIZ NATAL!!! Daqueles que nascem dentro do coração e não nos shoppings!!!

Lindo 2014!


* Faço uma pausa pra receber nosso filho e neto que chegam de longe e vamos curtir bem a família!

Volto quando der e os cometários, claro, só depois, na minha volta retibuo!


beijos,chica

**

* Para saberem notícias, estou contando , sempre que der aqui:

http://canteirosdavida.blogspot.com.br/

♥ Poderosas? Nem tanto!!! ♥



Momentos de Inspiração nº 22  lá do blog da Mamyrene


Preparadas para na festa "abafar"
saem as amigas a estrada a  trilhar...

O conversível velho,todo incrementado,
bancos fofos e por fora,de rosa pintado...

Com tudo isso, impossível não as ver!
Aí,ali tudo poderia acontecer!

Para isso estavam bem preparadas
roupas, chapéus, bocas bem pintadas,
além das muitas cervejas já tomadas!

O que elas não podiam prever
acabara agora de acontecer...

 Carro velho, sem revisão...
Motor fundido,fumaça em profusão!

Restava a elas agora caras e bocas fazer
 para tentar algum motorista comover!

Charme saberiam ali naquela hora jogar
e, quem sabe até um belo amigo encontrar!

Elas assim daquele modo  não podiam imaginar...
Esperavam uma ajuda.E ela estava a chegar...


A Polícia Rodoviária  delas se aproximou
perguntou o problema e tudo ali comprovou...

O carro foi rebocado, a motorista sem habilitação multada!
Assim a "manobra" das poderosas acabou em trapalhada!

Uma delas, quis uma piscadela ao policial dar,tentando o comover
A outra, um "carteiraço" quis nele apresentar
e a última, cheirando a álcol, estava quase a desmaiar!

Nem ais,  uis,  ohs  ou qualquer exclamação
foi hábil para a situação ali delas contornar...

As três, metidas numa bela confusão
um bom processo teriam que enfrentar!

chica


♥ Segredos e vidas... ♥


Participando dessa B C do blog da Patrícia Galis:

(((o)))o(((o)))o(((o)))

A família toda estranhava o comportamento daquela mulher.

Aparentemente tinha uma família normal. Era porém poderosa ( ou pensava ser), temperamento forte, egoísta até não mais poder.

Em seu verbo, a primeira pessoa do singular era a mais falada , citada e respeitada.Existia o eu, eu, eu, eu, eu  e só então passava a dar lugar para outros...  Todas as SUAS vontades pareciam ser ordens ao marido, que como um carneiro obedecia.

Ela dizia-se simples, porém seus gostos eram os mais requintados. Desde os chocolates que só  serviam os estrangeiros, às revistas estrangeiras igualmente ,bem como tudo mais na casa.

O relacionamento com as filhas deixava a desejar.Tinha sentimento de culpa por neglicenciá-las e assim vivia.

Os anos passaram e ela a apresentava sinais de depressão.  Tinha um segredo dentro de si e parecia que esse queria sair.

Um dia, ela, tomada pela depressão e desespero, tomou comprimidos para dar fim à sua vida.

Entre a vida e a morte, teve forças de chamar uma das filhas e contar que ela não era filha daquele pai que pensava, o mesmo das suas irmãs.

Disse:

_Teu pai ,não é teu pai!  E com a voz embargada e língua já dura, conseguiu dizer o nome do verdadeiro que, no entanto já havia morrido.

Ela, salvou-se e  após um mês em coma, voltou à vida, mas já havia mexido com a identidade da filha que precisou de muita força interior para se recuperar daquela mudança  em sua vida.

Um segredo revelado, e para a filha, mesmo sem direito de cobrar ou julgar, precisava sentir dentro de si o  perdão.

 De início, era aparente, mas  depois de muitos anos o verdadeiro perdão surgiu.

Assim o segredo revelou tão claramente a bondade daquele pai que a criara, pois ele sabia desde o pimeiro momento que não era o verdadeiro pai  e sempre agiu como se o fosse.

A mãe ainda hoje parece ter segredos a contar...

As filhas imaginam que muito terão para encontrar nos escritos e nas coisas da mãe quando ela falecer.

 Porém juntas, fizeram um pacto para preservar as suas sanidades: nenhuma lerá nada que lá for deixado.

Segredos outros  ficarão para a eternidade.Melhor nem mexer!

Lisa Miller sobrevive ainda  e pelo que tudo indica, sobreviverá até às filhas ,que desejam que viva bem e feliz enquanto der!

♥ As roupas, as transfomações... ♥

Participação no Momentos de Inspiração lá da Mamyrene

(((o)))o(((o)))o(((o)))

Sempre que podia,Vica, que era a caçula da casa e tinha uma grande diferença de idade  de seu irmão, adorava participar do dia a dia da mamãe  em seus trabalhos domésticos.

Gostava de ajudar e sempre que terminava as tarefas escolares e as horinhas de leitura,o fazia.

Assistia  a mãe cozinhar, se interessava por aprender ,gostava de vê-la  pendurar as roupas e depois as recolher perfumadas e, antes de colocá-las no cesto, as cheirava para sentir  bem de pertinho o perfume de sol!

O Natal já estava próximo, a casa , bem simples, mas enfeitadinha...

Naquele dia,  enquanto a mãe  pendurava as roupas , lágrimas corriam sem que ela pusesse controlar.
Vica viu e questionou:

_O que aconteceu,mamãe?

As duas eram muito amigas e a mãe resolveu abrir o coração.

_Estou triste, meu coração está machucado.Há dois dias que teu irmão tem nos incomodado muito, deves ter visto. Ora ele  está bem ,ora passa a fazer de tudo, parecendo querer ver o fim meu e o do teu pai.
Para nós,  a cada uma dessas fases, é  como se morrêssemos um pedacinho...

Assim, seguiram no papo e Vica   tentava consolar a mãe, enchendo-a de abraços.

_Pode deixar mamãe, que eu cuido de ti e do papai e não vou deixar que ele  faça nenhum mal  pois  adoro vocês!

_ Obrigado,minha querida!  Nem sabes o quanto bem tuas palavras fazem!

Vica e a mãe entram, vão cada uma para seus afazeres. Vica, estudiosa, preparava-se para prestar as últimas provas daquele ano na escola!
Ia sempre muito bem e queria dar de presente aos pais, mais uma vez, um boletim maravilhoso!

O dia passa e várias vezes as lágrimas escondidas rolavam no rosto da mãe.

Chega a tardinha,Vica chama a mãe para a hora de recolher as roupas e, sentindo aquele perfume maravilhoso que só as roupas secas num varal ,ao ar livre podem ter, diz:

_Sabes mamãe, cada roupa dessas mostra um pouco do teu coração...

As roupas após usadas, ficam sujas.
Com tua mão as lava, pendura e na hora de recolher, vemos  essa transformação.

-Por que  pessoas  que passaram pelas mesmas tuas mãos, as cuidaste e cuidas, tratas bem, não conseguem se transformar?

_ Ora, filhinha!  Tu és especial por isso já  pensas assim, mesmo com teus poucos anos!
Nem todos tem a capacidade de ver o poder do "SOL" e é ele, não eu, que faz a transformação.


As duas terminaram mais aquela tarefa do dia, guardaram as roupas, todos chegaram, tomaram banhos e lá uma nova cesta de roupas esperava o dia seguinte.

Isso sempre se repetia.

E a cada roupa lavada, agora ficariam na lembrança as palavras de Vica.

E,  sinceramente, ela esperava, de coração ,que o SOL transformasse o coração do filho!

Gostaria que nas badaladas  dos sinos que dentro de alguns dias anunciariam  o Natal, nos corações de todos pudesse reinar PAZ!

Eles mereciam!



♥ Revirando páginas... ♥


Minha participação nos Momentos de Inspiração nº 19 , lá da Mamyrene:



(((o)))o(((o)))o(((o)))

Eleonora naquele dia saíra de casa decidida.

Participaria do Bookcroosing blogueiro de qualquer jeito.

Venceria as amarras do apego aos seus livros.

Haveria de dividí-los e fazer contente várias pessoas!

Assim, carregando uma sacola cheia de livros escolhidos para a ocasião, dirige-se ao parque. Ali, em pontos diferentes, "esqueceria" os livros nos bancos.

Porém, logo que lá chegou , parecendo tomar coragem, senta-se num dos bancos...

Ali, folheia e examina cada um deles.

Recorda como ganhou alguns, como  escolheu os outros, os encontros na livraria, naquela estante de livros, onde até  seu amor apareceu...

Fica assim olhando de um em um, parecendo reviver cada momento.

Está quase decidida a não mais os deixar soltos por lá e levá-los novamente consigo para casa.

Nessa hora, algo mais forte bate , martelando seu pensamento:

_O que é isso? Não consegues te desapegar de nada?  Não sabia que eras assim tão egoísta!
Tu já os leste, te deliciaste com eles e agora,o que te impede de fazer a outros felizes?

Parecia ouvis a voz de sua avó, numa reprimenda, falando em seu ouvido.

Respira fundo, tom o ar puro do local. Seu coração parece explodir quando resolve que aquelas lembranças todas ,de cada livro e de como chegaram até ela, poderiam dar um belo romance.

Chegaria em casa ,após a distribuição e prontamente o iniciaria. Não deixaria que se apagasse essa chama dentro de si!

Tinha certeza que era capaz e que, graças às leituras feitas e que lhe foram proporcionadas, tinha agora as condições para tal!  Estava resolvida, firme e decidida!

Hoje, passados três aos, ela faz  a sessão de autógrafos de seu terceiro livro!

É feliz!

Agradece ao Alto e aos seus amigos livros que a ajudaram nessa caminhada! E, claro ao amor que encontrou numa livraria e "bancou" a primeira edição...

chica


♥ A Ida e a volta... ♥


Minha participação no Momento de Inspiração- Ed;nº 18  lá da Mamyrene

(((o)))o(((o)))o(((o)))


Mais uma vez,Lina olha para trás...

De longe vê a prisão, que era como sentia ser a casa dos pais.

Estava com vinte anos e não tinha liberdade para nada.

Suas roupas eram escolhidas pela sua mãe e esta, por sua vez, aconselhada pela sua avó.  Saíam as duas e simplesmente lhes davam o resultado das compras, sem ao menos se importar com seus gostos. Cismavam em lhe dar jóias caras e estas não faziam a sua cabeça.Detestava. Não gostava de ostentações.

Naquele dia, enquanto   ainda amanhecia, resolvera deixar tudo aquilo para trás e tentar sua vida.

Assim, com uma enorme mala na mão, pesada, cheio de seus livros, estranhas  vestes  e jóias que venderia  na cidade, pretendia conseguir  manter-se numa pensão ,conseguir um trabalho e por lá viver...

À família, deixara apenas um bilhete onde dizia que estava buscando encontrar a SUA vida.  Despediu-se afirmando que tão logo pudesse, daria notícias.

Seguiu o caminho, chega à cidade onde,  com muito sacrifício consegue vender um ou  outro livro.
Poucas peças de roupas foram compradas por um grupo de teatro.

Jóias, já lhe sobravam poucas, mas o emprego que arranjara parecia ser muito bom e logo estaria  bem financeiramente...

Era o que pensava...Mas a realidade,bem diversa!

Dois anos passaram...

Ela sabia não ser aquela a vida sonhava.  No emprego, tinha moradia e comida, mas passava a noite trabalhando, aguentando homens indigestos, porcos, podres até...Era o que havia conseguido, pois não queria trabalhos pesados.

Poderia ter sido empregada numa loja, mas achou  irritante ficar tantas horas em pé. Não gostou ainda do salário.

Assim, de emprego em emprego, achou aquele...

Lhe faltava coragem de recuar, de voltar à casa dos pais ...

Só o fez, quando foi mandada embora de lá, ao saberem que engravidara.

E agora?
Dentro de si, a certeza que mesmo não sabendo quem era o pai, o filho haveria de ter uma mãe forte e valente, lutadora.

Diante daquela semente que dentro de si brotava, fez essa promessa.  Agora era hora de voltar e enfrentar a família.

Chegando lá, todos viram seu estado desesperador.

Roupas vulgares, cabelos em desalinho, parecia desnutrida. Olheiras  enormes denotavam as noites mal dormidas.

Ao primeiro abraço, a mãe perguntou:
_ Não vieste sozinha, não é? Sinto que tens mais alguém em ti!

Essa foi a senha para o primeiro beijo entre elas acontecer. Toda família fez o mesmo.

_Ao banho, sugere a mãe.  Tua vó e eu iremos comprar roupas para ti, trataremos de te alimentar e cuidar novamente.

Depois, pensaremos em ver crescer tua barriguinha e o seu "recheio"...

Lina, nessa hora pede desculpas por tantas preocupações oferecidas à família.

No banho, com a ducha morninha escorrendo sobre sua cabeça, lembra num repente do dia em que de lá saiu...

Mas admira agora, sabe dar valor ao que por lá tem.  Pequenos ajustes terão que ser feitos naqueles relacionamentos, porém, sabe que ali é o melhor, no momento..

É acolhida e lá tem amor, que certamente, será repassado ao seu pequeninho quando a hora chegar.

Era hora de refazer laços, cuidar-se e aceitar o emprego da escola que lhe esperava!

Assim fez e a cada dia, sua barriguinha mais aparecia e enquanto ela trabalha na escola, sua mãe e avó se divertiam  preparando o quartinho, comprando o enxoval do pequenino neto e bisneto.

Elas realmente, não mudariam, ria-se ao pensar...

Mas agora, Lina sabia que tudo tem sua hora e, na hora certa tudo haveria de acontecer!
chica






♥O trem e o "impedimento"... ♥



No trem ela estava.
lugar para sentar,não existia!
De repente, em pé,tudo  passou a ver...

Jovens tatuadas,
bebê sendo  amamentada,
outra de perna quebrada.

Um velho senhor com olhos tristes,lacrimejava.
Outro jovem,ao lado, bocejava...

E o trem seguia. Ia, ia!
A cada estação, uns entravam, outros se iam.

Seu rosto enrugado a idade mostrava.
O lugar lhe era sempre por alguém oferecido...

Mas justo hoje? -Se questionava!
Tantas e tantas viagens fizera,
nunca ninguém lugar oferecera!

Ela  hoje, sorrindo, recusava.
Nunca havia visto junta, tanta educação!

Que bom, pensava animada!
Mais olhares, mais constatações!

Mais um que o lugar lhe oferece, como que questionando:
-Por que será que essa "velha" não senta?
Estará promessa pagando?

Mas não sabiam todos o motivo...
Um furúnculo em seu "sentante" se instalara
e assim, muito melhor em pé, foi o que lhe sobrara!

A viagem acabou!
No ponto final ela desceu!

Espera que na próxima viagem,
sem percalços, sem qualquer impedimento
 pessoas a vejam e lhe ofereçam o assento!

chica


♥Olhares e sentimentos... ♥


Participação no Momento Inspiração nº 16, lá da Irene

(((o)))o(((o)))o(((o)))

Em meio ao desgastante ensaio fotográfico, o cansaço já aparecia.

Os olhares solicitados deviam ser para baixo, olhar distante...

O sol forte , as ramas secas as rodeavam...

Letícia, aproveitava o momento para pensar no amor na noite passada terminado...
Conseguia assim, sem forçar, o triste olhar...

Beth, no entanto, olhava longe, para baixo, mas atenta...

Seu pavor de cobras  estava ali tentando dominar...

Fingia,dentro de si, nada sentir, para tão mais cedo, daquele matagal, poder escapulir...

chica


Vá até lá na Irene, participar é legal!

♥ As salas da "casa" da vida e os pratos... ♥







Em nossas vidas presenciamos coisas boas e ruins.

Conforme nos sentimos, parece que tendemos a achar as coisas melhores ou piores, mais fáceis ou difíceis.

Somos, no entanto, obrigados "a passar por um corredor" que dá acesso às salas: umas boas outras ruins, dolorosas e sacrificadas.

-O que fazer?
Entrar apenas nas boas?

É difícil ou melhor, impossível.

Precisamos passar por uma e por outra.

Essa é a lei normal, caso contrário, não estaríamos "vivos". Seria uma vida de "faz-de-contas".

Mas, nós não estamos sós nessa casa... 

Temos muita gente à nossa frente, os mais velhos, e muitos ainda, atrás, os mais jovens e as crianças, até aquelas que ainda vão chegar, mas já estão "mapeadas"...

Assim, nós tivemos oportunidades de aprender com os que vieram antes de nós. Precisamos, portanto, tentar passar aquilo que aprendemos até agora.

É claro que esse ensinar não significa ficar com blá-blá-blás.

O melhor modo para tanto, para ensinar, é o exemplo, com nossas atitudes.

Porém, não podemos aprender por eles, assim como não podemos mastigar por eles.

Podemos sim, "servir os alimentos e dar os ingredientes"...

Com eles, tendo sido bem orientados, poderão fazer "belos pratos".

Depois disso, quando já são capazes, cabe a nós apenas "colocar mais ou menos sal, mais ou menos tempero", dependendo do "gosto e sabor" que a comida que eles prepararam tomou.

E eles sabem e esperam por esse "toque especial"!

Não é nenhuma mágica, mas sabem que estão amparados...

É muito importante ainda, que eles saibam e tenham a plena consciência que aquilo que eles próprios prepararam, será o que eles próprios também irão "comer".

Se o prato for saboroso, bem feito, eles o degustarão com tanto prazer e vontade, que também os outros, que estiverem por perto, ficarão com vontade de experimentar.

Nessa hora, entra a responsabilidade de bem "preparar os pratos"...

Assim, mostrar o caminho pelo nosso exemplo, dar liberdade deles passarem por todas as "salas da casa", não tirando todas as pedras do caminho deles, deixá-los sentir o gostinho e experimentar, pode ser uma maneira boa de se tratar com nossas crianças e jovens.

chica

♥ Mesmo "desconectada"... ♥




Minha participação na Uma imagem, 140 caracteres - 23ª Edição lá do Escritos Lisérgicos:

(((o)))o(((o)))o(((o)))


Tanta tecnologia, mas não abro mão dos escritos no meu caderninho.


Nem preciso estar “conectada” , risco, rabisco e registro meu mundinho.

♥ Decisão pela luz... ♥



Minha participação na 14ª Edição do Momentos de Inspiração ,lá da Irene

No velho túnel desativado,
sentado Rui foi momentos lindos recordar...

A bicicleta, era ainda a mesma.
Mas a amada? Dessa as saudades o estavam a matar!

Ali, acontecera o primeiro beijo, dela roubado...
Os dois sozinhos, naquele escurinho, ao amor convidar!

Porém ela, por outro o havia trocado...
Agora, restava apenas, novo amor encontrar.

As saudades pretendia ali nos trilhos, deixar guardadas...
Como o velho trem que outrora passara e fazia parte do passado,

Suas saudades haveriam de ali ficar e sua decisão já estava agora bem tomada...
Seria novamente feliz com  uma nova amada e  o velho amor,  ali restaria  enterrado!

Ao sair dali nem mais olha para trás...
Prefere o velho  túnel e tudo que ele lhe lembrava, esquecer...

Fixa agora, a luz que do fim dele aponta
e sabe que o calor do amor, virá seus dias aquecer!

chica

♥ Quatro "pestinhas"... ♥



Minha participação no MOMENTO INSPIRAÇÃOnº 13, lá da Irene:

(((o)))o(((o)))o(((o)))

Turminha da pesada...
Carinhas de anjo
mas eram da pá virada...

Saiam para de carro passear
linguas, caretas, aos outros
que passavam ficavam a mostrar!

Naquele dia faltava no carro ainda um,
o danado do Gordinho,demorava a chegar...

O que acontecera?
 Por que aquela demora?
E papai e mamãe o que haviam ido rápido fazer?

Ora, era o menino danado
que,ao soltar um pequeno PUM
acabou todo ...borrado!!!

E o pior pra ele estava por vir...
Haveria de os três irmãos ter que enfrentar!
Pelas carinhas deles, já da janela,
 mil gozações, já sabiam teria que escutar.
E ele já  estava a se  apavorar!
Mas daquilo, não iria se livrar!!!

chica


♥A indiferença dos grandes... ♥




Sentada , à beira do mar, fico quieta observando...

Crianças, velhos, mulheres, homens, maiôs, biquinis, calções de todas as cores e feitios...
Todos passam descuidadosamente, desfilando, correndo, brincando...

E o mar ali, sempre no vai e vem das suas ondas, ora mais fracas, ora mais fortes...
Nem se importa com os que nele entram ou saem...

Nem está preocupado se são muitos ou poucos, se brancos,roxos, vermelhos como camarões ou bronzeados...

Continua lá, indiferente, à tudo e segue o seu rumo e ritmo normal...

Ele é a própria GRANDEZA!

Sabe que É GRANDE, não precisa demonstrações...chica


(((o)))o(((o)))o(((o)))

* Uma republicação, bem pertinente com meu olhar  nesses dias de praia... 

♥ O que importa... ♥


Participando na 22ª edição do UMA IMAGEM,140 caracteres ,do Escritos Lisérgicos:

Olha pra sola do teu pé,Flora!

Teu vestido de bolinhas, com ele assim sujo, nem vai combinar!

Mas estás feliz:?

Então vale!



♥ A visão ... ♥



Participando do Momentos de Inspiração nº 11, lá do blog da Irene


(((o)))o(((o)))o(((o)))

Rita era a mais velha de uma turma : ela mais  cinco irmãos.

Sua mãe vivia sempre a lhe chamar:

_Rita, controla o Pedrinho!

_Rita, vem ajudar ao Juca trocar!

_Rita saio agora, quando volto do trabalho, quero todos de banho tomado!

Assim, Rita sua vida levava e só na escola umas horinhas descansava.

Adorava estudar.
Gostava de saber escrever, ler.
Lia e escrevia sempre que podia pois a cada vez que sua mãe a via assim  a chamava e a fazia perder a inspiração!

Rita gostava de sonhar, mas até enquanto dormia, seus sonhos eram cortados, pois sempre alguém a tirava deles...

Um dia, passeando com o colégio, viu uma casa no alto, bem no alto de uma árvore.

Olhou, olhou e não resistiu.

Afastou-se um pouco da turma e  lá subiu.

Tudo do alto viu. Ao lado, um balanço de madeira.

Irresistível, pensa, enquanto nele ela sentou e alto, bem alto se embalou.

Naquela hora, teve a sensação de liberdade.Parecia voar!

Olhava para frente e via um grande desfiladeiro. Nuvens o encobriam...

Ali ficou  um bom tempinho ,  pensando, reflexivamente sonhando...

Nesse momento a professora já a chamava, era hora de para casa retornar.

Deu mais uma olhadinha, outra, ainda virou-se para trás.

Levou em seus olhos aquele cenário e agora, tem um cantinho só seu para se refugiar, ainda que na imaginação.

Sabe que em sua casa, quando nem um tempo para brincar  tiver, para lá remeterá seus pensamentos e tem certeza que as "nuvens " logo se dissiparão e ela voará na imensidão...

Ao menos isso, ela terá de sua vidinha com a infância abortada...

E de lá, ninguém a retirará, para mais uma empreitada...

Mesmo as tarefas em casa  cumprindo, seus sonhos por lá passeiam e isso a faz feliz, muito feliz!



♥ O aviso ... ♥

Essa é minha participação no Momentos de Inspiração 10ª Edição, lá da Irene

Vá até lá!  participe!  Se inspire  na imagem da semana e mostre para todos nós!

(((o)))o(((o)))o(((o)))

Olhou assustada para o lado.
Um barulho vindo da porta...

_Quem está aí?

Silêncio se faz...
_ Levanta , decidida,vai até lá!

Nada vê, nada mais ouve...

Pascoal, seu marido, estava por chegar de viagem.

Ela, pronta, no sofá,o esperava...

A demora a faz até adormecer por ali.
De repente,  feliz, ouve o barulho da chave girar na porta...

__Pascoal, Pascoal,chama, feliz!

-Por que demoras....
Não concluiu a pergunta pois o silêncio novamente se fez...

Olha o relógio. Ele marca 23:47 horas.

Preocupada, procura o telefone da companhia aérea ,onde confirma que o voo 2345 de B.Horizonte para São Paulo chegara na hora.

Fica ali, tentando ligar para o seu celular e após muitas insistências, uma voz do outro lado responde, perguntando se era ela a Sra. Matilde, esposa de Pascoal de Lita.

_Sim, sou eu!

-Sinto infomar que Sr. Pascoal sofreu um acidente grave enquanto se deslocava do aeroporto para casa .

_E como ele está?Aflita questiona.

-Infelizmente faleceu no local.
O  acidente aconteceu e ele  em seus últimos momentos ,a chamou muito, até que o suspiro final veio por volta das  23:45 hs.

A tristeza se abateu sobre ela.

Estava só na vida agora.

Perdera seu único e grande amor.

A vida, forçosamente retornou o seu ritmo ,mas ela ,a tristeza forte carrega no peito.

E a partir daquele dia, a cada vez que senta no sofá para descansar ou ler, de repente, fica sobressaltada...

Parece o mesmo barulho  da porta e chaves ouvir.

Agora porém, sabe que isso faz parte de sua imaginação e a cada vez que isso lhe acontece fecha os olhos pede ao Alto que mantenha Pascoal em descanso e paz que bem merece e repete que o ama e que um dia tornarão a se abraçar e encontrar novamente...

Isso lhe conforta e dá paz para seguir adiante!

E, certamente, Pascoal, de onde está a vê e cuida!

Chica


(((o)))o(((o)))o(((o)))

Credo, nem eu sei como fui cair numa inspíração assim.... Sai de mim,rs...
Mas acredito que logo ao primeiro olhar ,. tive a impressão que ela estava assustada e dali, voei...

beijos,chica


♥ Nas dunas... ♥


Nas dunas subimos, vamos andando
não sabemos onde chegar...

Mesmo o outro lado não vislumbrando
a caminhada vamos continuar...

O que nos reserva o outro lado?
Só chegando no topo vamos saber,
ao chegar olhamos, vemos e podemos apenas escolher...

Duas saídas apenas:ir para o outro lado
ou lá de cima, correndo descer...

Na vida, vamos também caminhando,
pra cima, sempre além querendo chegar...

A diferença é que após muito caminhar
se no topo conseguirmos chegar
muito cuidado ainda devemos ter...
Pode haver sempre alguém querendo de lá nos derrubar!!!

Chica


♥Cadê??? ♥



-Cadê aquele tempo pra amigos ver?
Hoje o telefone,blogues, FB, Instagram nos fazem ir até eles...

-Cadê aquele tempo para o abraço mais demorado nos pais?
Não há tempo! Faz-se por telefone a visita...

-Cadê aquele tempo pra poder abrir o portão de amigos e entrar, sabendo bem recebidos?
Não podemos. Há tantas grades, cercas, câmeras que desistimos...

-Cadê os momentos  de caminhadas juntos, sem preocupação?
Não podemos pelas ruas mais andar,sem nos cuidar!

-Cadê a simplicidade, a alegria sem frescuras?
Quase não a vemos, pois fere "etiquetas"...

-E, na hora que o celular toca avisando da morte do amigo?
Cadê as chaves do meu carro?Tenho que andar depressa!
Tenho que minha presença no livro registrar!

 -Agora que tudo pra ele ,nessa vida acabou? Ora essa!
Deixa a pressa para lá, fica em casa e trata logo de mudar!

chica

♥ O inconveniente espião... ♥

Essa é minha participação na  19ª Edição do Uma imagem, 140 caracteres

Participem lá também.Basta clicar e chegar !

(((o)))o(((o)))o(((o)))

Só aqui nesse cantinho  bate sol!

Mas tem esse tarado do vizinho sempre pronto a clicar! Assim, só as pernas podem se bronzear!

Haja saco!

♥ Um pedacinho de vida! ♥

Essa é minha participação no Momentos de Inspiração ,lá da Irene


(((o)))o(((o)))o(((o)))

Rosita em meio à madrugada, enquanto todos dormem na casa, vai ao velho porão...

Entre velas, pilhas de livros, tudo remexe e finalmente encontra.

_É hoje!

A essa hora da noite, aqui bem quietinha, consegui encontrar o diário de minha mãe.

_Bem que eu desconfiva! Pensa sozinha!

Lê  o que deu, vê a parte que a interessa...

Soube do passado dela, de seu verdadeiro pai e agora?

- Fecha o diário, guarda na lembrança: Sabe  que nasceu  fruto de um grande amor!

Isso lhe basta!

chica




Participem também! è muito legal Cliquem AQUI!

♥ Sobreposições... ♥


A natureza é tão linda e sábia...

Cada morro, montanha que avistamos é único, com seus relevos que diferem uns dos outros

Nenhum precisa sobressair... Estão ali e formam um lindo quadro...

Se os humanos olhassem para eles, com um olhar de aprendizado, veriam que não há necessidade de sobrepor-se , de querer ser o primeiro, de "ganhar" sempre, competindo em tudo...

Saberiam que assim como os morros formam um lindo cenário em conjunto, cada um deles pode contribuir para pintar um belo quadro da humanidade...Sem necessidade de sobreposições!

Será que é tão difícil perceber isso?


♥ Momentos de Inspiração nº 7... ♥





Em seu pequeno atelier,  Roberta  pensava.

Via as  lingeries tão bem escolhidas  e por ela mesma desenhadas e criadas   para a lua de mel e vida de casada.

Pensara nos detalhes mais românticos, rendas, transparências...

Tudo tão carinhosamente escolhido, pensado e sonhado.

Foram meses que antecederam ao casamento, onde não podia ficar sem criar  uma pecinha nova para ela  e  ao tê-las nas mãos , já prontas, imaginava-se usando junto  com seu amor ...

Agora,tão pouco tempo depois,  feliz, as colocaria numa caixa, envoltas com papel de seda para não amarelarem.

Seu olhar agora era para soutiens de amamentação, cinta pós parto, protetores de seios...

Como os modelos existentes no mercado eram sem graça, sem romantismo.  Será que acreditavam uma grávida não ter mais romantismo ou apenas pensaria no filho?

_Não, isso assim não pode ser! Falava consigo mesma...

Hei de "bolar" novas peças e assim, tenho dois momentos lindos para esperar: O nascimento de Pedrinho e a nova coleção que seria lançada...

Cheia de imaginação e as idéias brotando em sua cabeça, ali sentada, sente um leve toque vindo de dentro de si....
Era Pedrinho que mostrava o seu primeiro sinal e, na certa, já lhe apoiava , dando o indicador que seria um sucesso!

Animada, começou a guardar  suas peças, pois não lhe serviam mais. Já lhe apertavam um pouco e não sentia-se confortável nelas.

Enquanto guardava, pensava em como seu corpo e sua vida iriam mudar e estava pronta para encarar com a maior alegria, cada uma delas.

Uma tarefa feliz, um período mágico a aguardavam...

Viveria cada momento com intensidade...

E,  à medida que sua gravidez avançava, novas mamães, teriam como ela, pecinhas mais charmosas para agradar a si mesmas, aos maridos e fazer da espera, momentos doces e inesquecíveis...



Participem lá na Irene. É muito legal!

♥Quanto pensar... ♥




Quanto pensar...

Uma noite linda, a lua, um banco vazio...

Onde estão os amantes apaixonados para ali sentar e aproveitar, conversar, entre beijos e abraços?

Será que estão para lá se dirigindo?

Ou será que já por ali passaram e agora estão procurando um lugar só deles para completar o desejo que naquele banco iniciou?

Quanta imaginação pode nos remeter esse luar!

O certo é que passando por ali ou não, cada um de nós deve procurar guardar dentro de si um banco e um cenário assim e pode ocupá-lo sempre, ou com recordações ou com momentos todos eles iluminados pela luz e brilho de um luar que pode banhar todos nós.

Não precisamos muito!

Um banco, um luar numa noite e ser feliz!

Em sonhos ou na realidade! Chica

♥ Um mistério? ♥

Participação no Momentos de Inspiração 6, lá da Irene.

(((o)))o(((o)))o(((o)))

_ Não acredito!Ha,ha ,há!

Nunca esperei ver uma cena dessas antes de ir à escola.

Ver o Sr Manoel, padeiro, de cuecas  laranja com bolinhas vermelhas banhando- se nesse rio?

Pena não existir uma maquininha portátil para fotografar!

Com uma foto dessas, desse velho chato e mal humorado, conseguiria todos os dias ter ,de graça a merenda garantida na sua padaria.  Tenho certeza que ele me daria as mariolas sem pestanejar...

_Ops! E agora? O que está fazendo?

 _Não, nem acredito!!!
 Melhor eu sair daqui, esquecer a chantagenzinha !  Essa ninguém iria acreditar mesmo...
Ficará pra sempre registrada , mas nunca mais voto à sua padaria.Isso é certo!

Mas claro, vou rapidinho.
Contarei apenas para a  minha classe toda  e professores.
Farei  também uma redação sobre isso!

chica




♥ Na mala ... ♥



Participação na
Uma imagem, 140 caracteres - 17ª Edição do Escritos Lisérgicos.

Vá até lá e participe!
É legal! 

((((o)))o(((o)))o(((o)))

Viajei tanto.
Vim para tão longe.
Mas, agora percebo,  te trouxe na bagagem do coração!
O que adiantou fugir?

chica

♥ Decisões... ♥



Minha participação no Momento de Inspiração nº 5, lá da Irene


(((o)))o(((o)))o(((o)))


A chuva já cessara.

Podia apenas ser notada nos respingos deixados nos vidros da janela...

Clarice abrira a janela para certificar-se...

Lá ao longe, via as nesgas de um azulzinho no céu, querendo chegar para ficar...

Tantos planos para aquela tarde chuvosa ela tivera.

No entanto, agora, ao apagar a luz do pequno abajur ,que já não mais se fazia necessário,tinha apenas uma certeza.

Não ficaria em casa. Afinal era apenas o domingo, seu único dia livre.  Não o perderia.

Retirou o pijama que até então ainda vestia, colocou a roupa esportiva,calçou os tênis e olhou novamente para a estradinha que avistava dali.

Estava quase seca...

Passearia de bicicleta, assim exercícios faria para o corpo e relaxaria a mente.

Ao dar um beijo na mãe esta avisou:

_ Clarice, toma cuidado com a estrada. Ainda está escorregadia...

Nessa hora, a mãe já ouvira a porta se fechando, talvez Clarice nem a tivesse ouvido !

Pouco tempo depois, Clarice retorna. Braços esfolados, calça rasgada, joelhos esfarrapados.

Porém, não se lamentava....

Estava feliz!

Valera a pena!

Juliano , aquele vizinho esnobe, carrancudo, foi quem lhe juntou...
E nem lhe pareceu assim,  A má impressão fora desfeita.

Tomou um banho, limpou bem os ferimentos e trocou a roupa.

_Mãe, estou saindo,tá?

Ainda não falaria nada à mãe... Por certo ela gritaria:
_Toma cuidado,Clarice!

E ela estava certa do que faria!
Arriscaria outra vez!

chica





♥ Os dedinhos ... ♥




Cada momento que é vivido junto às nossas crianças é importante e único!

Desde aquela horinha mágica em que ela aponta seu dedinho para nos mostrar indicando aquilo que ainda não sabe o nome, mas quer alcançar.

Ela vai aprender tudo conosco, com nosso exemplo, com nosso modo de agir e até de pensar...

Depois de um tempo, nos surpreendem com todo o universo de conhecimentos adquiridos , com toda a sua experiência de vida.

São capazes de grandes lições em poucos segundos, pois tudo nelas flui naturalmente.

Ela saberá tudo o que conosco aprendeu e MUITO MAIS!

E, certamente, aquele mesmo dedinho que vimos apontar para tudo e nos mostrar tanta coisa, servirá de exemplo para outros dedinhos também ávidos por tudo tocar, aprender e depois, ensinar...

E assim vai a vida...

chica

♥Mudanças e resoluções... ♥

Minha participação na BC de niver do blog da Verinha

Verinha deu a parte inicial de um texto e cada participante deve continuar...


O texto:

Amanda ficou olhando para a tela de seu PC sem entender o porquê alguém escrevera aquilo, com que intuito? Queria poder entender o que faz uma pessoa ser tão amarga e cruel cometer tamanha violência em escrever palavras tão duras e sem coerência. Será que era uma pessoa conhecida ou meramente passara por ali e resolvera descarregar todo seu ódio e dor em uma única pessoa que teve a infelicidade de estar em seu caminho virtual. Pensou ser uma figura feminina pela maneira de escrever talvez estivesse enganada. Ela e seu único amigo que fizera no curso de psicologia ficavam analisando as pessoas em segredo, não profissionalmente e sim por pura diversão. Há muito queria deixar o curso por não se adaptar, não era o que sonhara para sua vida, porem o que queria realmente não importava. ter um diploma em mãos seria o maior orgulho para seus tutores. Voltou a se fixar na tela, sempre se distraia quando lembrava no quanto estava infeliz, será que a intenção daquela pessoa cruel era acabar ainda mais com seus dias?

Resolveu...

Aqui minha continuação:


Resolveu que não iria deixar-se atingir por desconhecidos,pessoas que anonimamente se escondiam por detrás da telinha.

Repensou também sua conduta.

Viu que algo não parecia bem na sua atitude que, juntamente com Pedro, seu colega de turma, quando também escondidos , tendo como escudo a telinha. tentavam divertir-se ao analisar pessoas em segredo, baseados apenas em suposições...

Viu que tanto ela, quanto Pedro, precisavam de tratamento. Ela ainda mais do que ele, pois via agora, num relance, que estava infeliz no curso e mais ainda, em sua vida.

Tinha certeza agora que enfrentaria seus pais e esses, fatalmente, haveriam de aceitá-la com ou sem diploma...

Assim, olha novamente pra tela e vê um filme em branco passar...Branco,assim como sua vida. 

Porém ela agora resolvera colocar vida e cores...

Haveria de fazê-lo. 

Seria feliz!



♥ VOVOZAR É BOM !!! ♥

Para comemorar os 4 anos do PENSANDO EM FAMÍLIA, Norma fez o convite para BC cujo tema é VOVOZAR :

Conte sua experiência em ser avó ou avô ou, para quem ainda não tem essa experiência, conte como são ou foram seus avós.

Deixo qui os parabéns pelo niver desse blog quer sempre nos chama às reflexões e boas BCs.

Parabéns, Norma pelo blog e pelo novo papel de vovó ,que te permite "vovozar" bastante a partir de agora!

(((o)))o(((o)))o(((o)))


V eio o Matteo,trazendo muita alegria, o primeirão..

O Pippo logo a seguir nos encantou

Vieram Marco Neno quase juntinhos

O Gui , depois de 2 anos chegou...

Zás trás como um danadinho, faltava o Santiago...

Assim com esses seis gurizinhos,o time de netos se formou.

Revigorante ,reenergizante repetição de ciclos...



É a vida renovando...



Bom sempre saber dessa continuação

Os netos,de perto e os de longe

Moram no nosso coração!



VOVOZAR é muito bom!

Conjugo esse verbo com muito prazer.
E,como vovozo corujando, apresento para  os que ainda não os conhecem, o nosso time de netos!

beijos,chica

♥ Um descansinho... ♥


Joaninha vai descansar, aproveitar as férias escolares!
 INTÉ!!!

beijos,chica

♥Só na imaginação... ♥


Ao ver essa imagem, logo me veio a pergunta:

O que a natureza nos falaria?
Imaginei um rosto e sua voz...
Fiquem na imaginação...
Nem conto o que ela me disse,então!

chica

* Entre outras coisas, ela me disse pra aprender a desenhar,rs...

♥ Morangos pela vida... ♥

Imagem daqui

Morangos fresquinhos?
Belo convite ao paladar!

Enquanto os colhe, coloca sobre um banquinho....
Este já pelo tempo bem descascado...

E enquanto colhe mais e mais
 deixa sua imaginação com eles voar...

Voa e vai até um lindo parque,
sentada ao lado de seu amor...

Riem, bincam ,de mãos dadas passeiam...
Bate a vontade de algo comer...

A carrocinha da salada de fruta aparece
 a criançada toda, logo atrás dela a  delicia querer...

Os dois ali aquela cena viam...
Será teremos lindos filhos um dia assim?

Ele vai adiante, volta com um copo enorme
Escolhe o maior morango e lhe coloca na boca...
Foi o início de uma paixão louca!

Amizade, paixão ,amor...
Tudo iniciara com um morango lindo, daquela mesma cor!

Volta à realidade...
Com os apenas colhidos,enche um pouco mais o prato..

Sorri dos seus pensamentos.
Volta para dentro de casa.

Passa por um espelho, olha-se:
O tempo para ela passou...

Mas, com olhar maroto, aponta para seu rosto ali mostrado...
Verás o que essa noite, farei com meu  namorado!

Ao jantar,ele a olha admirado.
_Como estás rosadinha, minha velha!

Mal ele sabia que havia tocado a "campainha"...
Aquele jeito de a chamar, haveria daquele dia em diante, de mudar!

Comem e chega a hora da sobremesa.
_Morangos frescos, minha velhinha?

Novamente a palavrinha não lhe desce bem!

 Pega o pote que antes era para outro fim direcionado...
Atira tudo ao chão, pisa amassa...

Agora, vais ver quem é velhinho!
Toca a limpar tudo, não quero uma sujeira nesse chão!

O marido,assustado. Pobre coitado!

Por que fizeste isso com nossos morangos?
Tiveste o trabalho de os cultivar, regar, colher...

_E tu? O que fizeste? Além de a eles comer?

Eles tinham um outro sentido para essa noite...
Em minha cabeça, tudo estava programado...

As reticências foram  pelo velhinho compreendidas .

Deu um sorriso daqueles que só ela sabia o significado...
Acabaram os dois, abraçados, em meio do purê de morangos, ali ao chão transformado.

Naquela noite, o velhinho morreu!
Nunca mais na vida, ela morangos comeu!

chica



* Tive  que rir aqui sozinha...
Coitado dos morangos tão lindos que encontrei nessa imagem. Tão linda que guardei e me inspirei.  Pobre fim para eles e pior ainda, pro velhinho!!!
Eta chica má quando incorpora personagens,rs...

♥ Sempre pode haver... ♥


Mesmo que a estação faça cair as folhas, trazendo o frio, e as deixando espalhadas pelo chão, ainda assim, poderemos ver gotas de chuva coloridas nelas...

Basta olhar bem!
Nem tudo é opaco...
Brilhos podem se mostrar, se QUISERMOS VER!

chica

♥O valor de umas "pinturas"... ♥



Inverno no Sul...

Dias frios e quatro crianças dentro de um apartamento, só podiam aprontar todas...

Juntos, um dizia "mata", outro, "enforca" e assim iam juntos nas peraltices...

Rita , a maiorzinha tentou desenhar nas paredes. Os outros acharam bonito e cada um deu uma contribuição.

A mãe pensou: há tantos que colocam nas paredes telas de desconhecidos , apenas por serem famosos...

Resolveu liberar a parede de um corredor, no hall,de onde ficava fácil vê-los sempre de qualquer lugar da casa.

Nem precisa falar do colorido que se tornou aquilo, com todos os estilos...

Tudo estava assim até que o apartamento foi colocado à venda...

O casal não tinha o suficiente pra comprá-lo e assim,passado o período em que eles tinham a preferência, a casa passou a ser visitada pelos outros interessados compradores.

Tatiana,a mãe, fazia questão de deixar que as crianças pintassem cada vez mais aquela entradinha...E seu plano deu certo!

Graças à elas, que davam um toque bem especial ao apê, o casal ganhou...Ninguém o quis comprar!

Poucos meses depois, conseguido o valor necessário , Tatiana e o marido o compraram. Ficaram felizes e uma reforminha, deixou tudo novinho!

Depois venham dizer que aquelas pinturas não eram valiosas?

Além disso, tinha um pouco de cada um por ali, tornando bem legal e super valiosas para eles...chica

* Imagem:photowriter

♥Pesos... ♥



Podemos até ajudar aos outros a carregar suas bagagens, sabendo e não esquecendo, no entanto que elas são deles e que temos as nossas próprias...e já são tantas!

♥Exemplo... ♥



daqui


A formiguinha em sua trilha
sabe que tem muito a percorrer.

 Não teme o caminho longo,
 a alegria do final sabe antever.

Resoluta segue
pronta a tudo que der carregar...

Com sua delicadeza
 até uma gota d'água
 em sua casa faz chegar!

Se fossemos assim como ela
a vida mais fácil seria...

Ainda que a vida nem sempre brilhante, amarela
mesmo assim, mais delicadeza, solidariedade, na certa, existiria!

chica